Abrir menu principal
Disambig grey.svg Nota: "Péguy" redireciona para este artigo. Para o futebolista, veja Péguy Luyindula.
Charles Péguy
Nascimento 7 de janeiro de 1873
Orleães
Morte 5 de setembro de 1914 (41 anos)
Le Plessis-l'Évêque
Cidadania França
Filho(s) Charles-Pierre Péguy
Alma mater Escola Normal Superior de Paris
Ocupação escritor, poeta, ensaísta, jornalista, filósofo, dramaturgo, militar
Prêmios Mort pour la France, Concours général
Movimento estético filosofia política
Religião Igreja Católica

Charles Péguy (Orleães, 7 de Janeiro de 18735 de Setembro de 1914), foi um escritor francês[1].

Foi o fundador de Cahiers de la Quinzaine em 1900.

Faleceu na Batalha do Marne.

ObraEditar

  • Jeanne d' Arc (1897)
  • Notre Patrie (1905)
  • Situations (1907–1908)
  • Notre Jeunesse (1909) - Defense of Alfred Dreyfus.
  • Clio, dialogue de l'histoire et de l'âme païenne (1909–1912)
  • Le Mystère de la charité de Jeanne d'Arc (1910)
  • Victor-Marie, comte Hugo (1911)
  • L'Argent (1912)
  • Le Porche du mystère de la deuxième vertu (1912)
  • Le Mystère des saints Innocents (1912)
  • La Tapisserie de sainte Geneviève et de Jeanne d'Arc (1913)
  • La Tapisserie de Notre-Dame (1913)
  • Ève (1913)
  • Note sur M. Bergson (1914)
  • Cahiers

Ligações externasEditar

Referências

  1. «Charles Péguy» (em inglês). Encyclopædia Britannica. Consultado em 15 de Abril de 2014. Cópia arquivada em 17 de Abril de 2013 


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

‎ ‎

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charles Péguy