Abrir menu principal
Chepseskaf
Nascimento Século XXVI a.C.
Morte 2499 a.C.
Sepultamento Saqqara
Progenitores Pai:Menkauré
Filho(s) Userkaf
Ocupação estadista
Título Faraó
Double crown.svg

Chepseskaf foi o último faraó da IV dinastia egípcia. Segundo o Papiro Real de Turim o seu reinado teve uma duração de quatro anos.

Era filho do rei Miquerinos e de mãe desconhecida. Quando Chepseskaf se tornou rei ordenou que fosse terminado o templo funerário do pai e provavelmente mesmo a sua pirâmide em Guiza (Gizé).

Não se sabe quem foi a esposa de Chepseskaf. Pode ter sido Bunefer, uma filha de Miquerinos (como defende Peter Clayton), ou Khentkhaués I (segundo Nicholas Grimal). Em relação a esta última alguns egiptólogos consideram ter sido a esposa de Userkaf, primeiro rei da V dinastia e mãe de Sahuré e de Neferirkaré.

Rompeu com a tradição dos túmulos em pirâmides que tinha caracterizado os monarcas da IV dinastia, tendo optando por uma mastaba em forma de sarcófago construída no sul de Sakara (conhecida como Mastabat-Faraun em árabe). Este acto é interpretado como uma ruptura com o culto solar dos anteriores monarcas e com os sacerdotes da cidade de Heliópolis que sustentavam esse culto. Em apoio a esta teoria aponta-se o facto de uma filha sua, Khamaet, ter casado com Ptahchesés, sacerdote de Ptah, divindade principal de Mênfis e de Chepseskaf não ter tido na sua titulatura o "nome de Ré". Para além disso, o culto funerário ao rei parece ter sido abandonado pouco tempos depois da sua morte.

BibliografiaEditar

  • CLAYTON, PETER - Chronicle of the Pharaohs. The Reign-by-Reign Record of the Rulers and Dynasties of Ancient Egypt. Londres, Thames and Hudson, 1994.
  • GRIMAL, Nicholas - History of Ancient Egypt. Blackwell Publishing, 1994. ISBN 0-631-19396-0.
Precedido por
Miquerinos
Faraó
IV dinastia egípcia
Sucedido por
Userkaf