Coroa Tripla de Ciclismo

A Coroa Tripla é considerada a maior conquista que um ciclista pode alcançar. Ainda que sejam utilizadas várias definições para o termo, a verdadeira coroa tripla significa ganhar o Tour de France, o Giro d'Italia e o Campeonato Mundial de Ciclismo em Estrada, os três no mesmo ano. No entanto, numa definição mais ampla, troca-se o Tour ou o Giro pela Volta a Espanha. É considerado o título mais difícil de conseguir no ciclismo profissional de estrada.

O termo também é utilizado quando um ciclista consegue ganhar as três Grandes Voltas ao longo da sua carreira profissional.

Não é um título oficial, nem há prémio para o ciclista que o consiga.

Vencedores da Coroa TriplaEditar

A verdadeira Coroa Tripla (Tour, Giro e Mundial), só foi obtida por dois corredores:

Ciclista Ano Corridas
  Eddy Merckx 1974 Tour + Giro + Mundial
  Stephen Roche 1987 Tour + Giro + Mundial

Quase vencedoresEditar

Duas Grandes Voltas e sem MundialEditar

Alguns ciclistas estiveram bem perto de vencer a Coroa Tripla, ao ganharem duas Grandes Voltas e estarem no pódio ou bem próximo dele no mundial. Entre eles, encontram-se o italiano Fausto Coppi, o francês Bernard Hinault e o espanhol Miguel Indurain. Ainda que mais tarde conseguisse a Coroa Tripla, em 1974, Merckx também esteve bem perto de a conseguir em 1972 e 1973.

Ciclista Ano Grandes voltas Mundial
  Fausto Coppi[1] 1949 Tour + Giro 3.er lugar
  Fausto Coppi 1952 Tour + Giro não participou
  Jacques Anquetil[2] 1963 Tour + Volta 14º lugar
  Jacques Anquetil 1964 Tour + Giro 7º lugar
  Eddy Merckx[3] 1970 Tour + Giro 29º lugar
  Eddy Merckx 1972 Tour + Giro 4º lugar
  Eddy Merckx 1973 Giro + Volta 4º lugar
  Bernard Hinault[4] 1978 Tour + Volta 5º lugar
  Giovanni Battaglin[5] 1981 Giro + Volta 26º lugar
  Bernard Hinault 1982 Tour + Giro não terminou
  Bernard Hinault 1985 Tour + Giro não terminou
  Miguel Indurain[6] 1992 Tour + Giro 6º lugar
  Miguel Indurain 1993 Tour + Giro 2º lugar
  Marco Pantani[7] 1998 Tour + Giro não participou
  Alberto Contador[8] 2008 Giro + Volta não terminou[9]
  Chris Froome 2017 Tour + Volta não participou

Uma Grande Volta e um MundialEditar

Outros ciclistas foram Campeões do Mundo e venceram ou o Tour ou o Giro no mesmo ano, faltando-lhes uma segunda Grande Volta. Quem mais perto esteve do conseguir foi Bernard Hinault, em 1980, quando venceu o Giro e retirou-se do Tour de France por uma lesão, quando era o líder da corrida. Semanas mais tarde, coroava-se campeão do mundo.

Na tabela que se segue são mostrados os resultados dos que foram Campeões do Mundo, venceram uma Grande e a sua participação nas outras duas grandes.

Ciclista Campeão do mundo Grande volta Resultados em outras grandes voltadas
  Alfredo Binda
1927
Giro
Tour: NP Volta: ND
  Georges Speicher
1933
Tour
Giro: NP Volta: ND
  Fausto Coppi
1953
Giro
Tour: NP Volta: ND
  Louison Bobet
1954
Tour
Giro: NP Volta: ND
  Ercole Baldini
1958
Giro
Tour: NP Volta: NP
  Eddy Merckx
1971
Tour
Giro: NP Volta: NP
  Bernard Hinault
1980
Giro
Tour: Abandono Volta: NP
  Greg LeMond
1989
Tour
Giro: 39º Volta: NP
  • NP: Não participa
  • ND: A Volta a Espanha de não se disputou nesses anos

Outras interpretaçõesEditar

Três Grandes no mesmo anoEditar

Vencer as três Grandes Voltas no mesmo ano também pode ser considerada uma Coroa Tripla. Contudo, nenhum ciclista conseguiu esta façanha e seria consideravelmente mais difícil do que vencer o mundial e duas Grandes Voltas.

Eddy Merckx venceu quatro Grandes Voltas consecutivas, entre 1971 e 1973 (Giro 1972, Tour 1972, Vuelta 1973 e Giro 1973) e Bernard Hinault venceu três consecutivas, entre 1982 e 1983 (Giro 1982, Tour 1982 e Vuelta 1983). No entanto, não é considerada Coroa Tripla por serem em temporadas diferentes.

Três Grandes em anos diferentesEditar

Outra interpretação deste termo consiste em vencer as três Grandes Voltas ao longo da carreira profissional.[10] Este facto foi alcançado em várias ocasiões, sendo que seis ciclistas o conseguiram:[11]

  • Nota: a negrito destaca-se a vitória com a qual conquistaram a Coroa Tripla.
Ciclista Tour de France Giro d'Italia Volta a Espanha
  Jacques Anquetil 1957, 1961, 1962, 1963, 1964 1960, 1964 1963
  Felice Gimondi 1965 1967, 1969, 1976 1968
  Eddy Merckx 1969, 1970, 1971, 1972, 1974 1968, 1970, 1972, 1973, 1974 1973
  Bernard Hinault 1978, 1979, 1981, 1982, 1985 1980, 1982, 1985 1978, 1983
  Alberto Contador 2007, 2009 2008, 2015 2008, 2012, 2014
  Vincenzo Nibali 2014 2013, 2016 2010
  Chris Froome 2013, 2015, 2016, 2017 2018 2011, 2017

Referências

  1. Fausto COPPI Résultats les-sports.info
  2. Jacques ANQUETIL Résultats les-sports.info
  3. Eddy MERCKX Résultats les-sports.info
  4. Bernard HINAULT Résultats les-sports.info
  5. Giovanni BATTAGLIN Résultats les-sports.info
  6. Miguel INDURAIN Résultats les-sports.info
  7. Marco PANTANI Résultats les-sports.info
  8. Alberto CONTADOR Résultats les-sports.info
  9. Campeonato do Mundo, Estrada, Elite 2008 sitiodeciclismo.net
  10. «Alberto Contador, primer español que logra la triple corona - ESD» (em espanhol). El Semanal Digital. 21 de setembro de 2009. Consultado em 25 de maio de 2015. Arquivado do original em 22 de setembro de 2008 
  11. «Tour 2014: la triple corona de Vincenzo Nibali» (em espanhol). 20minutos.es. 27 de julho de 2014. Consultado em 25 de maio de 2015