Abrir menu principal

Corroios

vila e freguesia de Seixal, Portugal
Portugal Portugal Corroios 
  Freguesia  
Moinho de Maré de Corroios
Moinho de Maré de Corroios
Brasão de armas de Corroios
Brasão de armas
Corroios está localizado em: Portugal Continental
Corroios
Localização de Corroios em Portugal
Coordenadas 38° 39' N 9° 09' O
País Portugal Portugal
Concelho SXL1.png Seixal
Administração
- Tipo Junta de freguesia
- Presidente Eduardo Manuel Brito Rosa (CDU)
Área
- Total 16,92 km²
População (2011)
 - Total 47 661
    • Densidade 2 816,8 hab./km²
Código postal 2855 Corroios
Orago Nossa Senhora da Graça
Website Página oficial

Corroios é uma Vila portuguesa do concelho do Seixal, com 16,92 km² de área e 47 661 habitantes (2011). A sua densidade populacional é 2 816,8 hab/km². Presentemente Corroios permanece como a segunda vila mais populosa de Portugal, após Algueirão-Mem Martins[carece de fontes?].

Pertencem a Corroios localidades como Vale de Milhaços, Alto do Moinho, Santa Marta do Pinhal, Miratejo, Pinhal do Vidal e Verdizela.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Corroios [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
25 499 35 439 46 475 47 661

Criada pelo decreto-lei nº 241/76, de 07 de Abril, com lugares desanexados da freguesia de Amora

Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 7 534 7 199 27 588 4 154 16,2% 15,5% 59,4% 8,9%
2011 7 646 5 069 28 022 6 924 16,0% 10,6% 58,8% 14,5%

Média do País no censo de 2001: 0/14 Anos-16,0%; 15/24 Anos-14,3%; 25/64 Anos-53,4%; 65 e mais Anos-16,4%

Média do País no censo de 2011: 0/14 Anos-14,9%; 15/24 Anos-10,9%; 25/64 Anos-55,2%; 65 e mais Anos-19,0%

HistóriaEditar

Os primeiros vestígios da ocupação humana na região, são do tempo da ocupação romana, e situam-se na Quinta do Rouxinol.

Em 1385, D. João I doou ao Condestável Nuno Álvares Pereira algumas terras na Freguesia de Corroios, onde criou uma quinta. Em 1403, D. Nuno mandou edificar o primeiro moinho de maré do concelho do Seixal, o Moinho do Castelo.

Na época dos Descobrimentos, foi uma zona de abastecimento muito importante.

A paróquia de Corroios, fundada em 1369, fazia parte do termo de Almada cujos territórios são os actuais de Almada e Seixal.

Com a criação do Concelho do Seixal, a Paróquia de Corroios foi anexada à de Amora, até 7 de Abril de 1976, quando foi fundada a Freguesia de Corroios. D. António Ribeiro, Cardeal-Patriarca de Lisboa, em 1975, restaura a Paróquia de Corroios, sendo que será D. Manuel Martins a nomear o primeiro Pároco da paroquia restaurada, o Pe. António Bennetti.

Em 1982, foram detectados fornos cerâmicos de produção doméstica e ânforas na Quinta do Rouxinol.

O nome dado a esta freguesia, Corroios, provém da existência de pequenos arroios, detectados antes do século XVIII, conforme explicação dada pelo pároco, Pedro Simões Duarte, nas Memórias Paroquiais em 1758: "a quem talvez os antigos pusessem este nome por ficar ao sul dela do Nascente a Poente um não pequeno campo baixo e tão húmido que ainda em o mais ardente, e dilatado verão conserva alguns arroios ainda que pequenos de águas, que nascidas do Poente, correm por entre os brejos ao mar"[2].

Até ao final do século XIX a freguesia de Corroios foi essencialmente rural, dividida por quintas de fidalgos e nobres.

Nas últimas décadas a freguesia de Corroios cresceu e desenvolveu-se muito, sendo nos dias de hoje, uma população essencialmente urbana. No dia 20 de Maio de 1993, Corroios foi elevada a vila.

PatrimónioEditar

CulturaEditar

  • Festival de Música Moderna de Corroios, em março
  • Concurso de Fotografia de Corroios, em junho
  • Animação de Espaços Públicos, em julho
  • Festival de Vídeo de Corroios - VIDEOCOR, em novembro
  • Semana Cultural, em novembro
Metro Transportes do Sul
 
     
 
 
 Cacilhas
Universidade 
         
 25 de Abril
Mt. Caparica 
         
 Gil Vicente
Fomega 
         
 S. J. Batista
Boa Esperança 
         
 Almada
  Pragal 
 
       
 B. Gonçalves
 
   
 
 
   
 
Ramalha 
   
 
   
 
 
         
 Cv. Piedade
 
         
 Pq. Paz
 
         
 Ant.º Gedeão
 
         
 Laranjeiro
 
         
 Santo Amaro
 
         
 Casa do Povo
 
     
 
 
 Corroios
fonte: diagrama no sítio oficial

Referências

  1. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes
  2. «Debates Parlamentares». Assembleia da República. 1992. Consultado em 4 de julho de 2018. Esta povoação deve o seu nome à existência de arroios. 
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externasEditar