Abrir menu principal

Cristián Eduardo Zapata Valencia

futebolista colombiano

Cristián Eduardo Zapata Valencia (Padilla - 30 de setembro de 1986) é um futebolista colombiano que atua como zagueiro. Atualmente joga pelo Genoa.[1]

Cristián Zapata
FWC 2018 - Round of 16 - COL v ENG - Photo 104 (cropped).jpg
Informações pessoais
Nome completo Cristián Eduardo Zapata Valencia
Data de nasc. 30 de setembro de 1986 (32 anos)
Local de nasc. Padilla, Colômbia
Altura 1,87 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Genoa
Número 2
Posição Zagueiro
Site oficial Instagram oficial
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2004–2005
2005–2011
2011–2012
2012–2019
2019–
Deportivo Cali
Udinese
Villarreal
Milan
Genoa
0035 0000(0)
0195 0000(5)
0036 0000(0)
0148 0000(5)
0000 0000(0)
Seleção nacional3
2008– Colômbia 0058 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de maio de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 23 de junho de 2019.

Índice

CarreiraEditar

UdineseEditar

Zapata foi contratado pela Udinese no dia 31 de agosto de 2005 vindo do Deportivo Cali, juntamente com o seu companheiro de clube Abel Aguilar. Ambos foram contratados pela Udinese enquanto jogavam na Copa do Mundo Sub-20. No dia 18 de setembro de 2006, Zapata renovou e assinou um novo contrato de cinco anos. Naquela temporada, ele disputou 35 jogos da Serie A.

Em outubro de 2007, Zapata, juntamente com Andrea Dossena, Roman Eremenko e Simone Pepe tiveram seus contratos até junho de 2012.

Na temporada 2009–10, Zapata se destacou por ter formado uma boa dupla de zaga com Andrea Coda.

VillarrealEditar

Após a temporada 2010–2011, Cristián Zapata afirmou que muitos dos principais clubes europeus estavam interessados em contratá-lo. Assim, zagueiro colombiano assinou pelo Villarreal no dia 12 de julho de 2011. Já no dia 17 de agosto de 2011, Zapata fez sua estreia pelo Villareal contra a Udinese, seu ex-clube, em uma eliminatória da Liga dos Campeões.

MilanEditar

Em agosto de 2012, o Villarreal anunciou que Zapata deixou o clube rumo ao Milan em um empréstimo de uma temporada. Logo em seu primeiro clássico no Milan contra a Inter de Milão, Zapata foi elogiado por sua defesa e por ter desempenhado um papel importante nos contra-ataques. Em 2013, Zapata assinou em definitivo com o Milan até o verão de 2016.

Em janeiro de 2015, Zapata sofreu uma lesão, mantendo-o afastado por dois meses. Após a recuperação ele retornou a equipe, mas permaneceu no banco de reservas.

No dia 5 de fevereiro de 2017, no primeiro jogo da temporada, em uma derrota por 1-0 em casa contra a Sampdoria, devido às ausências por lesões de Riccardo Montolivo, capitão da equipe, e de Mattia De Sciglio, terceiro capitão, Zapata foi escolhido como capitão do Milan. O vice-capitão, Ignazio Abate, entrou no decorrer da partida, porém Zapata manteve a braçadeira.

Já no dia 15 de abril de 2017, contra a Inter de Milão, Zapata marcou o gol de empate aos 97 minutos. A partida terminou 2-2. Foi também o primeiro jogo do Milan sob a propriedade do Rossoneri Sport Investment, liderado por Li Yonghong, com Zapata entregando sua camisa como um presente para o empreendedor chinês logo após o apito final.

No dia 17 de abril de 2018, ele foi confirmado como vice-capitão da equipe no lugar de Giacomo Bonaventura. Posteriormente, num jogo contra o Napoli, o capitão Leonardo Bonucci não estava disponível e Bonaventura foi titular, porém Zapata ficou com a braçadeira. Nesta partida ele teve uma excelente atuação na defesa ao lado de Mateo Musacchio, seu ex-companheiro do Villarreal.

2018–19Editar

Começou a temporada 2018–19 lesionado, e foi reserva de Musacchio e Alessio Romagnoli. Seu primeiro jogo na temporada foi no dia 4 de outubro, no segundo jogo da Liga Europa, em Milão, na vitória por 3 a 1 contra o Olympiacos. Zapata foi titular nos últimos cinco jogos do clube na fase de grupos Liga Europa, incluindo a última partida contra o Olympiacos, na qual Zapata foi de herói à vilão. Após estar perdendo por 1 a 0, com gol de Pape Cissé, Zapata marcou contra ao desviar chute de Guilherme. Depois Çalhanoğlu cobrou escanteio, e o zagueiro colombiano empurrou para o fundo das redes, descontando o placar. O árbitro só validou por causa da tecnologia da linha do gol. No entanto, aos 36 minutos do segundo tempo, Fortounis cobrou pênalti e garantiu a classificação do Olympiacos para a próxima fase.[2] Jogando por um empate simples, o time italiano perdeu por 3 a 1 para o time grego e terminou em terceiro no grupo.

A estreia na temporada de Zapata na Serie A aconteceu no dia 7 de outubro, em casa, contra o Chievo. No entanto, Zapata não seria titular até Musacchio ter sofrido uma lesão contra o Betis no dia 8 de novembro. Musacchio ficou fora de cinco jogos devido a lesão, mas não voltou a ser titular após se recuperar. Zapata foi titular na vitória do time sobre a Sampdoria, na Copa da Itália, e na derrota da Supercopa para a Juventus em 2019. Terminou a temporada com 20 jogos disputados em todas as competições, tendo o seu contrato não renovado pelo clube.

GenoaEditar

No dia 2 de julho de 2019, foi anunciado como novo jogador do Genoa. O defensor de 32 anos acertou contrato de duas temporadas com o clube italiano, válido até junho de 2021.[3]

Seleção NacionalEditar

Estilo de jogoEditar

 
Fred, do Brasil, compete com Zapata, da Colômbia, e Juan Cuadrado, pela bola nas quartas-de-final da Copa do Mundo da FIFA de 2014

Um defensor rápido e fisicamente poderoso, conhecido por sua forte marcação de oponentes e força no ar, ele geralmente joga como zagueiro. Embora naturalmente seja destro, ele também pode jogar como lateral nas laterais do campo, já que é confortável com os dois pés.[5]

Vida pessoalEditar

Ele é primo do também futebolista Duvan Zapata, que atua como atacante.[6] [7]

TítulosEditar

Links externosEditar

Referências