Diocese de Xingu-Altamira

Diocese de Xingu-Altamira
Diocesis Xinguensis-Altamirensis
Localização
País Brasil
Arquidiocese metropolitana Arquidiocese de Santarém
Estatísticas
Área 247 501,01 km²
Informação
Rito Romano
Criação 6 de novembro de 2019 (1 ano)
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Nazaré
Governo da diocese
Bispo Dom João Muniz Alves, O.F.M.
Bispo emérito Dom Erwin Kräutler, CPPS
Jurisdição Diocese
dados em catholic-hierarchy.org

A Diocese de Xingu-Altamira (Diocesis Xinguensis-Altamirensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à Província Eclesiástica de Santarém e ao Conselho Episcopal Regional Norte II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo sufragânea da Arquidiocese de Santarém.[1] A Sé episcopal está na Catedral Sagrado Coração de Jesus, na cidade de Altamira, no estado do Pará.

A diocese foi criada pelo papa Francisco em 6 de novembro de 2019, por meio da bula pontifícia Tamquam fidei nomen, tem como padroeira Nossa Senhora de Nazaré, uma área de 247 501,01 km2 e 361 981 habitantes. Dela fazem parte os municípios de Altamira, Anapu, Brasil Novo, Gurupá, Medicilândia, Placas, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará e Vitória do Xingu.[1]

PrelaziaEditar

A Prelazia do Xingu foi erigida canonicamente pelo Papa Pio XI, por meio da bula Animarum bonum postulat, de 16 de agosto de 1934, com território desmembrado da Arquidiocese de Belém do Pará, da Prelazia de Santarém e da Prelazia de Santíssima Conceição do Araguaia.[2] Foi confiada pela Santa Sé aos cuidados dos Missionários do Preciosíssimo Sangue.

No período de 1935 a 1948 a prelazia foi governada por administradores apostólicos: Dom Amando Bahlmann, OFM (1935) e Padre Clemente Geiger, CPPS (1935-1948).

A prelazia foi extinta no dia 6 de novembro de 2019, data em que foram criadas a Diocese de Xingu-Altamira e a Prelazia de Alto Xingu-Tucumã.[2]

Bispos preladosEditar

Desde a sua criação, foi presidida por quatro bispos:


Nome Período Notas
Bispos Diocesanos
Dom Frei João Muniz Alves, OFM 2019- Atual
Bispos Prelados
Dom Frei João Muniz Alves, OFM 2015-2019
Dom Erwin Kräutler, CPPS 1981- 2015 Bispo prelado emérito
Dom Eurico Kräutler, CPPS 1971 - 1981
Dom Clemente Geiger, CPPS 1948 - 1971

Conforme projeção IBGE para 2016, a então Prelazia do Xingu contava naquele ano com uma população aproximada de 575 348 habitantes, com 70,63% de católicos.

ParóquiasEditar

1. Paróquia Santo Antônio (13/06/1693), Gurupá.

2. Paróquia São Francisco Xavier (03/12/1750), Senador José Porfírio.

3. Paróquia São Brás (03/02/1756), Porto de Moz.

4. Catedral do Sagrado Coração de Jesus (22/10/1911), Altamira.

5. Paróquia do Corpo e Sangue de Cristo (09/06/1977), Brasil Novo.

6. Paróquia Nossa Senhora Auxílio dos Cristãos (01/07/1991), Vitória do Xingu.

7. Paróquia Nossa Senhora de Fátima (01/07/1991), Uruará.

8. Paróquia da Imaculada Mãe dos Pobres (01/07/1991), Medicilândia.

9. Paróquia Santa Luzia (13/12/1998), Anapu.

10. Paróquia Nossa Senhora Aparecida (11/12/2005), Placas.

11. Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (01/04/2007), Altamira.

12. Paróquia Nossa Senhora Imaculada Conceição (16/03/2008), Altamira.

13. Área Pastoral ou Quase-Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe (12/12/1998), Vitória do Xingu.

14. Área Pastoral ou Quase-Paróquia Assurini, Senador José Porfírio e Altamira.

15. Área Pastoral ou Quase-Paróquia Padre Frederico Tschol (13/05/2017), Altamira.

16. Área Pastoral ou Quase-Paróquia Santa Ana (18/08/2018), Altamira.

17. Área Pastoral ou Quase-Paróquia São Domingos de Gusmão (10/08/2019), Altamira.


DioceseEditar

Criada pelo papa Francisco em 6 de novembro de 2019, por meio da bula pontifícia Tamquam fidei nomen, a Diocese de Xingu-Altamira tem como Padroeira Nossa Senhora de Nazaré, uma área de 247 501,01 km2 e 361 981 habitantes. Dela fazem parte os municípios de Altamira, Anapu, Brasil Novo, Gurupá, Medicilândia, Placas, Porto de Moz, Senador José Porfírio, Uruará e Vitória do Xingu.[1]

Referências

  1. a b c «Diocese of Xingu-Altamira» (em inglês). Consultado em 6 de novembro de 2019 
  2. a b «Territorial Prelature of Xingu» (em inglês). Consultado em 6 de novembro de 2019 

Ligações externasEditar