Abrir menu principal

Eirol

localidade e antiga freguesia de Aveiro, Portugal
Portugal Eirol 
  Freguesia portuguesa extinta  
Localização no Concelho de Aveiro
Localização no Concelho de Aveiro
Brasão de armas de Eirol
Brasão de armas
Eirol está localizado em: Portugal Continental
Eirol
Localização de Eirol em Portugal Continental
Coordenadas 40° 36' 39" N 8° 32' 13" O
Concelho (s) atual (is) Aveiro
Freguesia (s) atual (is) Eixo e Eirol
Fundação 16 de Dezembro de 1620
Extinção 28 de janeiro de 2013
Área
- Total 4,40 km²
População (2011)
 - Total 753
    • Densidade 171,1 hab./km²
Gentílico Eirolense
Orago Santa Eulália

Eirol é uma localidade portuguesa do concelho de Aveiro, com 5,71 km² de área e 753 habitantes (2011). A sua densidade populacional era 131,9 hab/km².

Apesar de já não ser uma freguesia, é uma paróquia, e é composta pelos lugares de Eirol e Carcavelos. É banhada pelos rios Vouga e Águeda, sendo que é nesta localidade que o rio Águeda desagua no rio Vouga. A origem do nome "Eirol" não é consensual, no entanto há probabilidade que esse nome se deva à abundância de Eiró (enguia) nesta localidade nos tempos em que esta região foi banhada pelo mar.

Eirol já possuiu uma importante actividade de extracção pedreira, o grés de Eirol. Este grés foi aplicado na construção da muralha de Aveiro, da Barra de Aveiro, do Farol de Aveiro, de habitações da região, entre outras construções públicas e privadas.

Apesar de ser uma localidade com características de zona rural, a maior parte da população já não trabalha no sector primário da economia, optando assim por exercer o seu trabalho em empresas localizadas nas áreas envolventes, devido à pouca presença de empresas do sector secundário e terciário na localidade. Por esse motivo, Eirol é uma localidade com pouca agitação, com uma forte presença de terrenos agrícolas e florestais, apesar de se localizar perto de zonas industriais e cidades.

PopulaçãoEditar

População da freguesia de Eirol [1]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
431 448 417 428 512 548 542 562 632 614 622 653 635 781 753
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos < 65 Anos 0-14 Anos 015-24 Anos 25-64 Anos < 65 Anos
2001 137 99 399 146 17,5% 12,7% 51,1% 18,7%
2011 82 96 404 171 10,9% 12,7% 53,7% 22,7%


HistóriaEditar

Uma das primeiras vezes que Eirol foi mencionado, foi na doação que D. Afonso Henriques fez desta localidade ao mosteiro de Santa Cruz de Coimbra em 1166.

Mais tarde, já estando sob jurisdição do mosteiro de Grijó, Pero André e Pero Fernandes, dois representantes dos lugares de Eirol e Carcavelos, a 16 de Dezembro de 1620, no Mosteiro de Grijó assinaram a documentação necessária para a criação de uma paróquia autónoma, que englobava os lugares de Eirol e Carcavelos que até então faziam parte da paróquia de Travassô , formando-se assim a paróquia de Eirol (posteriormente denominada também por freguesia), acontecimento muito desejado pelos habitantes desta localidade.

Eirol foi uma freguesia portuguesa, até ser extinta em 2013, no âmbito de uma reforma administrativa nacional, tendo sido agregada à freguesia de Eixo, para formar uma nova freguesia denominada Eixo e Eirol com sede em Eixo.[2]


AssociaçõesEditar

  • Mocidade Desportiva Eirolense
  • Centro Social e Paroquial Santa Eulália de Eirol

Património MaterialEditar

  • Igreja matriz de Santa Eulália
  • Capela da Nossa Senhora das Dores em Carcavelos
  • Pilar da antiga Ponte da Rata
  • Túnel da linha do Vouga
  • Antigas pedreiras de grés de Eirol
  • Estação dos caminhos de ferro
  • Antigos moinhos de água
     
    Túnel de Eirol

Património NaturalEditar

Em Eirol pode-se admirar as paisagens do Baixo Vouga, também parte dos concelhos de Águeda, e de Albergaria-a-Velha e a Serra do Caramulo. No vale do Rio Vouga e Águeda predomina a flora e a fauna desta região, como o Loureiro, o Salgueiro, o Choupo, os Nenúfares entre outros e as Cegonhas, os Corvos, as Poupas, as Garças, ou os Coelhos Bravos e as Raposas, ou nos rios os Achigãs e as Carpas.

TransportesEditar

Eirol possui a Estação Ferroviária de Eirol que é uma interface do Ramal de Aveiro, é servida também pelo circuito urbano da rede intermodal de Aveiro dispondo de quatro paragens. A Estrada Municipal 230, que liga as cidades de Aveiro e Águeda (parte municipalizada da EN230), atravessa esta localidade, o que facilita o acesso a estas duas cidades para além do transporte público. A deslocação de Eirol para Porto ou Lisboa é facilitada pelo acesso Aveiro Sul na A1 que se localiza a poucos km desta localidade, a deslocação para Espanha também é facilitada pelo acesso à A25 que se localiza a poucos km de Eirol.

 
Estação de Eirol

FestividadesEditar

LazerEditar

Eirol tem várias zonas de lazer nomeadamente o Parque de Merendas, uma zona arborizada que se situa entre o rio Águeda e o rio Vouga que dispõe de mesas e acesso aos dois rios; O Centro Social da Freguesia de Eirol (Polivalente de Eirol) localizado no centro da localidade, que dispõe de café, sala de jogos, salão multiusos com palco, WC, instalações para posto médico, e instalações para serviços de apoio à população; O Parque Intergeracional Angelino Mateus também no centro da localidade,é um espaço relvado dispõe de um parque infantil, equipamentos para exercício físico, um campo de malha e um abrigo convívio; O adro da Igreja e o largo Dr. Girão Pereira é um espaço arborizado com bancos e jardim relvado; O largo da capela de Carcavelos que dispõe de um abrigo convívio com mesa e WC; O Parque Desportivo / Campo Cónego Póvoa dos Reis é utilizado pela Mocidade Desportiva Eirolense, tem uma zona arborizada que dispõe de mesas, churrasqueiras, palco, WC, fonte, um campo multidesportivo, e um campo de futebol relvado.

 
Parque Angelino Mateus

Referências

  1. [Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes ]
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de fevereiro de 2013.
  Este artigo sobre freguesias portuguesas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.