Abrir menu principal

Eleições primárias presidenciais do Partido Democrata (Estados Unidos) em 2016

As eleições primárias presidenciais do Partido Democrata norte-americano em 2016 ocorreram nos 50 estados dos Estados Unidos, no Distrito de Columbia e nos territórios norte-americanos, assim como nas comunidades norte-americanas residentes em todo o mundo.[2] Serviram para determinar o candidato democrata às eleições presidenciais.[3] Barack Obama, atual presidente e candidato em 2012, é inelegível a uma reeleição devido à limitação de mandatos imposta pela vigésima primeira emenda à Constituição dos EUA.[4]

Eleições primárias do Partido Democrata em 2016
 

2012 ← Flag of the United States.svg


1º de fevereiro até 14 de junho de 2016
HRC in Iowa APR 2015.jpg Senator of Vermont Bernie Sanders at Derry Town Hall, Pinkerton Academy NH October 30th, 2015 by Michael Vadon 04 (cropped).jpg
Candidato Hillary Clinton Bernie Sanders
Partido Democrata Democrata
Vencedor em 34 estados 23 estados
Votos 16 463 532[1] 12 650 663[1]
Porcentagem 55,6% 42,7%
Democratic Party presidential primaries results, 2016.svg
Resultado das Primárias Democratas por estado:

Seal of the President of the United States.svg
Presidente dos Estados Unidos

Titular
Barack Obama (como candidato do Partido Democrata)

Eleito
Hillary Clinton (como candidato do Partido Democrata)

No começo de junho de 2016, Hillary conquistou o número de delegados suficientes para garantir a nomeação do seu partido para a presidência.[5]

Índice

ProcessoEditar

As primárias e caucus presidenciais do Partido Democrata são eleições indiretas em que os eleitores elegem delegados para a Convenção Nacional Democrata de 2016; por sua vez, esses delegados elegem diretamente o candidato presidencial do Partido Democrata. Em alguns estados, o partido pode ignorar a seleção de delegados dos eleitores ou selecionar os delegados que poderão votar em qualquer candidato na convenção estadual ou nacional. Em outros estados, as leis estaduais e as regras partidárias exigem que o partido selecione os delegados de acordo com a votação, e estes delegados devem votar em um determinado candidato.

Há um total de 4.051 delegados para 2016. Segundo as regras de seleção de delegados do partido, o número de delegados atribuídos a cada um dos 50 estados dos EUA mais Washington, D.C. é determinado através de uma fórmula baseada em dois fatores principais:[6]

  1. A proporção de votos que cada estado deu ao candidato democrata nas últimas três eleições presidenciais (2004, 2008 e 2012);
  2. O número de votos eleitorais que cada estado tem no Colégio Eleitoral dos Estados Unidos.

Para os territórios de Porto Rico, Samoa Americana, Guam, Ilhas Virgens Americanas, e os democratas no exterior, são atribuídos números fixos de delegados. Em seguida, todos os estados e territórios devem utilizar um sistema de representação proporcional, em que os delegados são atribuídos conforme os resultados eleitorais.[7]

Além disso, há 713 superdelegados, incluindo membros da Câmara dos Representantes e do Senado, governadores estaduais e territoriais, membros do Comitê Nacional Democrata e outros líderes do partido. Devido a possíveis mortes, renúncias ou outros problemas, o número final desses superdelegados pode diminuir.[7]

O Comitê Nacional Democrata também impôs regras para os estados que desejavam realizar as primeiras disputas em 2016. Nenhum estado teve a permissão para realizar uma primária ou caucus em janeiro, e apenas Iowa, Nova Hampshire, Carolina do Sul e Nevada puderam realizar as suas primárias ou caucus em fevereiro. Qualquer estado que viole estas regras será penalizado com a perda da metade de seus delegados e todos os seus superdelegados à convenção de 2016.[7]

CandidatosEditar

Os indivíduos incluídos nesta seção fizeram uma ou mais das seguintes ações: anunciaram formalmente sua candidatura ou apresentaram-se como candidato junto à Comissão Eleitoral Federal (FEC). Além disso, as pessoas listadas abaixo possuem relevância dentro de sua área de atuação. Eles estão listados em ordem alfabética pelo sobrenome.

Candidatos mais bem colocados nas pesquisasEditar

Os seguintes candidatos foram listados em cinco ou mais das principais pesquisas nacionais independentes, participaram de todos os debates e fóruns televisivos e foram endossados por superdelegados oficialmente eleitos.

Nome Cargo mais recente Estado Candidatura Votos
populares [8]
Delegados Superdelegados Total Ref
 
Hillary Clinton
Secretária de Estado dos Estados Unidos  
New York
 
(Website)
Registro de candidatura
12 255 888   1651 (41%) 483 (68%) 2134 (45%) [9][10]
 
Bernie Sanders
Senador dos Estados Unidos por Vermont  
Vermont
 
(Website)
Registro de candidatura
9 108 354   1346(33%) 41 (6%) 1387 (29%) [11]

Desistiram antes das primáriasEditar

Desistiram durante as primáriasEditar

CampanhaEditar

ContextoEditar

 
Hillary Clinton em abril de 2015.

Nas semanas seguintes a reeleição do presidente Barack Obama na eleição de 2012, especulações da mídia sobre potenciais candidatos para a nomeação presidencial democrata na eleição de 2016 começaram a circular. A especulação centrava nas perspectivas de Hillary Clinton, então Secretária de Estado, voltar a ser candidata. Clinton já havia candidato-se em 2008, quando perdeu para Obama, e já tinha sido senadora (2001–2009) e primeira-dama do país (1993–2001).[15][16] Uma pesquisa do The Washington Post e da ABC realizada em janeiro de 2013 indicou que ela tinha grande popularidade entre o público americano.[17][18] Esta pesquisa suscitou vários analistas e observadores políticos a anteciparem que Hillary iria lançar sua segunda candidatura presidencial em 2016, e que desta forma era a favorita para ganhar a indicação; ela acabou anunciando oficialmente sua candidatura em 13 de abril de 2015.[19][20] Entretanto, a ala democrata formada por liberais de esquerda reivindicavam um candidato mais progressista para rivalizar com o que foi percebido por muitos deste seguimento como o establishment do partido, representado por Hillary.[21] A senadora Elizabeth Warren tornou-se rapidamente uma figura altamente elogiada dentro deste seguimento, bem como foi pressionada a se candidatar,[22] mas optou por não entrar na disputa.[21][23]

 
Bernie Sanders durante um comício, em julho de 2015.

Em 26 de maio de 2015, o senador Bernie Sanders anunciou oficialmente sua candidatura para a nomeação democrata, depois de um anúncio informal em 30 de abril e especulações iniciadas em 2014.[24][25][26] Sanders foi prefeito de Burlington (1981-1989), representante de Vermont (1991-2007), senador por Vermont desde 2007 e auto-descrevia-se como um democrata socialista que admirava o modelo nórdico da social-democracia.[27][28][29][30] Apoiado por uma forte campanha popular e com maior apoio na ala mais à esquerda do partido, Sanders emergiu como o maior rival de Hillary nas primárias.[31][32] Houve também uma considerável especulação sobre uma possível candidatura do vice-presidente Joe Biden,[33][34] que já havia candidatado-se para a nomeação democrata nas eleições de 1988 e 2008. No país, há uma tendência histórica do vice-presidente incumbente tentar receber a indicação de seu partido à presidência quando o presidente não pode fazê-lo.[35] Essa especulação também foi alimentada por comentários de Biden em que sinalizava que poderia ser candidato.[35][36] No entanto, em 21 de outubro de 2015, Biden anunciou na Casa Branca ao lado de sua esposa Jill Biden e de Obama a sua decisão de não entrar na corrida pela nomeação presidencial.[37][38]

Além de Hillary e Sanders, outros políticos também buscaram receber a nomeação do partido. Em novembro de 2014, Jim Webb, ex-senador pela Virgínia que já havia desempenhado o cargo de secretário da Marinha durante o governo Reagan, anunciou a formação de um comitê exploratório para sua possível candidatura.[39] Isso fez com que Webb se tornasse o primeiro candidato com grande potencial a fazer uma ação formal visando a indicação do partido em 2016.[39] Martin O'Malley, ex-governador de Maryland e ex-prefeito de Baltimore, começou em janeiro de 2015 a contratar funcionários para trabalharem em Iowa.[40] Em agosto de 2015, Lawrence Lessig anunciou inesperadamente sua candidatura, cujo objetivo principal, se eleito, era o de realizar uma reforma do financiamento de campanhas.[41][42][43][44]

Fevereiro de 2016: Primeiras primáriasEditar

Estado/território Clinton Sanders
Iowa 49,8% 49,6%
Nova Hampshire 38% 60,4%
Nevada 52,6% 47,3%
Carolina do Sul 73,5% 26%

Em 1 de fevereiro, Hillary foi capaz de derrotar Sanders no caucus de Iowa, a primeira votação do calendário eleitoral das primárias presidenciais de 2016. A votação de ambos foi a mais próxima da história do caucus daquele estado: Hillary coletou 700,47 dos delegados estaduais, contra 696,92 de Sanders, uma diferença de um quarto de ponto percentual.[45] A vitória, que garantiu 23 delegados na convenção para Hillary (dois a mais do que Sanders), fez com que ela se tornasse a primeira mulher a ganhar o caucus e marcou uma diferença clara em relação a 2008, quando terminou em terceiro lugar atrás de Obama e John Edwards.[46][47][48][49] O'Malley suspendeu sua campanha depois de um decepcionante terceiro lugar com apenas 0,5% dos delegados estaduais, deixando Hillary e Sanders como os dois únicos candidatos principais.[50] Uma semana depois, Sanders ganhou a primária de Nova Hampshire com 60,4% dos votos populares, tornando-se o primeiro candidato judeu de um grande partido a ganhar uma primária.[51][52]

 
Bernie Sanders discursando em Littleton, Nova Hampshire.

A eleição acirrada em Iowa e a vitória convincente de Sanders em Nova Hampshire geraram especulações sobre uma possível derrota de Hillary em Nevada, o próximo estado que realizaria seu caucus em 20 de fevereiro.[53][54] Por sua vez, Hillary, que havia vencido o caucus estadual oito anos antes, esperava que uma vitória em Nevada dissiparia preocupações sobre uma possível repetição de 2008, quando acabou perdendo a nomeação para Obama apesar de ter sido considerada inicialmente a favorita para ganhá-la.[55] Hillary acabou sendo vitoriosa em Nevada com 52,6% dos votos dos delegados de condados, uma margem de vitória semelhante ao seu desempenho em 2008.[56] Foi estimado que Sanders, que alcançou 47,3%, recebesse cinco delegados a menos que Hillary (20 a 15) e as projeções não eram promissoras para a primária do fim de semana seguinte na Carolina do Sul, mais favorável demograficamente para sua rival do que nos estados anteriores. Em 27 de fevereiro, Hillary ganhou a primária da Carolina do Sul com 73,5% dos votos, recebendo uma porcentagem maior do voto afro-americano do que Barack Obama havia tido oito anos antes - 90% contra 80% de Obama.[57]

1 de março de 2016: Super TerçaEditar

Super Terça
State/territory Clinton Sanders
Alabama 77,8% 19,2%
Arkansas 66,3% 29,7%
Colorado 40,4% 59,0%
Geórgia 71,3% 28,2%
Massachusetts 50,1% 48,7%
Minnesota 38,3% 61,7%
Samoa Americana 68,4% 25,7%
Oklahoma 41,5% 51,9%
Tennessee 66,1% 32,4%
Texas 65,2% 33,2%
Vermont 13,6% 86,1%
Virgínia 64,3% 35,2%
 
Hillary Clinton durante um comício, em março de 2016.

O calendário das primárias de 2016 foi significativamente diferente do que na última eleição pela indicação do partido Democrata, em 2008. Durante aquele ciclo eleitoral, muitos estados mudaram suas primárias ou caucuses para o início do calendário para ter maior influência sobre a disputa. Desta forma, 23 estados e territórios realizaram suas votações em 5 de fevereiro, resultando na maior Super Terça da história.[58][59] Para 2016, o calendário foi mais disperso do que em 2008, com vários grupos de estados votando em datas diferentes, sendo as mais importantes em 1 de março, 15 de março, 26 de abril e 7 de junho.[60]

Em 1 de março, foi realizada a Super Terça, com votações na Samoa Americana e em onze estados, incluindo seis estados da região Sul. Com exceção de Oklahoma, Hillary garantiu vitória em todas as outras primárias do Sul.[61] Sua maior vitória do dia veio do Alabama, onde ela ganhou 77,8% dos votos contra 19,2% de Sanders, embora sua vantagem mais significativa no número de delegados ocorreu no Texas, onde recebeu 65,2% dos votos. Coletivamente, os estados sulistas deram a Hillary um ganho líquido de 165 delegados.[62][63]

Além do Sul, Hillary também conseguiu derrotar Sanders em Massachusetts, por uma pequena vantagem, e na Samoa Americana. Sanders teve vitórias confortáveis nos caucuses de Minnesota e Colorado e nas primárias de Oklahoma e Vermont, seu domicílio eleitoral que garantiu-lhe 86,1% dos votos contra 13,6% de sua rival - este foi o único estado em que um dos principais candidatos não recebeu 15% dos votos. Embora os resultados em geral foram desfavoráveis para Sanders, suas quatro vitórias e sua derrota por pouco permitiu que ele permanecesse na disputa com a perspectiva de votações mais favoráveis na Nova Inglaterra, Grandes Planícies, Mountain States e Noroeste Pacífico.[64] No final do dia, Hillary garantiu ao todo 518 delegados contra 347 de Sanders, elevando sua liderança a cerca de 200 delegados.[65]

Calendário e resultadosEditar

Data Estado ou território Delegados Tipo Voto popular ou equivalente Estimated delegates
Clinton Sanders Clinton Sanders Ainda disponíveis
C S T C S T C S T C S T
02016-02-01 1 de fevereiro de 2016 Iowa[66] 44 7 51 Conselho semi-aberto 700 (49,8%) 697 (49,6%) 23 6 29 21 0 21 0 1 1
02016-02-09 9 de fevereiro de 2016 Nova Hampshire[67] 24 8 32 Primária semi-fechada 95 355 (37,7%) 152 193 (60,1%) 9 6 15 15 1 16 0 1 1
02016-02-20 20 de fevereiro de 2016 Nevada[68] 35 8 43 Conselho fechado 6 316 (52,6%) 5 678 (47,3%) 20 7 27 15 1 16 0 0 0
02016-02-27 27 de fevereiro de 2016 Carolina do Sul[69] 53 6 59 Primária aberta 272 379 (73,4%) 96 498 (26,0%) 39 5 44 14 0 14 0 1 1
02016-03-01 1 de março de 2016 Alabama[70] 53 7 60 Primária aberta 309 926 (77,8%) 76 401 (19,2%) 44 6 50 9 0 9 0 1 1
Samoa Americana[71] 6 5 11 Conselho fechado 162 (68,4%) 61 (25,7%) 4 4 8 2 1 3 0 0 0
Arkansas[72] 32 5 37 Primária aberta 146 057 (66,1%) 66 236 (30,0%) 22 5 27 10 0 10 0 0 0
Colorado[73] 66 12 78 Conselho fechado 49 789 (40,3%) 72 846 (59,0%) 25 9 34 41 0 41 0 3 3
Geórgia[74] 102 15 117 Primária aberta 543 008 (71,3%) 214 332 (28,2%) 73 11 84 29 0 29 0 4 4
Massachusetts[75][76] 91 24 115 Primária semi-fechada 606 822 (49,7%) 589 803 (48,3%) 46 21 67 45 1 46 0 2 2
Minnesota[77] 77 16 93 Conselho aberto 73 510 (38,4%) 118 135 (61,6%) 31 12 43 46 2 48 0 2 2
Oklahoma[78][79] 38 4 42 Primária semi-fechada 139 443 (41,5%) 174 228 (51,9%) 17 1 18 21 1 22 0 2 2
Tennessee[80] 67 8 75 Primária aberta 245 930 (66,1%) 120 800 (32,5%) 44 8 52 23 0 23 0 0 0
Texas[81] 222 29 251 Primária aberta 936 004 (65,2%) 476 547 (33,2%) 147 21 168 75 0 75 0 8 8
Vermont[82][83] 16 10 26 Primária aberta 18 338 (13,6%) 115 900 (85,7%) 0 5 5 16 5 21 0 0 0
Virgínia[84] 95 13 108 Primária aberta 504 741 (64,3%) 276 370 (35,2%) 62 12 74 33 0 33 0 1 1
02016-03-05 5 de março de 2016 Kansas[85] 33 4 37 Conselho fechado 12 593 (32,3%) 26 450 (67,7%) 10 4 14 23 0 23 0 0 0
Luisiana[86] 51 8 59 Primária fechada 221 733 (71,1%) 72 276 (23,2%) 37 6 43 14 0 14 0 2 2
Nebrasca[87] 25 5 30 Conselho fechado 14 340 (42,9%) 19 120 (57,1%) 10 3 13 15 1 16 0 1 1
02016-03-06 6 de março de 2016 Maine[88] 25 5 30 Conselho fechado 1 232 (35,5%) 2 231 (64,3%) 8 4 12 17 1 18 0 0 0
02016-03-01 1 de março de 201602016-03-08 8 de março de 2016 Democrats Abroad[89] 13 4 17 Primária fechada 10 689 (30,9%) 23 779 (68,9%) 4 9 ½ 0 1 1
02016-03-08 8 de março de 2016 Michigan[90][91] 130 17 147 Primária aberta 581 775 (48,3%) 598 943 (49,7%) 63 13 76 67 0 67 0 4 4
Mississippi[92] 36 5 41 Primária aberta 187 334 (82,5%) 37 748 (16,6%) 31 3 34 5 2 7 0 0 0
02016-03-12 12 de março de 2016 Marianas do Norte[93] 6 5 11 Conselho fechado 102 (54,0%) 65 (34,4%) 4 5 9 2 0 2 0 0 0
02016-03-15 15 de março de 2016 Flórida[94][95] 214 32 246 Primária fechada 1 101 414 (64,4%) 568 839 (33,3%) 141 24 165 73 2 75 0 6 6
Illinois[96] 156 27 183 Primária aberta 1 039 555 (50,6%) 999 494 (48,6%) 79 24 103 77 1 78 0 1 1
Missouri[97] 71 13 84 Primária aberta 312 285 (49,6%) 310 711 (49,4%) 36 11 47 35 0 35 0 2 2
Carolina do Norte[98] 107 14 121 Primária semi-fechada 622 915 (54,5%) 467 018 (40,9%) 60 9 69 47 2 49 0 3 3
Ohio[99][100] 143 17 160 Primária semi-aberta 696 681 (56,1%) 535 395 (43,1%) 81 16 97 62 1 63 0 0 0
02016-03-22 22 de março de 2016 Arizona[101][102] 75 10 85 Primária fechada 262 459 (56,3%) 192 962 (41,4%) 42 6 48 33 1 34 0 3 3
Idaho[103] 23 4 27 Conselho aberto 5 065 (21,2%) 18 640 (78,0%) 5 1 6 18 2 20 0 1 1
Utah[104] 33 4 37 Conselho semi-aberto 15 666 (20,3%) 61 333 (79,3%) 6 2 8 27 2 29 0 0 0
02016-03-26 26 de março de 2016 Alasca[105][106] 16 4 20 Conselho fechado 2 146 (20,2%) 8 447 (79,6%) 3 1 4 13 1 14 0 2 2
Havaí[107] 25 9 34 Conselho semi-fechado 10 125 (30,0%) 23 530 (69,8%) 8 5 13 17 2 19 0 2 2
Washington[108] 101 17 118 Conselho aberto 7 140 (27,1%) 19 159 (72,7%) 27 11 38 74 0 74 0 6 6
02016-04-05 5 de abril de 2016 Wisconsin[109][110] 86 10 96 Primária aberta 433 739 (43,1%) 570 192 (56,6%) 38 9 47 48 1 49 0 0 0
02016-04-09 9 de abril de 2016 Wyoming[111] 14 4 18 Conselho fechado 124 (44,3%) 156 (55,7%) 7 4 11 7 0 7 0 0 0
02016-04-19 19 de abril de 2016 Nova Iorque[112][113][114] 247 44 291 Primária fechada 1 133 980 (57,5%) 820 256 (41,6%) 139 41 180 108 0 108 0 3 3
02016-04-26 26 de abril de 2016 Connecticut[115][116] 55 16 71 Primária fechada 170 045 (51,8%) 152 379 (46,4%) 28 15 43 27 0 27 0 1 1
Delaware[117][118] 21 11 32 Primária fechada 55 954 (59,8%) 36 662 (39,2%) 12 11 23 9 0 9 0 0 0
Maryland[119][120] 95 24 119 Primária fechada 573 242 (62,5%) 309 990 (33,8%) 60 17 77 35 1 36 0 6 6
Pensilvânia[121] 189 19 208 Primária fechada 935 107 (55,6%) 731 881 (43,5%) 106 19 125 83 0 83 0 1 1
Rhode Island[122][123] 24 9 33 Primária semi-fechada 52 749 (43,1%) 66 993 (54,7%) 11 9 20 13 0 13 0 0 0
02016-05-03 3 de maio de 2016 Indiana[124] 83 9 92 Primária aberta 303 705 (47,5%) 335 074 (52,5%) 39 7 46 44 0 44 0 2 2
02016-05-07 7 de maio de 2016 Guam[125] 7 5 12 Conselho fechado 777 (59,5%) 528 (40,5%) 4 5 9 3 0 3 0 0 0
02016-05-10 10 de maio de 2016 Nebrasca[126] Primária fechada 42 692 (53,1%) 37 744 (46,9%) Primária não-vinculante, sem nenhum delegado alocado.
Virgínia Ocidental[127] 29 8 37 Primária semi-fechada 86 914 (35,8%) 124 700 (51,4%) 11 6 17 18 2 20 0 0 0
02016-05-17 17 de maio de 2016 Kentucky[128][129] 55 5 60 Primária fechada 212 534 (46,8%) 210 623 (46,3%) 28 2 30 27 0 27 0 3 3
Oregon[130][131][132] 61 13 74 Primária fechada 269 846 (42,1%) 360 829 (56,2%) 25 7 32 36 3 39 0 3 3
02016-05-24 24 de maio de 2016 Washington[133] Primária aberta[134] 420 461 (52,4%) 382 293 (47,6%) Primária não-vinculante, sem nenhum delegado alocado.
02016-06-04 4 de junho de 2016 Ilhas Virgens[135][136][137] 7 5 12 Conselho fechado 1 326 (87,12%) 196 (12,88%) 7 5 12 0 0 0 0 0 0
02016-06-05 5 de junho de 2016 Porto Rico[138] 60 7 67 Primária aberta 52 658 (59,7%) 33 368 (37,9%) 37 6 43 23 0 23 0 1 1
02016-06-07 7 de junho de 2016 Califórnia[139][140] 475 76 551 Primária semi-fechada 2 745 302 (53,1%) 2 381 722 (46,0%) 254 66 320 221 0 221 0 10 10
Montana[141][142] 21 6 27 Primária aberta 55 805 (44,2%) 65 156 (51,6%) 10 5 15 11 1 12 0 0 0
Nova Jérsia[143][144][145] 126 16 142 Primária semi-fechada 566 247 (63,3%) 328 058 (36,7%) 79 12 91 47 2 49 0 2 2
Novo México[146][147] 34 9 43 Primária fechada 111 334 (51,5%) 104 741 (48,5%) 18 9 27 16 0 16 0 0 0
Dakota do Norte[148] 18 5 23 Conselho aberto[149] 106 (25,6%) 258 (64,2%) 5 1 6 13 1 14 0 3 3
Dakota do Sul[150][151] 20 5 25 Primária semi-fechada[152] 27 047 (51,0%) 25 959 (49,0%) 10 2 12 10 0 10 0 3 3
02016-06-14 14 de junho de 2016 Washington, D.C.[153][154] 20 25 45 Primária fechada 76 704 (78,0%) 20 361 (20,7%) 16 23 39 4 2 6 0 0 0
Total 4 051 712 4 763 16 847 084 (55,20%) 13 168 222 (43,14%) 2 205 570½ 2 775½ 1 846 43½ 1 889½ 0 97 97
Data Estado ou território C S T Tipo Clinton Sanders C S T C S T C S T
Delegados Voto popular ou equivalente Clinton Sanders Disponíveis

Resultados por condadoEditar

 
     Hillary Clinton      Bernie Sanders      Empate

Resultados por delegadosEditar

 
     Hillary Clinton      Bernie Sanders      Martin O'Malley

Resultados por votos popularesEditar

 
     Hillary Clinton      Bernie Sanders      Outros

Referências

  1. a b Berg-Andersson, Richard E. «Democratic Convention». The Green Papers. Consultado em 21 de maio de 2016 
  2. «Primary and Delegates for Democrats Abroad». The Green Papers. 24 de janeiro de 2016. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  3. Chris Cillizza, Aaron Blake e Sean Sullivan (15 de fevereiro de 2013). «Hillary and the rest: The Fix's ranking of the 2016 Democratic primary field». The Washington Post. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  4. Michael Levy. «Twenty-second Amendment». Encyclopædia Britannica. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  5. "Clinton hits ‘magic number’ of delegates to clinch nomination". Página acessada em 15 de junho de 2016.
  6. David Robinson (26 de outubro de 2015). «2016 Presidential Primary Battle is a 50-State Game». Linkein. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  7. a b c «Democratic Detailed Delegate Allocation – 2016». The Green Papers. 7 de janeiro de 2016. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  8. «Democratic Convention 2016». www.thegreenpapers.com. Consultado em 8 de março de 2016 
  9. Amy Chozick (12 de abril de 2015). «Hillary Clinton Announces 2016 Presidential Bid». The New York Times. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  10. Annie Karni (12 de abril de 2015). «Hillary Clinton formally announces 2016 run». Politico. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  11. Jonathan Topaz (29 de abril de 2015). «Bernie Sanders: I'm running». Politico. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  12. Alan Rappeport (20 de outubro de 2015). «Jim Webb Withdraws From Race for Democratic Presidential Nomination». The New York Times. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  13. Dan Merica e Tom LoBianco (23 de outubro de 2015). «Lincoln Chafee drops out of Democratic primary race». CNN. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  14. Daniel Strauss (2 de novembro de 2015). «Lessig drops out of presidential race». Politico. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  15. Jon Cohen (5 de dezembro de 2012). «Run Hillary Run!: Majority want a Clinton 2016 candidacy». The Washington Post. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  16. Paul Steinhauser (10 de dezembro de 2012). «Clinton rides high poll numbers into private life (for now?)». CNN. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  17. Paul Steinhauser (23 de janeiro de 2013). «Hillary Clinton reaches new heights of political popularity». The Washington Post. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  18. Liz Marlantes (10 de dezembro de 2012). «Are Republicans really 'incapable' of beating Hillary Clinton in 2016?». The Christian Science Monitor. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  19. Liz Marlantes (5 de dezembro de 2012). «New polls fuel speculation about Hillary Clinton in 2016». The Christian Science Monitor. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  20. Dan Merica (12 de abril de 2015). «Hillary Clinton launches second presidential bid». CNN. Consultado em 28 de outubro de 2016 
  21. a b Alexander Bolton (12 de novembro de 2013). «Left wants challenger for Hillary Clinton». The Hill. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  22. Jonathan Martin (29 de setembro de 2013). «Populist Left Makes Warren Its Hot Ticket». The New York Times. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  23. Jonathan Martin (12 de abril de 2013). «Elizabeth Warren: I'm Not Running For President». The Huffington Post. Associated Press. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  24. Alan Rapperport (29 de abril de 2015). «Bernie Sanders, Long-Serving Independent, Enters Presidential Race as a Democrat». The New York Times. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  25. Ben Jacobs (26 de maio de 2015). «Bernie Sanders formally launches run for president with attack on 'grotesque' level of inequality». The Guardian. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  26. Margaret Hartmann (14 de setembro de 2014). «Independent Senator Bernie Sanders May Challenge Hillary in 2016». NYMag. Consultado em 28 de outubro de 2016 
  27. Mark Leibovich (21 de janeiro de 2007). «The Socialist Senator». The New York Times. Consultado em 28 de outubro de 2016 
  28. Ben Schreckinger e Jonathan topaz (6 de julho de 2015). «The socialist surge». Politico. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  29. Conor Lynch (8 de outubro de 2015). «Bernie Sanders is Ayn Rand's worst nightmare: He's changing how we view socialism – and exposing free market parasites». Salon. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  30. «Bernie Sanders confirms presidential run and damns America's inequities». The Guardian. Associated Press. 30 de abril de 2015. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  31. Trip Gabriel e Patrick Healy (31 de maio de 2015). «Challenging Hillary Clinton, Bernie Sanders Gains Momentum in Iowa». The New York Times. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  32. Alexandre Martins (17 de julho de 2015). «Bernie Sanders, o socialista que começa a enervar Hillary Clinton». Público. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  33. Rudin Ken (7 de maio de 2013). «Joe Biden Has History On His Side But Little Else If Hillary Clinton Runs». NPR.com. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  34. Jonathan Hobratsch (17 de março de 2014). «When Vice Presidents Run for President». The Huffington Post. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  35. a b Nicole Gaudiano (22 de janeiro de 2013). «Will Joe Biden run for president in 2016?». USA Today. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  36. Philip Rucker (2 de maio de 2013). «Biden ponders a 2016 bid, but a promotion to the top job seems to be a long shot». The Washington Post. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  37. Jeff Mason (21 de outubro de 2015). «Biden says he will not seek 2016 Democratic nomination». Aol. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  38. Colleen McCain Nelson e Peter Nicholas (21 de outubro de 2015). «Joe Biden Decides Not to Enter Presidential Race». The Wall Street Journal. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  39. a b Kurtis Lee (20 de novembro de 2014). «Long shot Jim Webb launches exploratory committee for presidential bid». Los Angeles Times. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  40. John Wagner (27 de janeiro de 2015). «O'Malley, with eye on 2016, retains two political operatives with Iowa experience». The Washington Post. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  41. Steve Peoples (6 de setembro de 2015). «Harvard Professor Hits Million Dollar Benchmark for White House Bid». MSN. Associated Press. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  42. Clare Foran (11 de agosto de 2015). «Why Exactly Is Lawrence Lessig Considering Running for President?». National Journal. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  43. Dan Merica (11 de agosto de 2015). «Harvard professor Lawrence Lessig is exploring a long shot presidential bid». CNN. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  44. «Larry Lessig Isn't Giving Up On His Presidential Campaign». The Atlantic. 17 de outubro de 2015. Consultado em 27 janeiro de 2016 
  45. «Election 2016 - Iowa Democratic Presidential Caucus». RealClearPolitics. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  46. «All Precincts Reported: Clinton Defeats Sanders By Historically Small Margin». WHO-TV. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  47. «And the Winner of the Iowa Caucus Is: Hillary Clinton (Barely)». The Advocate. ISSN 0001-8996. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  48. «Iowa Caucus Results». The New York Times. 27 de fevereiro de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  49. «Iowa Caucus 2016: Election Results». NBC News. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  50. Jessica Taylor (1 de fevereiero de 2016). «Martin O'Malley Ends Presidential Bid». NPR. Consultado em 3 de novembro de 2016  Verifique data em: |data= (ajuda)
  51. Gregory Krieg (10 de junho de 2016). «Sanders 1st Jewish candidate to win presidential primary». CNN. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  52. Maggie Haberman (10 de fevereiro de 2016). «New Hampshire Primary: Results and Analysis». The New York Times. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  53. «What if Hillary Clinton Loses in Nevada?». The Washington Post. 19 de fevereiro de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  54. «Why Hillary Clinton should be worried about Nevada». The Washington Post. 12 de fevereiro de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  55. «With New Hampshire primary nigh, Hillary Clinton shifts focus to Nevada caucuses and beyond». Los Angeles Times. 5 de fevereiro de 2016. Consultado em 3 de novembro de 2016 
  56. «Nevada Caucus Results». The New YOrk Times. 27 de fevereiro de 2016. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  57. «Black Voters Boost Hillary Clinton to South Carolina Primary Win». ABC News. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  58. Bill Schneider (7 de fevereiro de 2007). «It could all be over after 'Super Duper Tuesday'». CNN. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  59. Chuck Todd (5 de outubro de 2007). «Will Tsunami Tuesday be an afterthought?». NBC News. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  60. «2016 Presidential Primaries, Caucuses, and Conventions Major Events Chronologically». The Green Papers. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  61. 2 de março de 2016. «Super Tuesday 2016: 12 states are voting. Here are the results so far.». Vox. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  62. «Super Tuesday 2016». CNN. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  63. «Super Tuesday Results 2016». The New York Times. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  64. 2 de março de 2016. «Super Tuesday: Hillary Clinton Hauls in Delegates But Bernie Sanders Fights On». NBC News. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  65. 2 de março de 2016. «Hillary Clinton's Got This». Five Thirty Eight. Consultado em 4 de novembro de 2016 
  66. «Iowa Caucus Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  67. «New Hampshire Democratic Primary Results». William M. Gardner New Hampshire Secretary of State. Consultado em 1 de abril de 2016 
  68. «Nevada Caucus Results». The New York Times. Consultado em 15 de maio de 2016 
  69. «South Carolina Democratic Primary Official Results». South Carolina State Election Commission. Consultado em 1 de abril de 2016 
  70. «Alabama Democratic Party certified Election Results» (PDF). Secretary of State of Alabama. Consultado em 1 de abril de 2016 
  71. Berg-Andersson, Richard E. «American Samoa Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  72. «Arkansas Official County results (provisional)». Arkansas Secretary of State. Consultado em 1 de abril de 2016 
  73. Berg-Andersson, Richard E. (15 de abril de 2016). «Colorado Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 19 de abril de 2016 
  74. «Georgia Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  75. «Massachusetts Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  76. «Massachusetts Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 13 de junho de 2016 
  77. «Minnesota Caucus Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  78. «Oklahoma State Election Board - 2016 March PPP Election». ok.gov. Consultado em 17 de junho de 2016 
  79. «Oklahoma Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  80. «Tennessee Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  81. «Texas Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  82. Vermont Secretary of State
  83. «Vermont Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  84. «Virginia Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  85. «Kansas Caucus Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  86. «Louisiana Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  87. «Nebraska Caucus Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  88. «Maine Caucus Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  89. Berg-Andersson, Richard E. «Democrats Abroad Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  90. Berg-Andersson, Richard E. «Michigan Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  91. Johnson, Ruth. «2016 Michigan Election results». Michigan Department of State. Consultado em 1 de abril de 2016 
  92. «Mississippi Primary Results». Mississippi Secretary of State. Consultado em 16 de junho de 2016 
  93. Berg-Andersson, Richard E. «Northern Marianas Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  94. Berg-Andersson, Richard E. «Florida Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  95. «2016 Presidential Preference Primary - Official Election Results». Florida Department of State Division of elections. Consultado em 31 de março de 2016 
  96. Berg-Andersson, Richard E. «Illinois Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  97. Berg-Andersson, Richard E. «Missouri Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  98. Berg-Andersson, Richard E. «North Carolina Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  99. «Ohio Primary Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  100. «Ohio Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 23 de abril de 2016 
  101. «State of Arizona Official Canvass - 2016 Presidential Preference Election - March 22, 2016» (PDF). Arizona Secretary of State. 4 de abril de 2016. Consultado em 6 de abril de 2016 
  102. Berg-Andersson, Richard E. «Arizona Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  103. Berg-Andersson, Richard E. «Idaho Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  104. Berg-Andersson, Richard E. «Utah Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  105. «Alaska Caucus Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  106. «Alaska Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 23 de abril de 2016 
  107. «Hawaii Caucus Results». The New York Times. Consultado em 28 de março de 2016 
  108. Berg-Andersson, Richard E. «Washington Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 30 de março de 2016 
  109. Wisconsin Official Results
  110. Berg-Andersson, Richard E. «Wisconsin Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 6 de abril de 2016 
  111. Berg-Andersson, Richard E. «Wyoming Democratic Delegation 2016». The Green Papers. Consultado em 25 de abril de 2016 
  112. New York State Board of Elections
  113. «New York Primary Results». The New York Times. Consultado em 17 de abril de 2016 
  114. «New York Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 23 de abril de 2016 
  115. Connecticut Secretary of State - Official Primary Results
  116. «Connecticut Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 27 de abril de 2016 
  117. «State of Delaware - Office of the State Election Commissioner». delaware.gov. Consultado em 18 de junho de 2016 
  118. «Delaware Primary Results». The New York Times. Consultado em 26 de abril de 2016 
  119. «Maryland Official Primary Results». Maryland State Board of Elections. Consultado em 15 de junho de 2016 
  120. «Maryland Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 27 de abril de 2016 
  121. «Pennsylvania Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 27 de abril de 2016 
  122. «Rhode Island Primary Results». The New York Times. Consultado em 26 de abril de 2016 
  123. «RI.gov: Election Results». ri.gov. Consultado em 6 de maio de 2016 
  124. «Indiana Democratic Delegation 2016 - Official Primary Results». thegreenpapers.com. Consultado em 4 de maio de 2016 
  125. «Guam Democratic Delegation». thegreenpapers.com. Consultado em 7 de maio de 2016 
  126. «Election Results». Nebraska Secretary of State . Consultado em 10 de maio de 2016 
  127. «West Virginia Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 12 de maio de 2016 
  128. Kentucky Secretary of State - Official Primary Results
  129. «Kentucky Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 17 de maio de 2016 
  130. Oregon Secretary of State - Official Election Results
  131. «Unofficial Election Results». Oregon Secretary of State. Consultado em 18 de maio de 2016 
  132. «Oregon Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 20 de maio de 2016 
  133. «Presidential Primary Results». wa.gov. 24 de maio de 2016. Consultado em 28 de maio de 2016 
  134. «2016 Presidential Primary». wa.gov. Consultado em 12 de maio de 2016 
  135. «Clinton moves closer to nomination, sweeps in Virgin Islands». Consultado em 5 de junho de 2016 
  136. «Delegate Tracker». Associated Press. 6 de junho de 2016. Consultado em 6 de junho de 2016 
  137. «Virgin Islands Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 17 de julho de 2016 
  138. «Puerto Rico Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 19 de abril de 2016 
  139. «California Democratic Primary - Official Election Results» (PDF). ca.gov. Consultado em 25 de julho de 2016 
  140. «California Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 29 de junho de 2016 
  141. Montana Secretary of State - Official Primary Results
  142. «Montana Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 13 de junho de 2016 
  143. New Jersey Democratic Primary Official Results - New Jersey Department of State
  144. «New Jersey Democratic Primary Results» (PDF). New Jersey State Elections. 7 de junho de 2016. Consultado em 15 de junho de 2016 
  145. «New Jersey Democrat». The Green Papers. 7 de junho de 2016. Consultado em 7 de junho de 2016 
  146. New Mexico State Board of Elections - Official Primary Results
  147. «New Mexico Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 13 de junho de 2016 
  148. «North Dakota Democrat». The Green Papers. 7 de junho de 2016. Consultado em 7 de junho de 2016 
  149. «North Dakota Democratic-NPL Caucus Guide 2016». Consultado em 29 de maio de 2016 [ligação inativa] 
  150. South Dakota Secretary of State - Official Primary Results
  151. «South Dakota Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 13 de junho de 2016 
  152. «Upcoming Elections: South Dakota Secretary of State, Shantel Krebs». sdsos.gov. Consultado em 19 de abril de 2016 
  153. District of Columbia Board of Elections - Official Primary Results
  154. «District of Columbia Democratic Delegation 2016». thegreenpapers.com. Consultado em 14 de junho de 2016