Abrir menu principal

Alabama

Estado dos EUA
Estados Unidos Alabama

State of Alabama

 
Bandeira de Alabama
Bandeira
Selo de Alabama
Selo
Apelido(s): The Heart of Dixie, Camellia State, Cotton State, Yellowhammer State
Lema: Audemus jura nostra defendere
(Do latim: Nós ousamnos defender nossos direitos)
Localização do Alabama nos Estados Unidos.
Localização do Alabama nos Estados Unidos.
Coordenadas 32° 42' N 86° 42' O
Capital Montgomery
Maior cidade Birmingham
Condados 67
Governador Kay Ivey (R)
Vice-governador cargo vago
Língua oficial Inglês
Representantes 7
Colégio eleitoral 9 votos
Senadores Richard Shelby (R)
Doug Jones (D)
Limites Tennessee (norte), Geórgia (leste), Flórida e Golfo do México (sul) e Mississipi (oeste)
Entrada na União 14 de dezembro de 1819 (22º)
Área
 - Total 52 419 km²
 - Terra 131 170,79 km²
 - Água 4 596,55 km²
População (2016) [1]
 - Total 4 863 300
    • Densidade 36,5 hab./km²
Informações
 - Gentílico Alabamiense[2]
 - PIB US$ 205.625 bilhões (27º)
 - Renda média US$ 44.509[3] (47º)
 - IDH (2015) 0.877 (48º) – muito alto[4]
 - IDHA 4.04 (47º)
 - Comprimento 531 km
 - Largura 305 km
 - Altitude máxima 735,5 m
 - Altitude média 150 m
 - Altitude mínima 0 m
Fuso horário
ISO 3166-2 US-AL
USPS AL
Sítio www.alabama.gov

Alabama é um dos 50 estados dos Estados Unidos, localizado na região sudeste do país. Alabama limita-se ao norte com Tennessee, ao sul com o Golfo do México e com a Flórida, a leste com a Geórgia e a oeste com Mississipi. Sua população é de 4 802 740 habitantes, de acordo com estimativas do United States Census Bureau em 2011.

Os franceses estabeleceram o primeiro assentamento europeu no atual estado de Alabama, com a fundação de Mobile em 1702. O sul de Alabama foi francês de 1702 até 1763, quando passou a ser controlado pelo Reino Unido até 1780, e pela Espanha até 1814. Já a região centro-norte de Alabama foi colonizada inicialmente pelos britânicos, em 1763, anexados pelos norte-americanos em 1783, e tornando-se o 21º estado norte-americano em 1819.

Alabama separou-se da União em 11 de janeiro de 1861, juntando-se aos Estados Confederados da América em 18 de fevereiro. 120 mil soldados de Alabama lutaram durante a Guerra Civil Americana contra os estados da União. Os confederados foram derrotados em 1865, e Alabama foi readmitido à União em junho de 1868.

Índice

GeografiaEditar

 Ver artigo principal: Geografia do Alabama

O Alabama limita-se ao norte com Tennessee, a leste com a Geórgia, ao sul com a Flórida e o oceano Atlântico, e a oeste com Mississipi. Com quase 136 mil quilômetros quadrados,[5] é o 30º maior estado americano em área do país.

HistóriaEditar

 Ver artigo principal: História do Alabama

DemografiaEditar

Crescimento populacional
Censo Pop.
18001 250
18109 046623,7%
1820127 9011 313,9%
1830309 527142,0%
1840590 75690,9%
1850771 62330,6%
1860964 20125,0%
1870996 9923,4%
18801 262 50526,6%
18901 513 40119,9%
19001 828 69720,8%
19102 138 09316,9%
19202 348 1749,8%
19302 646 24812,7%
19402 832 9617,1%
19503 061 7438,1%
19603 266 7406,7%
19703 444 1655,4%
19803 893 88813,1%
19904 040 5873,8%
20004 447 10010,1%
20104 779 7367,5%
Fonte: US Census[5][6][7]

O censo nacional de 2000 estimou a população do Alabama em 4 447 100 habitantes, um crescimento de 8,1% em relação à população do estado em 1990, de 4 040 587 habitantes. Uma estimativa realizada em 2011 estima a população em 4 802 740 habitantes, um crescimento de 12,8% em relação à população em 1990; de 2,5% em relação à população em 2000; e de 0,7% em relação à população estimada em 2004.

O crescimento populacional natural do Alabama entre 2000 e 2005 foi de 77 418 habitantes - 319 544 nascimentos e 242 126 óbitos - o crescimento populacional causado pela imigração foi de 25 936 habitantes, enquanto que a migração interestadual resultou em um ganho de 10 521 habitantes. Entre 2000 e 2005, a população do Alabama cresceu em 110 457 habitantes.

Raças e etniasEditar

Composição racial da população do Alabama:

  • 67,0% – brancos não-hispânicos
  • 26,2% – afro-americanos
  • 1,1% – asiáticos
  • 3,9% – hispânicos
  • 0,6% – índigenas e inuits
  • 1,5[8]% – duas ou mais raças

Os cinco maiores grupos étnicos do Alabama são afro-americanos (que compõem 25,8% da população do estado), norte-americanos (17%, a maioria são descendentes de irlandeses ou escoceses), irlandeses (7,7%), alemães (5,5%) e irlandeses-escoceses (2%).

ReligiãoEditar

Porcentagem da população do Alabama por religião:

Principais cidadesEditar

 
Vista de Montgomery, capital do estado.

PolíticaEditar

 Ver artigo principal: Política do Alabama

O Alabama possui atualmente 7 representantes na Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. A legislatura estadual é composta de 105 representantes e 35 senadores.

EconomiaEditar

O produto interno bruto de Alabama em 2003 foi de 132 bilhões de dólares. A renda per capita do estado foi de 26 505 dólares, a taxa de desemprego do estado foi de 5,6%.

A economia de Alabama baseia-se primariamente na silvicultura, na manufatura de produtos de plástico e borracha, roupas, papel e outros produtos de madeira, bem como no turismo. O maior grupo étnico do estado são norte-americanos de ascendência Inglesa.

Os produtos agrícolas do Alabama incluem aves e ovos, bovinos, itens de viveiro de plantas, amendoim, algodão, grãos, como milho e sorgo, hortaliças, leite, soja e pêssegos. Embora conhecido como "O Estado de algodão", classifica Alabama entre oito e dez na produção nacional de algodão, de acordo com vários relatórios, com o Texas, Geórgia e Mississippi, que compreende os três primeiros.

Saídas industriais do Alabama incluem ferro e aço (inclusive ferro fundido e de tubos de aço), papel, madeira e produtos de madeira, mineração (principalmente carvão), produtos plásticos, automóveis e caminhões; e vestuário. Além disso, Alabama produz produtos aeroespaciais e electrónicos, principalmente na área de Huntsville, localização da NASA, George C. Marshall Space Flight Center e os EUA Aviação do Exército e Comando de mísseis, com sede no Arsenal de Redstone.

O Alabama faz parte do corredor de maior crescimento industrial do país. A maior parte deste crescimento deve-se à indústria de fabricação do Alabama em rápida expansão automotiva. Sediado no Estado são a Honda Manufatura de Alabama, a Hyundai Motor Manufacturing Alabama, a Mercedes-Benz Internacional dos EUA, e Toyota Motor Manufacturing Alabama. Desde 1993, a indústria automobilística já gerou mais de 67 mil novos empregos no estado. I Alabama ocupa atualmente a quarta posição na produção de automóveis.

Transportes e telecomunicaçõesEditar

 
Aeroporto Internacional de Birmingham.

Birmingham é principal centro de transportes do estado. Montgomery e Mobile são outros pólos de transportes importantes. Birmingham é o centro ferroviário mais movimentado, e possui o principal aeroporto do estado, o Aeroporto Internacional de Birmingham. Mobile, por sua vez, é o principal centro portuário do Alabama, e um dos mais movimentados da região sul dos Estados Unidos da América. Em 2002, Alabama possuía 5 411 quilômetros de ferrovias. Em 2003, o estado possuía 151 977 quilômetros de vias públicas, dos quais 1 456 quilômetros eram rodovias interestaduais, considerados parte do sistema federal rodoviário dos Estados Unidos.

O primeiro jornal de Alabama, o Mobile Sentinel, foi publicado pela primeira vez em 1811, em Fort Stoddert. O jornal mais antigo ainda em operação, por sua vez, é o Mobile Register, que foi publicado pela primeira vez em 1813, em Mobile, com o nome de Mobile Gazette. Atualmente, são publicados cerca de 120 jornais, dos quais 20 são diários.

A primeira estação de rádio de Alabama foi fundada em 1925, em Birmingham. A primeira estação de televisão foi fundada em 1952, também em Birmingham. Atualmente, Alabama possui 229 estações de rádio - dos quais 113 são AM e 116 são FM - e 37 estações de televisão.

CulturaEditar

Símbolos do estadoEditar

Referências

  1. «Population and Housing Unit Estimates». U.S. Census Bureau. 22 de junho de 2017. Consultado em 22 de junho de 2017. 
  2. Correia, Paulo (Direção-Geral da Tradução – Comissão Europeia) (Verão de 2015). «Os estados dos Estados Unidos da América» (PDF). «a folha» – Boletim da língua portuguesa nas instituições europeias (n.º 48). ISSN 1830-7809. Consultado em 24 de setembro de 2015. 
  3. «Median Annual Household Income». The Henry J. Kaiser Family Foundation. Consultado em 9 de dezembro de 2016. 
  4. «Sub-national HDI - Area Database - Global Data Lab». hdi.globaldatalab.org (em inglês). Consultado em 21 de julho de 2018. 
  5. a b «GCT-PH1 - Population, Housing Units, Area, and Density: 2010 - State -- County / County Equivalent» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 11 de setembro de 2011. 
  6. «GCT-PH1-R - Population, Housing Units, Area, and Density (geographies ranked by total population): 2000 - Geography: State -- County - State -- County / County Equivalent» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 15 de agosto de 2011. 
  7. «Censo histórico do Alabama (1900 a 1990)» (em inglês). United States Census Bureau. Consultado em 18 de junho de 2010. 
  8. United States Census Bureau 2010

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Alabama