Abrir menu principal

Enchido

gênero de alimentos que são produzidos ao encher tripas de animais ou sintéticas com diversos tipos de recheio
(Redirecionado de Embutido)
Uma montra de enchidos portugueses, mostrando, entre outros, a farinheira, a morcela, diversos chouriços e a alheira
Uma montra de enchidos portugueses, com especial destaque para os chouriços, à esquerda

O termo enchido (pt) ou embutido (pt-BR) compreende o género de alimentos que são produzidos ao encher tripas de animais (previamente limpas) ou sintéticas (principalmente no caso de versões vegetarianas) com diversos tipos de recheios.[1] O produto desta operação pode opcionalmente ser defumado antes de ser consumido.[2] Tradicionalmente, muitos dos enchidos portugueses são confeccionados com carnes, gorduras e entranhas resultantes do abate do porco.[3] Após uma lavagem cuidada, a parte inferior das tripas é atada, de forma a que possam ser enchidas pela parte superior.[2] O tempero da carne é realizado no mesmo dia, para que se possam encher as tripas no dia seguinte ou ainda no próprio dia.[2]

TiposEditar

Confraria dos EnchidosEditar

Em Novembro de 2012 foi criada, em Portugal, a Confraria Gastronómica dos Enchidos com o objetivo de criar sinergias de divulgação e promoção de todos os Enchidos de Portugal.

Referências

  1. «Significado de enchido». Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Consultado em 15 de março de 2016 
  2. a b c Rocha, André (16 de setembro de 2013). «Produção de defumados: conheça esse processo de conservação de alimentos». Portal Agropecuário. Consultado em 15 de março de 2016. Cópia arquivada em 16 de março de 2016 
  3. «Enchidos e salsicharia de Portugal». Gastronomias.com. Consultado em 15 de março de 2016. Cópia arquivada em 16 de março de 2016 
  4. a b c d e f «CATEGORIES OF PROCESSED MEAT PRODUCTS». Food and Agriculture Organization. Consultado em 15 de março de 2016 
  5. a b c d e f Alves Neto, José Luiz (22 de janeiro de 2001). «Processo de defumação natural ressalta sabor de embutidos e defumados». Rural Centro. Consultado em 15 de março de 2016. Cópia arquivada em 15 de março de 2016