Escola Central do Partido Comunista da China

Escola de formação de oficiais para o Partido Comunista da China

A Escola do Partido do Comitê Central do Partido Comunista da China (chinês tradicional: 中共中央馬克思共產主義學校, chinês simplificado: 中共中央马克思共产主义学校, pinyin: Zhōnggòng Zhōngyāng Mǎkèsī Gòngchǎnzhǔyì Xuéxiào) em Pequim, também conhecida como a Escola Central do Partido, é a instituição de ensino superior que treina especificamente os oficiais do Partido Comunista da China.[1] Desde 2012, possui cerca de 1.600 alunos. Seu atual presidente é Chen Xi, membro do Politburo do Partido Comunista da China .

Escola Central do Partido Comunista da China
中共中央党校
Fundação 1933
Tipo de instituição Escola do Partido Comunista da China
Mantenedora Partido Comunista da China
Localização Pequim, República Popular da China
Presidente Chen Xi
Total de estudantes 1300
Campus Haidian, Pequim
Cores          
Afiliações Comitê Central do Partido Comunista da China
Página oficial www.ccps.gov.cn
Escola Central do Partido Comunista da China
Chinês simplificado: 中共中央党校
Chinês tradicional: 中共中央黨校
Significado literal Escola Central do Partido Comunista Chinês

HistóriaEditar

A Escola do Partido foi fundada com o nome Escola Marx de Comunismo do Comitê Central do Partido Comunista da China, em Ruijin, Jiangxi, em 1933. Paralisou suas atividades quando o Exército Vermelho partiu na Grande Marcha e foi reativada quando a liderança do Partido chegou e se estabeleceu em Xianxim, noroeste da China, no inverno de 1936. Foi então renomeada para Escola Central do Partido. Em 1947, quando o Partido se retirou de Yan'an, a escola suspendeu suas atividades. Foi reaberta em 1948 em uma vila no condado de Pingshan, província de Hebei, antes de ser finalmente transferida para Pequim depois que os comunistas tomaram a cidade em 1949.[2]

Em 1955, a escola foi reorganizada de modo a ficar sob a jurisdição direta do Comitê Central do Partido Comunista da China. Então, em 1966, a escola foi abolida durante o período da Grande Revolução Cultural Proletária, até ser devidamente restaurada em 1977. Desde 1989 a escola é chefiada pelo mais alto Secretário do Secretariado do Partido Comunista da China, que é concomitantemente membro do Comitê Permanente do Politburo. Na prática, o dia-a-dia da escola é administrado pelo vice-presidente executivo, que geralmente é considerado como tendo o mesmo status que um ministro de gabinete.

A partir de 2012, a escola concede cursos de mestrado em 14 áreas temáticas e doutorado em oito áreas.

LocalizaçãoEditar

A escola está localizada atualmente no distrito de Haidian, Pequim, próxima do Antigo Palácio de Verão e do Palácio de Verão. O endereço exato é: Rua Dayouzhuang nº 100, distrito de Haidian, Pequim.

PublicaçõesEditar

A Escola Central do Partido publica a revista Tempos de Estudo (chinês: 学习时报, pinyin: Xuexi Shibao), que descreve a relação entre as diretrizes do Comitê Central e a teoria política que é a base do Partido.[3][4][5]

PresidentesEditar

  1. Li Weihan (李维汉): 1933–1935
  2. Dong Biwu (董必武): 1935-1937
  3. Li Weihan (李维汉): 1937-1938
  4. Kang Sheng (康 生): 1938–1939
  5. Deng Fa (邓 发): 1939-1942
  6. Mao Zedong : 1942–1947
  7. Liu Shaoqi (刘少奇): 1948–1953
  8. Kai Feng (凯丰): 1953-1954
  9. Li Zhuoran (李 卓然): 1954–1955
  10. Yang Xianzhen (杨献珍): 1955–1961
  11. Wang Congwu (王 从 吾): 1961-1963
  12. Lin Feng (林枫): 1963-1966
  13. Hua Guofeng (华国锋): 1977-1982
  14. Wang Zhen (王震): 1982-1987
  15. Gao Yang (高扬): 1987–1989
  16. Qiao Shi (乔石): 1989–1993
  17. Hu Jintao (胡锦涛): 1993-2002
  18. Zeng Qinghong (曾庆红): 2002-2007
  19. Xi Jinping (习近平): 2007–2013
  20. Liu Yunshan (刘云山): 2013–2017
  21. Chen Xi (陈希): 2017 –

Ver tambémEditar

ReferênciasEditar

  1. Liu, Alan PL 2009. "Rebirth and Secularization of the Central Party School in China." The China Journal (62): 105-0_5. http://search.proquest.com/docview/222740035
  2. Shambaugh, David. 2008. "Training Chinas Political Elite: The Party School System". A China Quarterly 196 (03057410): 827-844. doi: 10.1017 / S0305741008001148. http://search.proquest.com/docview/229490701
  3. Birsel (ed.). «China has 'overwhelming advantage' in bringing Taiwan to heel, official says» 
  4. Lau Chung-Ming; Shen Jianfa. China Review. [S.l.: s.n.] 
  5. Timothy R. Heath (23 de maio de 2016). China's New Governing Party Paradigm: Political Renewal and the Pursuit of National Rejuvenation. [S.l.: s.n.] ISBN 978-1-317-16711-2 

Ligações externasEditar

NotasEditar