Abrir menu principal
Olympiastadion München
Estádio Olímpico de Munique
Olympiastadion Muenchen.jpg

Nome Olympiastadion
Características
Local Munique,  Alemanha
Capacidade 69.250 espectadores
Construção
Inauguração
Data 26 de maio de 1972
Partida inaugural Alemanha Ocidental x União Soviética
Primeiro gol Gerd Müller (4 gols)
Outras informações
Proprietário Governo do Estado da Baviera
Mandante Bayern de Munique (1972–2005) e TSV 1860 Munique (1972–2005)

O Estádio Olímpico (em alemão Olympiastadion) em Munique, desenhado pelo arquiteto alemão Günter Behnisch e seus sócios, foi construído entre 1966 e 1972 para os Jogos Olímpicos de Verão de 1972.

Inaugurado em 26 de maio de 1972, 80 mil espectadores puderam ver o futebolista alemão Gerd Müller, "Der Bomber" ("O Bombardeiro") marcar quatro gols numa partida contra a União Soviética. Três meses depois, em 26 de agosto, ocorreu a Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos.

O estádio também foi importante na Copa do Mundo de 1974, sendo sede de 8 jogos, entre eles a Grande Final entre a Alemanha Ocidental e a Holanda (a "Laranja Mecânica"), vencida pelos alemães por 2 a 1 e a Decisão de 3º Lugar entre o Brasil e a Polônia, vencida pelos poloneses por 1 a 0.

Outra competição importante entre Seleções cuja decisão ocorreu no Olympiastadion foi em 1988, a Eurocopa (Torneio com as principais Seleções européias), vencida pela Holanda por 2 a 0 sobre a União Soviética, com um belo gol do atacante Marco van Basten.

O estádio também foi palco de três decisões da Liga dos Campeões da UEFA: em 1979 o Nottingham Forest FC venceu o Malmö, em 1993 o Olympique de Marselha venceu o AC Milan e em 1997 o Borussia Dortmund venceu a Juventus.

A principal característica do estádio é o teto retrátil, com 75.000 metros quadrados, um marco na Arquitetura esportiva. O campo tem 105 metros de comprimento por 68 metros de largura e um sistema de irrigação e aquecimento sob a terra.

O estádio, que atualmente tem capacidade para 69.250 espectadores, foi casa dos Principais Clubes da Cidade, o Bayern de Munique e o TSV 1860 Munique até 2005, quando foi concluído o Allianz Arena.

Fatos históricosEditar

 
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde março de 2010).
  • O sistema de iluminação de 1,875 lux do Estádio Olímpico de Munique é um dos mais poderosos na Europa.
  • Diego Maradona encantou em duas ocasiões o público de Munique. A primeira foi na semifinal da Copa da UEFA em 1988/1989 quando o FC Bayern Munique empatou por 2 a 2 com o Nápoles e a segunda foi em 2000 na partida de homenagem a Lothar Matthäus.
  • Franz Beckenbauer disse sobre o lugar: “Ainda é um obra de arte arquitectónica, mas a pista de corrida significa que os espectadores estão muito distantes da acção. Isso é, de alguma forma, meio ultrapassado."
  • A banda norte-americana Bon Jovi foi a banda internacional que mais se apresentou no estádio, totalizando seis shows durante existência da banda. A primeira delas foi no dia 30 de Junho de 2001 durante a One Wild Night Tour a segunda vez que o local abrigou um show da banda foi no dia 13 de Junho de 2003 dois anos depois durante a turnê Bounce Tour. a terceira vez ocorreu no dia 28 de maio de 2006 durante a turnê seguinte da banda, a Have A Nice Day Tour valia apena lembrar que quem abriu o show da banda no estádio foram os canadenses do Nickelback. A quarta vez ocorreu no dia 24 de maio de 2008 durante a turnê Lost Highway Tour .A quinta vez foi em 2011 durante a sua turnê Bon Jovi Live e a sexta vez foi em 2013 durante a turne Because we Can.
  • A Banda australiana AC/DC gravou um DVD em 2001 no estádio, que foi chamado de Stiff Upper Lip Live, DVD que teve 21 músicas e foi lançado em dezembro do mesmo ano.
  • O famoso cantor e compositor Michael Jackson foi o artista internacional que mais se apresentou no estádio, totalizando cinco shows durante sua carreira solo. A primeira delas foi em 1988, durante a Bad World Tour, sua turnê na época, em que Jackson se apresentou para um público esgotado de 72 mil pessoas em 8 de julho daquele ano; A segunda vez que o local abrigou um show do cantor foi em 1992, quatro anos depois, quando Michael iniciou a sua Dangerous World Tour por lá, diante de um público esgotado de 72 mil fãs. Os dois shows seguintes ocorreram ambos em 1997, durante a turnê seguinte do cantor, a HIStory World Tour, em que ele se apresentou para um total de cerca de 145 mil pessoas em dois shows de ingressos esgotados (72 mil por show), nos dias 4 e 6 de julho de 1996. A quinta e última performance do astro no estádio foi em 27 de junho de 1999, mais uma vez para 72 mil fãs, quando Jackson se apresentou ao lado de vários outros artistas e bandas renomadas a fim de levantar fundos em prol de milhões de crianças famintas e necessitadas em várias partes do mundo, num projeto que ficou conhecido na época como Michael Jackson and His Friends.

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar