Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Barquinha

estação ferroviária em Portugal
(Redirecionado de Estação de Barquinha)
Barquinha
Linha(s) Linha da Beira Baixa
(PK 110,098)
Coordenadas 39° 27′ 41,72″ N, 8° 26′ 06,88″ O
Concelho Vila Nova da Barquinha
Serviços Ferroviários Regional
Horários em tempo real
Serviços Sala de espera Telefones públicos Parque de estacionamento

A Estação Ferroviária de Barquinha é uma interface da Linha da Beira Baixa, que serve o Concelho de Vila Nova da Barquinha, no Distrito de Santarém, em Portugal.

Índice

CaracterizaçãoEditar

Localização e acessosEditar

Esta interface tem acesso pelo Largo Gago Coutinho, na localidade de Vila Nova da Barquinha.[1]

Descrição físicaEditar

Em Janeiro de 2011, apresentava 2 vias de circulação, com 417 e 401 metros de comprimento; as duas plataformas tinham ambas 229 m de extensão, e 45 cm de altura.[2]

HistóriaEditar

 
Anúncio de 1872 da Companhia Real, para bilhetes a preços reduzidos até Elvas. Uma das estações incluídas nesta promoção foi Barquinha.

Durante o período do Cabralismo, na Década de 1840, foi feito o primeiro esforço para lançar a construção de vias férreas em Portugal, tendo uma companhia proposto em 1845 uma linha de Lisboa a Madrid, que deveria atravessar o Rio Tejo junto à povoação da Barquinha.[3] Segundo o traçado, elaborado pelo engenheiro belga Dupré, nas proximidades de Barquinha também seria feita uma estação de entroncamento, de onde sairia uma segunda linha para o Porto.[4] No entanto, estes esforços foram gorados devido à Revolução da Maria da Fonte, que derrubou o regime de Costa Cabral, tendo a Companhia das Obras Públicas sido extinta.[4] Só na Década de 1850 é que se retomou a ideia de construir uma via férrea entre as duas capitais ibéricas, tendo o lanço entre Santarém e Abrantes do Caminho de Ferro do Leste entrado ao serviço em 1 de Julho de 1861, pela Companhia Real dos Caminhos de Ferro Portugueses.[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Barquinha - Linha da Beira Baixa». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 27 de Junho de 2015 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  3. «80 Anos de Caminhos de Ferro» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 48 (1173). 1 de Novembro de 1936. p. 507-509. Consultado em 27 de Junho de 2015 
  4. a b ABRAGÃO, Frederico de Quadros (1 de Março de 1956). «No Centenário dos Caminhos de Ferro em Portugal: Algumas notas sobre a sua história» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 68 (1637). p. 115-120. Consultado em 27 de Junho de 2015 
  5. TORRES, Carlos Manitto (1 de Janeiro de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 70 (1681). p. 9-12. Consultado em 15 de Abril de 2014 

Ligações externasEditar