Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Carregal do Sal

estação ferroviária em Portugal
(Redirecionado de Estação de Carregal do Sal)
Carregal do Sal IPcomboio2.jpg
IPestacao.jpg
Inauguração 3 de Agosto de 1882
Linha(s) Linha da Beira Alta (PK 97,960)
Coordenadas 40° 25′ 59,81″ N, 8° 00′ 27,23″ O
Concelho Carregal do Sal
Serviços Ferroviários Logo CP 2.svgBSicon LSTR orange.svgRBSicon LSTR green.svgIC
Horários em tempo real
Serviços Ligação a autocarros Serviço de táxis
Telefones públicos Sala de espera
Lavabos Parque de estacionamento


Logos IP.png
BSicon CONTfa grey.svg
BSicon HST grey.svgPapízios (Sentido Pampilhosa)
BSicon BHF grey.svgCarregal do Sal
BSicon BHF grey.svgOliveirinha (Std. Vilar Formoso)
BSicon CONTf grey.svg

A Estação Ferroviária de Carregal do Sal é uma interface da Linha da Beira Alta, que serve o Concelho de Carregal do Sal, no Distrito de Viseu, em Portugal.

Índice

CaracterizaçãoEditar

Localização e acessosEditar

Situa-se junto à localidade de Carregal do Sal, tendo acesso pela Avenida Dr. Oliveira Salazar.[1]

Descrição físicaEditar

Em Janeiro de 2011, possuía duas vias de circulação, com 498 e 472 m de comprimento, e as plataformas tinham 262 e 226 m de extensão e 45 cm de altura.[2]

HistóriaEditar

 
Aviso de 1903, onde se faz referência a Carregal do Sal.

A Linha da Beira Alta entrou ao serviço, de forma provisória, em 1 de Julho de 1882, pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses da Beira Alta, tendo sido definitivamente inaugurada em 3 de Agosto desse ano.[3]

Em 1913, a estação de Carregal do Sal tinha serviço de diligências até ao Calvário, Provança, Fiais do Ervedal, Ervedal da Beira, Ponte do Salto, Lagares da Beira e Oliveira do Hospital.[4]

Em 1932, foi instalada uma plataforma entre a primeira e segunda vias da estação de Carregal do Sal.[5]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Carregal do Sal - Linha da Beira Alta». Infraestruturas de Portugal. Consultado em 18 de Junho de 2017 
  2. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  3. TORRES, Carlos Manitto (16 de Março de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 71 (1686). p. 133-140. Consultado em 5 de Fevereiro de 2014 
  4. «Serviço de Diligencias». Guia official dos caminhos de ferro de Portugal. 39 (168). Outubro de 1913. p. 152-155. Consultado em 27 de Fevereiro de 2018 
  5. «O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no Ano de 1932» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1081). 1 de Janeiro de 1933. p. 10-14. Consultado em 10 de Julho de 2011 

Ligações externasEditar