Abrir menu principal

Estação Ferroviária de Noémi

estação ferroviária em Portugal
(Redirecionado de Estação de Noémi)
Noémi
Inauguração 1917
Linha(s) Linha da Beira Alta
Coordenadas 40° 32′ 03,34″ N, 6° 58′ 35,69″ O
Concelho Almeida
Serviços Ferroviários
Horários em tempo real

A Estação Ferroviária de Noémi, originalmente denominada de Noemy, foi uma interface da Linha da Beira Alta, que servia a freguesia de Monteperobolso, no concelho de Almeida, Distrito da Guarda, em Portugal. O seu nome vem do rio que corre nas proximidades, o Rio Noéme.

Índice

CaracterizaçãoEditar

Descrição físicaEditar

Em Janeiro de 2011, apresentava duas vias de circulação, ambas com 746 m de comprimento, e duas gares, com 50 e 45 cm de altura, e 40 e 20 m de extensão.[1]

HistóriaEditar

A Linha da Beira Alta entrou ao serviço, de forma provisória, em 1 de Julho de 1882, tendo sido totalmente inaugurada no dia 3 de Agosto do mesmo ano, pela Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses da Beira Alta.[2] No entanto, a estação de Noémi só foi construída em 1917, entrando ao serviço a 25 de Agosto de 1918. O objectivo da sua construção foi colmatar a inexistência de um ponto de controlo de tráfego entre as estações da Freineda e de Cerdeira, e permitir o cruzamento de comboios. Afastada de qualquer aglomerado populacional, era constituída por um edifício de passageiros, outro de mercadorias, duas linhas de circulação e outra que servia o cais coberto e o cais descoberto.[3]

Em 1932, a Companhia da Beira Alta fez grandes obras de reparação no edifício.[4]

Um despacho da Direcção-Geral de Caminhos de Ferro, publicado no Diário do Governo n.º 107, Série III, de 11 de Maio de 1951, aprovou um projecto da Companhia dos Caminhos de Ferro Portugueses para o aditamento aos quadros de distâncias de aplicação na Linha da Beira Alta, com o fim de atribuir distâncias próprias ao apeadeiro de Noémi.[5]

Em 1979, foram levantadas duas das três linhas da estação, acabando com a possibilidade de cruzamento de comboios no local.

Em Maio de 1984, era utilizada por serviços comboios Regionais e Semi-Directos da operadora Caminhos de Ferro Portugueses.[6]

Em Fevereiro de 2004, os serviços de passageiros foram extintos, com a supressão da paragem comercial dos cinco comboios regionais entre a Guarda e Vilar Formoso que efectuavam serviço nesta estação.[7][8] Todas as suas estruturas foram demolidas. No entanto, após a modernização da Linha da Beira Alta, recuperou o papel como ponto de cruzamento de comboios, sendo actualmente o único existente entre as estações de Vilar Formoso e Cerdeira.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. «Linhas de Circulação e Plataformas de Embarque». Directório da Rede 2012. Rede Ferroviária Nacional. 6 de Janeiro de 2011. p. 71-85 
  2. TORRES, Carlos Manitto (16 de Março de 1958). «A evolução das linhas portuguesas e o seu significado ferroviário» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 71 (1686). p. 133-140. Consultado em 4 de Outubro de 2016 
  3. Portugal Ferroviário (Maio de 2018). «O último tirefound- Noémi». Revista Trainspotter 
  4. «O que se fez nos Caminhos de Ferro em Portugal no Ano de 1932» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 46 (1081). 1 de Janeiro de 1933. p. 10-14. Consultado em 4 de Outubro de 2016 
  5. «Parte Oficial» (PDF). Gazeta dos Caminhos de Ferro. 64 (1525). 1 de Julho de 1951. p. 194-196. Consultado em 4 de Outubro de 2016 
  6. Caminhos de Ferro Portugueses (Abril de 2006). «Horário de Verão 1984» (PDF). O Comboio em Portugal. Ocomboio.net. p. 8. Consultado em 3 de Setembro de 2011 
  7. «Último horário dos Regionais Guarda-Vilar Formoso onde estes efectuam paragem na estação de Noémi». 3 de fevereiro de 2004. Consultado em 5 de agosto de 2018 
  8. «Primeiro horário dos regionais Guarda-Vilar Formoso da CP onde estes não efectuam paragem na estação de Noémi». 12 de fevereiro de 2004. Consultado em 5 de agosto de 2018 
  9. Portugal Ferroviário (Maio de 2018). «O último tirefound- Noémi». Revista Trainspotter 



  Este artigo sobre uma estação, apeadeiro ou paragem ferroviária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.