Estado de Hiderabade

Estado de Hiderabade

Hyderabad State • Hyderabad Deccanహైదరాబాద్ రాష్ట్రంریاست حیدرآباد

Estado principesco da Índia britânica (1798–1947)

Fictional flag of the Mughal Empire.svg
17241948 
Flag of India.svg
bandeira   brasão
bandeira brasão
Hyderabad princely state 1909.svg
Mapa do Estado de Hiderabade (verde escuro) e da Província de Berar (verde claro). Esta província não fazia parte do Estado, mas foi governada pelo nizã entre 1853 e 1903.
Coordenadas da cidade de Hiderabade 17° 22' N 78° 29' E
Continente Ásia
Capitais Aurangabade (1724–1763)
Hiderabade
País atual  Índia
Atualmente parte de Telanganá, Carnataca e Maarastra

Línguas principais urdu (oficial; 10,3%)
persa (histórica)
telugo (48%)
marata (26%)
canarês (12%)
Religiões islão (oficial, 13%)
hinduísmo (81%)
cristianismo e outras (6%)
Moeda rupia de Hiderabade

Forma de governo monarquia
Nizã
• 1724–1748  Assafe Já I
• 1911–1948  Assade Já VII

História  
• 1724  Independência do Império Mogol
• 1798  Integração na Índia britânica como estado principesco
• 18 de setembro
de 1948
  Rendição formal das tropas de Hiderabade ao Exército Indiano
• 24 de novembro
de 1949
  Oficialização do estado indiano homónimo

Área
 • 1941  214 187 km²

População
 • 1941   16 338 534  (est.)
     dens. pop. 76,3 hab./km²

O Estado de Hiderabade (em inglês: Hyderabad State) ou Hiderabade do Decão (Hyderabad Deccan; em telugo: హైదరాబాద్ రాష్ట్రం; em urdu: ریاست حیدرآباد) foi um estado principesco da Índia britânica que existiu entre 1724 e 1948, situado no centro-sul do subcontinente indiano, com capital na cidade de Hiderabade.[1] O seus territórios ocupavam o que são atualmente o estado indiano de Telanganá, a região de Hiderabade-Carnataca do estado de Carnataca e a região de Maratuadá do estado de Maarastra.

O título de nizã, usado pelos monarcas hereditários de Hiderabade, era inicialmente dado aos governadores do Decão no Império Mogol. O fundador do estado, Mir Camaradim Cã Sidiqui (Assafe Já I), foi um turco que foi governador ao serviço dos mogóis antes de declarar-se independente. Em 1798, Hiderabade tornou-se o primeiro estado principesco, ao assinar um acordo de proteção e vassalagem com o Império Britânico. Após a independência da Índia, o nizã assinou um acordo com o Domínio da Índia, pelo qual todas as relações políticas e administrativas do estado com a coroa britânica eram transferidas sem alterações para o governo indiano, mantendo-se o status quo de Hiderabade, nomeadamente a sua independência. Todavia, o acordo não foi cumprido por Hiderabade e as relações deterioraram-se rapidamente, principalmente quando foram formados os razacares, uma milícia privada que se opunha à integração na Índia e defendia a integração no Paquistão. Em 13 de setembro de 1948, os indianos lançaram a Operação Polo durante a qual o Estado de Hiderabade foi ocupado por tropas indianas. O comandante das tropas de Hiderabade rendeu-se no dia 18 desse mês. A anexação do estado principesco foi oficializada em 24 de novembro de 1949, quando foi oficialmente criado o estado indiano de Hiderabade. Por sua vez, este foi integrado no Andra Pradexe em 1956.

Embora os hindus fossem a maioria, também havia uma minoria significativa de muçulmanos. O Estado de Hiderabade foi um dos mais prósperos estados principescos indianos e a sua capital era uma das cinco maiores cidades da Índia britânica.

A mesquita Charminar, em Hiderabade

Referências

  1. «Estado de Hiderabade» (em inglês). Getty Thesaurus of Geographic Names. Consultado em 10 de janeiro de 2020 
  Este artigo sobre Estado extinto, integrado ao Projeto Estados Extintos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
     Este artigo sobre história da Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.