Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde setembro de 2011). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Floradas na serra foi uma telenovela brasileira exibida pela TV Cultura entre 3 e 28 de agosto de 1981, escrita por Geraldo Vietri, baseada num romance homônimo de Dinah Silveira de Queiróz e dirigida por Atílio Riccó, com 20 capítulos.

SinopseEditar

A trama gira em torno de quatro moças num internato para recuperação de tuberculosos em Campos do Jordão.

O casal principal é formado por Elsa e Flávio. Elsa deixa São Paulo ao descobrir-se doente, deixando para trás seu noivo. Em Campos do Jordão, se envolve emocionalmente com um interno, o pintor Flávio.

O segundo casal é formado por Lucília e Bruno, um escritor casado, também em recuperação. O envolvimento de Lucília vai levá-la às últimas consequências, com final quase trágico. A terceira moça é Letícia, apaixonada pelo seu médico, o Dr. Celso, e que lutar pelo seu amor contra Olívia, noiva dele. A quarta moça, Turquinha, apaixona-se por Moacir, que morre tuberculoso, e ela, inconformada, tem um final infeliz. A quinta moça Belinha, também tem um final infeliz.

ElencoEditar

Ator Personagem
Bete Mendes Elsa Maia
Amaury Alvarez Flávio Mascarenhas
Carmen Monegal Lucília de Castro Reis
Fernando Peixoto Bruno
Cláudia de Castro Letícia
Walter Breda Dr. Celso Monteiro
Débora Seabra Belinha
Sérgio Buck Moacir Vitor Ferreira
Silvana Teixeira Olívia
Édson França Gustavo
Lucélia Machiavelli Mãe de Firmina
Elizabeth Hartmann Araci
Maioko kozonoi Inaki
Emilio Di Biasi Dr. Nilton
Teresa Convá Josefa
Marcos Caruso Gumercindo Cordeiro Leitão
Cleyde Yáconis Matilde Maia
Ivete Bonfá dona Sofia
Ulisses Bezerra Maneco
Arlete Diniz Turquinha
Eunice Mendes
Assunta Mantelli

CuriosidadesEditar

  • A telenovela foi inteiramente gravada em Campos do Jordão.
  • A TV Cultura reprisou Floradas na serra entre 27 de junho e 29 de julho de 2005.
  • Geraldo Vietri faria dez anos depois uma readaptação do romance novamente para televisão para a Rede Manchete.
  • Já havia rendido também uma versão cinematográfica, no filme de Luciano Salce de 1954, com Cacilda Becker e Jardel Filho nos papéis principais.