Abrir menu principal

Francisco Carlos Bach

Francisco Carlos Bach
Bispo da Igreja Católica
Bispo de Joinville
Hierarquia
Papa Francisco
Arcebispo metropolita Wilson Tadeu Jönck, S.C.J.
Atividade Eclesiástica
Diocese Diocese de Joinville
Nomeação 19 de abril de 2017
Entrada solene 24 de junho de 2017
Predecessor Dom Irineu Roque Scherer
Mandato 2017 -
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 3 de dezembro de 1977
Ponta Grossa
por Geraldo Micheletto Pellanda
Nomeação episcopal 27 de julho de 2005
Ordenação episcopal 27 de outubro de 2005
Ponta Grossa
por Murilo Sebastião Ramos Krieger, S.C.I.
Lema episcopal IN MANUS TUAS
nas tuas mãos
Brasão episcopal
BishopCoA PioM.svg
Dados pessoais
Nascimento Ponta Grossa,  Paraná
4 de maio de 1954 (64 anos)
Nacionalidade brasileiro
Funções exercidas - Bispo de Toledo (2005 - 2012)
- Administrador Diocesano de Paranaguá (2015)
- Bispo de São José dos Pinhais (2012-2017)
dados em catholic-hierarchy.org
Bispos
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Francisco Carlos Bach (Ponta Grossa, 4 de maio de 1954) é um bispo católico brasileiro. Foi o quinto bispo de Toledo e o segundo bispo de São José dos Pinhais. É quinto bispo diocesano de Joinville.[1]

Índice

FormaçãoEditar

Estudou no Seminário Menor São José, fez Filosofia no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos em Curitiba e cursou Teologia no Studium Theologicum, também em Curitiba. Obteve a Licenciatura em Direito Canônico na Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino, em Roma.

PresbiteratoEditar

Foi ordenado sacerdote no dia 3 de dezembro de 1977 e incardinado na Diocese de Ponta Grossa, onde desempenhou os seguintes ministérios: Ecônomo e Professor no Seminário São José, de 1978 a 1983; Pároco da Paróquia São Jorge, de 1978 a 1980; Coordenador diocesano da Pastoral, de 1980 a 1985; vigário da Catedral, de 1980 a 1981; vigário da Paróquia São Sebastião, de 1981 a 1983; Ecônomo, Formador e Professor do Instituto Filosófico e Teológico Mater Ecclesiae, de 1983 a 1985; vigário da Catedral, de 1983 a 1984; Professor do Instituto Filosófico e Teológico Mater Ecclesiae, de 1987 a 1995; Juiz auditor do Tribunal Eclesiástico, de 1987 a 1995; Reitor do Seminário maior e do Seminário menor, em 1991; Ecônomo diocesano, de 1991 a 2005; Diretor da Rádio diocesana Sant’Ana, de 1995 a 2005; Administrador diocesano, por duas vezes, na primeira em 1997 e 1998 e depois em 2002 e 2003 e Vigário Geral, em 2004 e 2005.

EpiscopadoEditar

Foi nomeado bispo da Diocese de Toledo, pelo Papa Bento XVI no dia 27 de julho de 2005[2] e recebeu a ordenação episcopal no dia 27 de outubro sucessivo. Foi bispo referencial da Pastoral da Saúde no regional Sul-2 da CNBB.

No dia 3 de outubro de 2012 o Papa Bento XVI o transferiu da Diocese de Toledo nomeando-o para a Diocese de São José dos Pinhais.[3]

No dia 11 de abril de 2015, durante o velório do Bispo de Paranaguá, Dom João Alves dos Santos, o Arcebispo Metropolitano de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, anunciou que Dom Francisco Carlos será o Administrador Diocesano da Diocese de Paranaguá, enquanto o Papa Francisco não nomear um novo Bispo.[4]

No dia 19 de Abril de 2017 foi nomeado pelo Papa Francisco como bispo da diocese de Joinville, que estava vacante desde 2 de Julho de 2016.[5]

Precedido por
Dom Anuar Battisti
Bispo de Toledo
2006 - 2012
Sucedido por
João Carlos Seneme
Precedido por
Dom Ladislau Biernaski
Bispo de São José dos Pinhais
2012 - 2017
Sucedido por
Dom Celso Antônio Marchiori
Precedido por
Dom Irineu Roque Scherer
Bispo de Joinville
2017 -
Sucedido por


Referências

  1. «Bishop Francisco Carlos Bach» (em inglês). Consultado em 19 de abril de 2017 
  2. DEL VESCOVO DI TOLEDO (BRASILE), Rinunce e Nomine, 27.07.2005
  3. DEL VESCOVO DI SAÕ JOSÉ DOS PINHAIS (BRASILE), Rinunce e Nomine, 03.10.2012
  4. Nomeado o Administrador Apostólico da Diocese de Paranaguá, Jornal "Gazeta do Povo".
  5. «Rinunce e nomine». press.vatican.va. Consultado em 19 de abril de 2017 
  Este artigo sobre Episcopado (bispos, arcebispos, cardeais) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.