Abrir menu principal
Giorgio Fieschi
Cardeal da Igreja Católica
Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais
Tomb

Título

Cardeal-bispo de Ostia-Velletri
Ordenação e nomeação
Ordenação episcopal 27 de fevereiro de 1435
Nomeado arcebispo 3 de outubro de 1436
Cardinalato
Criação 18 de dezembro de 1439, pelo Papa Eugênio IV
Brasão
Coat Cardinals Fieschi.svg
Dados pessoais
Nascimento Flag of Genoa.svg Gênova
Morte Estados Papais Roma
11 de outubro de 1461
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Giorgio Fieschi (? - 11 de outubro de 1461) foi um arcebispo e cardeal italiano, Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais e arcebispo de Génova.

Índice

BiografiaEditar

Filho de Ettore Fieschi, conde de Lavagna.[1] Parente dos papas Inocêncio IV e Adriano V, e dos Cardeais Guglielmo Fieschi (1244), Luca Fieschi (1300), Giovanni Fieschi (1378), Ludovico Fieschi (1384), Lorenzo Fieschi (1706) e Adriano Fieschi (1834), além de tio de Niccolò Fieschi.

Vida religiosaEditar

Foi nomeado Bispo de Mariana, na Córsega, em 1433, mas consagrado apenas em 27 de fevereiro de 1435, em Florença. Em 1436 é promovido a metropolita da arquidiocese de Génova, que ocupou até 1439 quando, em 18 de dezembro foi nomeado pelo Papa Eugênio IV cardeal-padre de Santa Anastácia.

Ele recebeu in commendam muitos bispados (Sagona na Córsega a partir de 1443 a 1445, Noli, de 1447 a 1448, Albenga, a partir de 1448 a 1459) e abadias. Ele foi legado papal para o Papa Nicolau V em Liguria.

Em 5 de março de 1449 passa para a ordem dos cardeais-bispos e assume a sé suburbicária de Palestrina. Em 28 de abril de 1455, ele assume a sé suburbicária de Óstia-Velletri e torna-se Decano do Colégio dos Cardeais.

Após sua morte seu corpo foi transferido para Gênova e recebido em um mausoléu na capela de São Jorge na Catedral de Gênova.

ConclavesEditar

Referências

Ligações externasEditar