Grande Prêmio da Áustria de 1970

Grande Prêmio da Áustria
de Fórmula 1 de 1970
Österreichring 1969-1976.svg
Primeiro GP da Áustria em Österreichring
Detalhes da corrida
Categoria Fórmula 1
Data 16 de agosto de 1970
Nome oficial III Großer Preis von Österreich
Local Österreichring, Spielberg, Estíria, Áustria
Percurso 5.911 km
Total 60 voltas / 354.660 km
Condições do tempo Ensolarado, ameno, seco
Pole
Piloto
Áustria Jochen Rindt Lotus-Ford
Tempo 1:39.23
Volta mais rápida
Piloto
Bélgica Jacky Ickx
Suíça Clay Regazzoni
Ferrari
Ferrari
Tempo 1:40.4 (na volta 40)
Pódio
Primeiro
Bélgica Jacky Ickx Ferrari
Segundo
Suíça Clay Regazzoni Ferrari
Terceiro
Alemanha Ocidental Rolf Stommelen Brabham-Climax

Resultados do Grande Prêmio da Áustria de Fórmula 1 realizado em Österreichring em 16 de agosto de 1970.[1] Nona etapa da temporada, teve como vencedor o belga Jacky Ickx, que subiu ao pódio junto a Clay Regazzoni numa dobradinha da Ferrari, com Rolf Stommelen em terceiro pela Brabham-Climax.[2][nota 1]

ResumoEditar

Surge ÖsterreichringEditar

Em 1º de setembro de 1963 Jack Brabham venceu a primeira edição do Grande Prêmio da Áustria a bordo de uma Brabham e naquela ocasião tratava-se duma prova extracampeonato necessária para inserir o país no calendário da Fórmula 1 e dentre os dezenove inscritos para a disputa em Zeltweg estavam dois austríacos: Jochen Rindt e Kurt Bardi-Barry.[3] Graças ao sucesso do evento, a estreia oficial do país no calendário da velocidade ocorreu em 23 de agosto de 1964, dia marcado pela única vitória na carreira do italiano Lorenzo Bandini, piloto da Ferrari, e também pelo "retorno" de Jochen Rindt.[4][5]

A aspereza excessiva da pista construída na Base Aérea de Zeltweg, contudo, afastou a Fórmula 1 do país e o circuito recebeu somente uma corrida para carros esportivos e nela Jochen Rindt triunfou guiando uma Ferrari em 1965.[6] Apenas em 1970 o circo da velocidade retornou às terras austríacas no recém-inaugurado circuito de Österreichring, formado por um traçado onde curvas de altíssima velocidade são intercaladas com subidas, descidas e áreas de escape numa extensão de quase seis quilômetros em meio a uma paisagem verdejante entre as cidades de Zeltweg, Knittelfeld e Spielberg, localizadas no estado da Estíria.[7]

Todos por Jochen RindtEditar

Cinco das seis vitórias na carreira de Jochen Rindt ocorreram em 1970, quatro delas de maneira consecutiva, motivo pelo qual o piloto retornou ao seu país na liderança do mundial de pilotos com 45 pontos, vinte a mais que Jack Brabham. Favorecido pelos números e pelo aprumo de sua Lotus 72, o austríaco honrou seus compatriotas e conquistou a décima (e última) pole position de sua carreira à frente de Clay Regazzoni e Jacky Ickx cuja equipe, a Ferrari, inscreveu Ignazio Giunti para guiar um terceiro carro em Österreichring. Quinto colocado no grid, o italiano colocou-se atrás de Jackie Stewart em sua March cedida à Tyrrell Racing Organisation, e adiante de Chris Amon, piloto oficial da March.[8]

Contratado em substituição a Brian Redman para dirigir o De Tomaso pertencente à equipe de Frank Williams, o australiano Tim Schenken estreou na Fórmula 1 em décimo nono lugar no grid, enquanto o suíço Silvio Moser classificou a Bellasi para a primeira corrida na história da equipe. Não correram na Áustria o bicampeão mundial Graham Hill e o novato Ronnie Peterson.[8]

Dobradinha da FerrariEditar

No domingo, mais de 100 mil pessoas[9] compareceram a Österreichring torcendo por mais uma vitória de Jochen Rindt, mas a frustração veio no momento da largada quando a Ferrari de Clay Regazzoni saltou para a liderança escoltado por Jacky Ickx, ordem invertida na segunda volta e inalterada até o fim da corrida. Com alguma combatividade, Rindt ainda apareceu em quarto antes de perder rendimento e abandonar após uma quebra de motor na vigésima primeira volta da sexagésima (e última) corrida do austríaco.[10] A sorte do mesmo é que seus rivais ficaram pelo caminho: Jackie Stewart saiu antes de Rindt por um defeito no tubo de combustível e Denny Hulme também perdeu o motor. Até mesmo Jack Brabham e Chris Amon não pontuaram, embora tenham chegado ao fim da prova.

Inabalável em sua toada, a Ferrari venceu com Jacky Ickx e Clay Regazzoni veio a seguir no primeiro pódio de sua carreira. Foi a primeira dobradinha da Casa de Maranello desde o Grande Prêmio da Itália de 1966[11] e a primeira vitória do time desde o Grande Prêmio da França de 1968.[12] Quanto ao terceiro lugar, este pertenceu a Jean-Pierre Beltoise por 55 das 60 voltas da prova após o francês superar Jochen Rindt, mas suas aspirações findaram quando sua Matra engasgou por falhas no sistema de captação de combustível e ele foi superado pela Brabham de Rolf Stommelen, no único pódio da carreira do corredor alemão. A dupla da BRM cruzou a linha de chegada a uma volta do vencedor com Pedro Rodríguez em quarto e Jackie Oliver em quinto, enquanto Beltoise ainda garantiu o sexto lugar.[8]

Graças aos resultados em Österreichring, Jochen Rindt permanecia na liderança do mundial de pilotos com os 45 pontos que detinha antes de vir à Áustria e os 50 pontos da Lotus mantinham-na como líder do mundial de construtores, em ambos os casos com grande vantagem em relação aos adversários.

Classificação da corridaEditar

Pos. Piloto Construtor Voltas Tempo/Diferença Grid Pontos
1 12   Jacky Ickx Ferrari 60 1:42:17.3 3 9
2 27   Clay Regazzoni Ferrari 60 + 0.61 2 6
3 11   Rolf Stommelen Brabham-Ford 60 + 1:27.88 17 4
4 17   Pedro Rodríguez BRM 59 + 1 volta 22 3
5 16   Jackie Oliver BRM 59 + 1 volta 14 2
6 19   Jean-Pierre Beltoise Matra 59 + 1 volta 7 1
7 14   Ignazio Giunti Ferrari 59 + 1 volta 5
8 4   Chris Amon March-Ford 59 + 1 volta 6
9 3   Jo Siffert March-Ford 59 + 1 volta 20
10 23   Peter Gethin McLaren-Ford 59 + 1 volta 21
11 18   George Eaton BRM 58 + 2 voltas 23
12 22   Andrea de Adamich McLaren-Alfa Romeo 57 + 3 voltas 15
13 10   Jack Brabham Brabham-Ford 56 + 4 voltas 8
14 20   Henri Pescarolo Matra 56 + 4 voltas 13
15 8   Emerson Fittipaldi Lotus-Ford 55 + 5 voltas 16
Ret 21   Denny Hulme McLaren-Ford 30 Motor 11
Ret 15   John Surtees Surtees-Ford 27 Motor 12
Ret 26   Tim Schenken De Tomaso-Ford 25 Motor 19
Ret 6   Jochen Rindt Lotus-Ford 21 Motor 1
Ret 5   Mario Andretti March-Ford 13 Acidente 18
Ret 24   Silvio Moser Bellasi-Ford 13 Radiador 24
Ret 1   Jackie Stewart March-Ford 7 Tubo de combustível 4
Ret 7   John Miles Lotus-Ford 4 Freios 10
Ret 2   François Cevert March-Ford 0 Motor 9
Fonte:[1]

Tabela do campeonato após a corridaEditar

  • Nota: Somente as primeiras cinco posições estão listadas. Em 1970 os pilotos computariam seis resultados nas sete primeiras corridas do ano e cinco nas últimas seis. Neste ponto esclarecemos: na tabela dos construtores figurava somente o melhor colocado dentre os carros de um time.

Notas

  1. Voltas na liderança: Clay Regazzoni 1 volta (1); Jacky Ickx 59 voltas (2-60).

Referências

  1. a b «1970 Austrian Grand Prix - race result». Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  2. Fred Sabino (16 de agosto de 2020). «Na estreia do Österreichring, Ickx venceu, e favorito Rindt abandonou sua última corrida». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 16 de agosto de 2020 
  3. "The Formula One Record Book", John Thompson, 1974.
  4. Fred Sabino (10 de maio de 2018). «Lorenzo Bandini, a esperança da Ferrari que partiu cedo após tragédia em Mônaco». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 28 de julho de 2020 
  5. Fred Sabino (18 de abril de 2018). «Jochen Rindt é até hoje o único campeão póstumo na história da Fórmula 1». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 28 de julho de 2020 
  6. «Circuits: A1 Ring (em inglês) no grandprix.com». Consultado em 28 de julho de 2020 
  7. Fred Sabino (28 de junho de 2020). «Circuitos clássicos #7: veloz e perigoso, Österreichring foi palco de emoções e acidentes». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 28 de julho de 2020 
  8. a b c «Austrian GP, 1970 (em inglês) no grandprix.com». Consultado em 28 de julho de 2020 
  9. Vitória dupla da Ferrari no GP da Áustria (online). O Globo, Rio de Janeiro (RJ), 17/08/1970. Matutina, Esportes, p. 03. Página visitada em 28 de julho de 2020.
  10. Vitória de Jacky Ickx com Ferrari no GP da Áustria (online). Jornal do Brasil, Rio de Janeiro (RJ), 19/08/1970. Caderno de Automóveis, p. 04. Página visitada em 28 de julho de 2020.
  11. Fred Sabino (4 de setembro de 2018). «Em 1966, Jack Brabham se tornou primeiro e único piloto campeão com próprio carro». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 28 de julho de 2020 
  12. Fred Sabino (7 de julho de 2018). «Última corrida de Fórmula 1 em Rouen, há 50 anos, teve tragédia com Jo Schlesser». globoesporte.com. Globo Esporte. Consultado em 28 de julho de 2020 
  13. a b «1970 Austrian GP – championships (em inglês) no Chicane F1». Consultado em 30 de julho de 2020 

Precedido por
Grande Prêmio da Alemanha de 1970
Campeonato Mundial de Fórmula 1 da FIA
Ano de 1970
Sucedido por
Grande Prêmio da Itália de 1970
Precedido por
Grande Prêmio da Áustria de 1964
Grande Prêmio da Áustria
3ª edição
Sucedido por
Grande Prêmio da Áustria de 1971