Abrir menu principal
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde abril de 2017). Ajude a melhorar este artigo inserindo fontes.
Greg Louganis
Informações pessoais
Nome completo Gregory Efthimios Louganis
Modalidade Saltos ornamentais
Nascimento 29 de janeiro de 1960 (59 anos)
San Diego, Califórnia
Nacionalidade Estados Unidos estadunidense
Nível sênior

Gregory Efthimios Louganis (San Diego, 29 de janeiro de 1960), conhecido por Greg Louganis, é um ex-saltador para a água norte-americano. Ex-bailarino, é considerado um dos maiores fenômenos da história dos saltos ornamentais.Louganis foi considerado, o melhor do mundo nas competições de plataforma e trampolim, pelas quais conquistou cinco medalhas olímpicas.

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 1988,ele se tornou bicampeão olímpico da prova do trampolim de 3 metros,mesmo erando os cálculos e batendo a cabeça na ponta da tábua de madeira em um dos saltos durante a eliminatória. Ele tentava um duplo salto mortal, de costas no trampolim de três metros.[1] Levou cinco pontos e disputou as finais com um pedaço da cabeça raspada, revelando os pontos cirúrgicos.

Louganis já havia chocado outra vez com a plataforma em 1979, em Moscou, quando ficou desmaiado por vinte minutos. Em 1983, durante as Universíadas de Edmonton, no Canadá, o jovem atleta soviético Sergei Chalibashvili fazia sua série na plataforma de 10 metros quando bateu a cabeça contra o bloco de cimento e morreu imediatamente. O competidor seguinte era Louganis, na época com 23 anos, que sentiu um ligeiro tremor nos degraus da plataforma, no momento da pancada de Chalibashvili, mas não viu a queda do adversário. Reparou só na água suja de sangue. A final continuou normalmente e Louganis se tornou campeão mundial universitário.

Em 1994, Louganis assumiu publicamente ser gay e alguns anos depois, que era soropositivo.

HonrariasEditar

  • Em 2015, Louganis recebeu o Prêmio Bonham Centre Award do Centro Mark S. Bonham de Estudos da Diversidade Sexual, da Universidade de Toronto, por suas contribuições para o avanço e a educação de questões relacionadas à identificação sexual.[4]No mesmo ano ele foi indicado para ser um dos portadores da Tocha da Esperança das Special Olympics.[5]

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um(a) saltador(a), integrado ao Projeto Desporto, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.