HMS Trumpeter (D09)

O HMS Trumpeter foi um porta-aviões de escolta operado pela Marinha Real Britânica e um membro da Classe Ruler. Sua construção começou em agosto de 1942 nos estaleiros da Seattle-Tacoma Shipbuilding como o USS Bastian para a Marinha dos Estados Unidos e foi lançado ao mar em dezembro do mesmo ano. Ele foi transferido para o Reino Unido ao ser finalizado e foi comissionado na frota britânica em agosto de 1943.[1] Era capaz de transportar 24 aeronaves, era armado com uma bateria antiaérea de canhões de 127, 40 e 20 milímetros, tinha um deslocamento carregado de mais de quinze mil toneladas e conseguia alcançar uma velocidade máxima de dezesseis nós (trinta quilômetros por hora).[2]

HMS Trumpeter
HMS Trumpeter.jpg
 Estados Unidos
Nome USS Bastian
Operador Marinha dos Estados Unidos
Fabricante Seattle-Tacoma Shipbuilding
Batimento de quilha 25 de agosto de 1942
Lançamento 15 de dezembro de 1942
Número de registro
  • AGV-37
  • ACV-37
  • CVE-37
Destino Transferido para o Reino Unido
 Reino Unido
Nome HMS Trumpeter
Operador Marinha Real Britânica
Aquisição 4 de agosto de 1943
Comissionamento 4 de agosto de 1943
Descomissionamento 19 de junho de 1946
Indicativo visual
  • D09
  • R318
Destino Devolvido aos Estados Unidos;
revendido para uso comercial
 Países Baixos
Nome SS Alblasserdijk
Operador Holland America Line
Viagem inaugural 19 de maio de 1948
Destino Vendido
 Panamá
Nome SS Irene Valmas
Aquisição 30 de abril de 1966
Aposentadoria maio de 1971
Destino Desmontado
Características gerais (como porta-aviões)
Tipo de navio Porta-aviões de escolta
Classe Bogue (Estados Unidos)
Ruler (Reino Unido)
Deslocamento 15 126 t (carregado)
Comprimento 150 m
Boca 21,18 m
Calado 8 m
Propulsão 1 turbina a vapor
2 caldeiras
- 8 500 cv (6 250 kW)
Velocidade 16 nós (30 km/h)
Armamento 2 canhões de 127 mm
16 canhões de 40 mm
35 canhões de 20 mm
Aeronaves 24
Tripulação 646

As primeiras ações do Trumpeter na Segunda Guerra Mundial foram transportar aeronaves e escoltar comboios no Oceano Atlântico. Passou para Frota Doméstica em 1944 e participou de ações ofensivas na Noruega e Mar do Norte, ajudando a afundar o submarino U-711 em maio de 1945. Ao final da guerra na Europa ele ajudou na libertação da Dinamarca, sendo transferido para o Ceilão. Foi descomissionado em junho de 1946 e devolvido aos Estados Unidos, que o revenderam para uso comercial para a Holland America Line. Foi renomeado para SS Alblasserdijk e serviu até ser comprado por uma empresa panamenha, passando o resto de sua carreira como o SS Irene Valmas.[1]

Referências

  1. a b «A History of HMS Trumpeter». The Royal Navy Research Archive. Consultado em 23 de maio de 2022 
  2. Cocker, Maurice (2008). Aircraft-Carrying Ships of the Royal Navy. Stroud: The History Press. pp. 79, 82. ISBN 978-0-7524-4633-2 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre tópicos navais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.