Heloísa Apolónia

política portuguesa
Heloísa Apolónia
Heloísa Apolónia
Deputada do PEV
Deputada à Assembleia da República por Setúbal
Período 27 de outubro de 1995

26 de outubro de 2019

Dados pessoais
Nascimento 26 de junho de 1969 (51 anos)
Barreiro, Portugal
Partido PEV
Profissão Jurista

Heloísa Augusta Baião de Brito Apolónia (Barreiro, Barreiro, 26 de junho de 1969) é uma jurista e ex-deputada portuguesa, eleita deputada nas listas da Coligação Democrática Unitária (CDU), em representação do Partido Ecologista Os Verdes, nas VII, VIII, IX, X, XI, XII e XIII legislaturas, sempre pelo distrito de Setúbal.[1]

Heloísa Augusta Baião de Brito Apolónia nasceu a 26 de junho de 1969 e é licenciada em Direito, tendo frequentado um mestrado, também em Direito. É uma activista política e tornou-se o rosto do partido Os Verdes, que defende não serem um «prolongamento do PCP», e passou metade da sua vida no Parlamento.[2]

Tinha 17 ou 18 anos quando ao passar na Baixa de Lisboa parou para ver um teatrinho de rua contra o nuclear, e foi desde logo uma causa que lhe disse muito. Deixou ficar o seu contacto, motivada para ser chamada. Acabou por ser contactada e foi quando começou a participar em iniciativas e reuniões e se foi aliciando ao projecto e ganhando consciência ecologista.[2]

Pertence a algumas comissões parlamentares, tais como: a Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias (como Suplente), a Comissão de Economia e Obras Públicas [como Coordenador GP], a Comissão de Agricultura e Mar (como Suplente), a Comissão de Educação, Ciência e Cultura (Coordenador GP), a Comissão de Saúde (Suplente), a Comissão do Ambiente, Ordenamento do Território e Poder Local [Coordenador GP], o Grupo de Trabalho - Parlamento dos Jovens, o Grupo de Trabalho - Audiências - 6.ª CEOP e o Grupo de Trabalho - Arrendamento Urbano e Reabilitação Urbana.[3]

Em abril de 2017, apresentou-se publicamente como candidata pela CDU à Câmara Municipal de Oeiras, com um programa focado na melhoria da oferta de transportes públicos, e na dinamização de programas de habitação.[4]

Para as eleições legislativas portuguesas de 2019, concorreu pela primeira vez por um outro círculo eleitoral que não o de Setúbal, concorrendo pelo de Leiria e sendo a candidata cabeça-de-lista da CDU nesse mesmo distrito. No dia 6 de outubro de 2019, acabou por não conseguir ser eleita por esse círculo eleitoral, saindo do parlamento ao fim de 24 anos como deputada.[5]

Foi condecorada com a distinção de Ilustríssima Senhora Comendadora com Placa com Distintivo Branco da Cruz do Mérito Militar de Espanha a 17 de agosto de 1998.[6]

Referências

  1. «Biografia- Heloísa Apolónia - PEV». Parlamento.pt. Consultado em 2 de outubro de 2019 
  2. a b SOL (19 de Fevereiro de 2012). «Heloísa Apolónia: 'Não sou marxista, sou ecologista'». Consultado em 15 de Junho de 2012 
  3. Assembleia da República. «Heloísa Apolónia: Biografia». Consultado em 15 de Junho de 2012 
  4. Group, Global Media. «Autárquicas - Heloísa Apolónia é a aposta da CDU à Câmara de Oeiras». DN. Consultado em 23 de julho de 2017 
  5. Nuno, Ribeiro (2 de outubro de 2019). «www.publico.pt/2019/06/27/politica/noticia/heloisa-apolonia-sai-parlamento-1877851». Público. Consultado em 27 de junho de 2019 
  6. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Eloisa Baião de Brito Apolonio". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 26 de maio de 2019 

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.