Hipismo nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020

As competições de hipismo nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 em Tóquio foram compostas por três disciplinas individuais e por equipes.[1] Originalmente programados para o período de 25 de julho a 8 de agosto de 2020, os eventos foram adiados em um ano devido à pandemia da COVID-19, sendo remarcados e ocorridos entre 24 de julho a 7 de agosto de 2021.[2]

Olympic Rings white.svg
Hipismo nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2020
Japão Tóquio, Japão
Dados
Participantes 200 de 43
Sede Baji Koen

Sea Forest Cross-Country Course

Dias de competição 12
Dias de finais 5
Eventos 6
Medalhistas
Medalha de ouro Ouro AlemanhaGER Alemanha (3 medalhas)
ver a lista completa...
Medalha de prata Prata Estados UnidosUSA Estados Unidos (2 medalhas)
ver a lista completa...
Medalha de bronze Bronze Grã-BretanhaGBR Grã-Bretanha (2 medalhas)
ver a lista completa...
◄◄ Brasil 2016 Olympic Rings white.svg França 2024 ►►
Hipismo nos
Jogos Olímpicos de Verão de 2020
Equestrian pictogram.svg
Adestramento   individual   equipes
CCE   individual   equipes
Saltos   individual   equipes
Carlos Paro.jpg

CríticasEditar

Após uma treinadora de uma atleta cometer um caso de violência contra animais, dando um soco em um cavalo durante a realização dos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 e o caso de um cavalo ter sido sacrificado depois de uma lesão "irreparável' em sua pata direita, abriu-se um debate mundial acerca da ética quanto a realização de provas equestres. Inclusive, uma ONG denominada PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético de Animais, em sua sigla em inglês), encaminhou uma carta ao Comitê Olímpico Internacional requisitando a retirada do esporte dos Jogos Olímpicos, inclusive das quatro provas disputadas também, no Pentatlo Moderno.[3][4] A UIPM (União Internacional de Pentatlo Moderno) rebateu as críticas levantadas ao afirmar que estaria estudando melhorias para evitar novos casos de abusos contra animais, defendendo a modalidade dentro do esporte.[5]

QualificaçãoEditar

As 200 vagas par ao hipismo foram divididas em três disciplinas (75 para os saltos, 65 para o CCE e 60 para o adestramento). As equipes em cada disciplina consistiram em três ginetes e seus cavalos; qualquer CON que qualificou uma equipe (20 equipes para os saltos, 15 para o CCE e adestramento cada) também receberam três entradas para a competição individual daquela disciplina. CONs que não qualificaram equipes puderam conseguir uma vaga individual no adestramento e nos saltos, e até dois individuais no CCE, para um total de 15 entradas nos saltos e no adestramento e 20 no CCE. As equipes foram qualificadas através de competições específicas (Jogos Mundiais Equestres e eventos continentais), enquanto as vagas individuais foram pelo ranking. O país-sede, Japão, qualificou automaticamente uma equipe para cada disciplina.[6][7][8]

Formato da competiçãoEditar

AdestramentoEditar

As equipes são compostas por três atletas, todos também competindo por medalhas individuais. Nações sem equipes podem ser representadas por um atleta individual.

A competição do adestramento começa com o Grand Prix, que serve como qualificatório para as competições individuais e por equipe. Os atletas são sorteados em seis eliminatórias de dez atletas cada, com as primeiras três eliminatórias agendadas para o primeiro dia e as três eliminatórias restantes realizadas no segundo dia. As eliminatórias são sorteadas de uma maneira que nenhum atleta por CON possa estar na mesma eliminatória. Após a conclusão da fase do Grand Prix, os placares das equipes são decididos pela soma dos placares individuais dos membros da equipe. As oito equipes melhor classificadas qualificam à final por equipes (Grand Prix Especial), enquanto os dois melhores atletas individuais de cada eliminatória, adicionados dos seis melhores ranqueados, qualificam à final individual (Grand Prix Estilo Livre).

O Grand Prix Especial, que é utilizado para definição das medalhas por equipes, é um teste um pouco mais rigoroso de adestramento com ênfase em transições de dificuldade (como a passagem a piaffe). O evento é realizado com uma música da escolha do atleta, a qual, todavia, não é julgada. Como o placar é zerado após o Grand Prix, as medalhas por equipes são determinadas com base apenas nos placares conquistados no Grand Prix Especial. As nações que competem na final têm permissão de substituir um atleta entre o Grand Prix e até duas horas antes do Grand Prix Especial.

O Grand Prix Estilo Livre é aberto para 18 atletas e é utilizado para decidir as medalhas individuais. Cada atleta desenvolve seu próprio teste para o Estilo Livre, que deve ser realizado com música e deve ter 16 movimentos compulsórios. Os ginetes podem realizar um teste da força de seus cavalos, além de incorporar movimentos que são mais difíceis do que os requeridos para o Gran Prix ou para o Grand prix Especial (como a pirueta no piaffe ou alterações de voo em linha curva) para aumentar seus placares. As medalhas individuais são entregues baseadas nos placares do Estilo Livre.

CCEEditar

As competições individuais e por equipe ocorrem de maneira concomitante. Cada atleta, guiando o mesmo cavalo, realiza um teste no adestramento, uma fase no cross country e uma rodada de saltos. As medalhas por equipes são entregues após a somatória dos placares dos membros das equipes para as três fases. A equipe com o menor número de pontos perdidos conquista o ouro. Os 25 melhores atletas individuais após a primeira rodada e saltos realizam uma segunda e última rodada para a definir as medalhas individuais. Portanto, aqueles que competem para a glória individual competem um teste de adestramento, uma rodada de cross country e duas rodadas de saltos.

Atletas que, por diversas razões, falhem em começar ou terminar qualquer uma das fases estão eliminados da competição individual. As equipes com atletas eliminados recebem pontuações de penalidade: 100 pontos para cada atleta eliminado durante o adestramento ou saltos e 200 pontos para cada atleta eliminado no cross country. Enquanto eles são excluídos do evento individual, os atletas eliminados podem continuar a competir nas fases seguintes para suas equipes, a não ser que tenham sido eliminados por claudicação, queda do cavalo, abuso do cavalo ou desqualificados. As equipes podem trazer um reserva para a competição em qualquer momento. Nesse caso, a equipe recebe 20 pontos de penalidade.

SaltosEditar

As competições individual e por equipes ocorrem separadamente.

A competição individual é realizada primeiro e leva dois dias de competição. O primeiro dia de competição serve como qualificação, com 75 atletas programados para competir. Cada atleta disputa o mesmo circuito, com 12 a 14 obstáculos numerados. Os atletas são classificados de acordo com o total acumulado de pontos perdidos, e os 30 melhores avançam à final individual. Em caso de um empate pela última vaga de qualificação, os atletas são separados pelo tempo da corrida. A final individual é realizada em um circuito diferente que incluir 12 a 15 obstáculos numerados. Os atletas são, novamente, classificados com base na quantidade de pontos perdidos. Se dois ou mais atletas estiverem empatados na posição por uma medalha, a questão é resolvida com um desempate.

O primeiro dia da competição por equipes serve como qualificação, sendo aberto a um total de 20 equipes. Ao fim da qualificação, as equipes recebem sua classificação pela soma das penalidades dos três membros. Atletas que desistirem, forem eliminados ou se retirarem da competição não recebem pontuação. As equipes com um dos atletas nessa situação serão classificadas de acordo com as penalidades combinadas dos dois atletas que concluíram a competição. As equipes em que todos os três atletas completarem a competição sem serem eliminados ou desistirem devem ser classificadas antes das equipes com apenas dois atletas na mesma situação. As equipes com dois atletas que desistirem, forem retirados ou eliminados serão eliminadas. As 10 melhores equipes baseadas no resultado da qualificação avançam à final. Em caso de empate para a última vaga de qualificação, as equipes são separadas pelo tempo combinado dos três membros. A final por equipes é realizada em um circuito diferente. As equipes são novamente classificadas com base no total acumulado de pontos perdidos dos seus membros. Se duas ou mais equipes estiverem empatadas em posição de medalha, a questão é resolvida com um desempate.

CalendárioEditar

Todos os horários estão na hora legal japonesa (UTC+9).[9][10]

Dia Data Início Final Evento Fase
Dia 1 Sábado, 24 de julho de 2021 17:00 22:00 Adestramento individual Adestramento - Grand Prix dia 1
Adestramento por equipes
Dia 2 Domingo, 25 de julho de 2021 17:00 22:00 Adestramento individual Adestramento - Grand Prix dia 2
Adestramento por equipes
Dia 4 Terça-feira, 27 de julho de 2021 17:30 22:40 Adestramento por equipes Adestramento por equipes - Grand Prix especial
Dia 5 Quarta-feira, 28 de julho de 2021 17:30 21:25 Adestramento individual Adestramento individual - Grand Prix estilo livre
Dia 7 Sexta-feira, 30 de julho de 2021 8:00 11:10 CCE individual CCE - Adestramento dia 1 - Sessão 1
CCE por equipes
17:30 20:55 CCE individual CCE - Adestramento dia 1 - Sessão 2
CCE por equipes
Dia 8 Sábado, 31 de julho de 2021 8:00 11:10 CCE individual CCE - Adestramento dia 2 - Sessão 3
CCE por equipes
Dia 9 Domingo, 1 de agosto de 2021 8:30 11:55 CCE individual CCE - Cross country
CCE por equipes
Dia 10 Segunda-feira, 2 de agosto de 2021 17:00 22:25 CCE individual CCE - Saltos
CCE por equipes
Dia 11 Terça-feira, 3 de agosto de 2021 19:00 22:45 Saltos individual Saltos - qualificatória individual
Dia 12 Quarta-feira, 4 de agosto de 2021 19:00 21:40 Saltos individual Saltos - final individual
Dia 14 Sexta-feira, 6 de agosto de 2021 19:00 22:05 Saltos por equipes Saltos - qualificatória por equipes
Dia 15 Sábado, 7 de agosto de 2021 19:00 21:20 Saltos por equipes Salto - final por equipes

ParticipaçãoEditar

Nações participantesEditar

49 nações qualificaram. Israel, Letônia, Luxemburgo, Paquistão e Sri Lanka estão programados para fazer a estreia olímpica no hipismo.

ÁrbitrosEditar

A seleção de árbitros foi conforme o seguinte:[11]

Adestramento
  •   Katrina Wüst (Presidente do juri de solo)
  •   Andrew Gardner (Membro do juri de solo)
  •   Francis Verbeek-van Rooij (Membro do juri de solo)
  •   Hans-Christian Matthiesen (Membro do juri de solo)
  •   Janet Foy (Membro do juri de solo)
  •   Susie Hoevenaars (Membro do juri de solo)
  •   Magnus Ringmark (Membro do juri de solo)
  •   Mary Seefried (Delegado técnico)
  •   David Hunt (Painel de supervisão dos juízes)
  •   Lilo Fore (Painel de supervisão dos juízes)
  •   Maribel Alonso de Quinzanos (Painel de supervisão dos juízes)
CCE
  •   Nick Burton (Presidente do juri de solo)
  •   Christina "Kicki" Klingspor (Membro do juri de solo)
  •   Jane Hamlin (Membro do juri de solo)
  •   Derek Di Grazia (Desenhista da pista)
  •   Philip Surl (Delegado técnico)
Saltos
  •   Carsten Soerlie (Presidente do juri de solo)
  •   Kazuya Hirayama (Membro do juri de solo)
  •   Kim Morrison (Membro do juri de solo)
  •   Joachim Geilfus (Membro do juri de solo)
  •   Santiago Varela (Desenhista da pista)
  •   Louis Koninckx (Delegado técnico)

MedalhistasEditar

Evento   Ouro   Prata   Bronze
Adestramento individual
detalhes
Jessica von Bredow-Werndl (TSF Dalera)
 GER Alemanha
Isabell Werth (Bella Rose 2)
 GER Alemanha
Charlotte Dujardin (Gio)
 GBR Grã-Bretanha
Adestramento por equipes
detalhes
Dorothee Schneider (Showtime FRH)
Isabell Werth (Bella Rose 2)
Jessica von Bredow-Werndl (TSF Dalera)
 GER Alemanha
Adrienne Lyle (Salvino)
Steffen Peters (Suppenkasper)
Sabine Schut-Kery (Sanceo)
 USA Estados Unidos
Carl Hester (En Vogue)
Charlotte Fry (Everdale)
Charlotte Dujardin (Gio)
 GBR Grã-Bretanha
CCE individual
detalhes
Julia Krajewski (Amande de B'Neville)
 GER Alemanha
Tom McEwen (Toledo de Kerser)
 GBR Grã-Bretanha
Andrew Hoy (Vassily de Lassos)
 AUS Austrália
CCE por equipes
detalhes
Laura Collett (London 52)
Tom McEwen (Toledo de Kerser)
Oliver Townend (Ballaghmore Class)
 GBR Grã-Bretanha
Kevin McNab (Don Quidam)
Andrew Hoy (Vassily de Lassos)
Shane Rose (Virgil)
 AUS Austrália
Nicolas Touzaint (Absolut Gold)
Karim Laghouag (Triton Fontaine)
Christopher Six (Totem de Brecey)
 FRA França
Saltos individual
detalhes
Ben Maher (Explosion W)
 GBR Grã-Bretanha
Peder Fredricson (All In)
 SWE Suécia
Maikel van der Vleuten (Beauville Z)
 NED Países Baixos
Saltos por equipes
detalhes
Henrik von Eckermann (King Edward)
Malin Baryard-Johnsson (Indiana)
Peder Fredricson (All In)
 SWE Suécia
Laura Kraut (Baloutinue)
Jessica Springsteen (Don Juan van de Donkhoeve)
McLain Ward (Contagious)
 USA Estados Unidos
Pieter Devos (Claire Z)
Jérôme Guery (Quel Homme de Hus)
Grégory Wathelet (Nevados S)
 BEL Bélgica

Quadro de medalhasEditar

 Ordem  País         Ordem
por total
1  GER Alemanha 3 1   4 2
2  GBR Grã-Bretanha 2 1 2 5 1
3  SWE Suécia 1 1   2 3
4  USA Estados Unidos   2   2 3
5  AUS Austrália   1 1 2 3
6  BEL Bélgica     1 1 6
6  FRA França     1 1 6
6  NED Países Baixos     1 1 6
TOTAL 6 6 6 18

Ver tambémEditar

Referências

  1. «FEI Regulations for Equestrian Events at the Olympic Games» (PDF). FEI. 16 de outubro de 2019. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  2. McCurry, Justin; Ingle, Sean (24 de março de 2020). «Tokyo Olympics postponed to 2021 due to coronavirus pandemic». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 24 de março de 2020 
  3. «Hipismo fora dos Jogos Olímpicos? Entenda o debate após incidentes em Tóquio-2020». Terra. Consultado em 27 de setembro de 2021 
  4. «ONG solicita ao COI a retirada de esportes equestres das Olimpíadas». ge. Consultado em 27 de setembro de 2021 
  5. «Olimpíadas: entidade debate agressão, mas defende hipismo no pentatlo». Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes. 14 de agosto de 2021. Consultado em 27 de setembro de 2021 
  6. «Qualification System – Games of the XXXII Olympiad – Dressage» (PDF). FEI. 28 de outubro de 2019. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  7. «Qualification System – Games of the XXXII Olympiad – Eventing» (PDF). FEI. 14 de outubro de 2019. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  8. «Qualification System – Games of the XXXII Olympiad – Jumping» (PDF). FEI. 14 de outubro de 2019. Consultado em 23 de novembro de 2019 
  9. «Schedule - Equestrian Tokyo 2020 Olympics». Olympian Database. Consultado em 2 de março de 2020 
  10. «Equestrian Competition Schedule». Tokyo 2020. Consultado em 2 de março de 2020 
  11. «Officials appointment» (PDF). FEI. Consultado em 9 de novembro de 2020 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Hipismo nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020