Abrir menu principal

I girasoli

filme de 1970 dirigido por Vittorio De Sica
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
I girasoli
Os girassóis (PRT)
Os girassóis da Rússia (BRA)
 Itália/ França/ União Soviética
1970 •  cor •  98 min 
Direção Vittorio De Sica
Produção Carlo Ponti
Argumento Tonino Guerra
Elenco Marcello Mastroianni
Sophia Loren
Gênero {{{gênero}}}
Idioma {{{idioma}}}

I girasoli é um filme ítalo-franco-soviético de 1970, dirigido pelo italiano Vittorio De Sica (de Ladrões de Bicicletas, Umberto D., O Jardim dos Finzi-Contini) considerado um dos maiores cineastas de todos os tempos, produzido por Carlo Ponti (produtor de A Estrada da Vida e Doutor Jivago), estrelado por Marcello Mastroianni (de A Doce Vida e Oito e Meio) e Sophia Loren (de A Condessa de Hong Kong).

EnredoEditar

O filme conta a história de uma fiel esposa, Giovana (Sophia Loren), que vive junto com a sogra e procura insistentemente por seu marido durante o final da guerra (Mastroianni). Ela tem um choque quando encontra seu marido vivendo com outra mulher no interior da Rússia, durante uma viagem de trem. Decepcionada, Giovana começa a relacionar-se com um operário e muda-se para Milão, onde encontra-se pela última vez com seu antigo marido, António, quando decidem seguir sozinhos os rumos de suas vidas.

EstiloEditar

É caracterizado como uma quebra do estilo neorrealista que tinha feito a fama de Sica no mundo cinematográfico. Pode dizer-se que temos um cinema mais comercial e voltado ao grande público. É considerado pela crítica um dos filmes menores de De Sica, embora tenha sido um sucesso de bilheteria. Em sua estreia foi recebido de forma mista pela imprensa internacional.

Foi o primeiro filme ocidental gravado no antigo bloco comunista[1], em parte devido as boas relações do director com o Partido Comunista Italiano.

Referências

  1. «Adoro Cinema». www.adorocinema.com