Abrir menu principal

Igor Anatolyevich Ledyakhov - em russo, Игорь Анатольевич Ледяхов (Sochi, 22 de maio de 1968) é um ex-futebolista e treinador de futebol russo. Atuou na Copa de 1994 e na Eurocopa de 1992.

Igor Ledyakhov
Игорь Ледяхов
Igor Ledyakhov Игорь Ледяхов
Ledyakhov em 2018, durante jogo do Akhmat Grozny
Informações pessoais
Nome completo Igor Anatolyevich Ledyakhov
Data de nasc. 22 de maio de 1968 (51 anos)
Local de nasc. Sochi,  União Soviética
Nacionalidade russo
Altura 1,88 m
Informações profissionais
Equipa atual Sem clube
Posição Treinador (Ex-volante)
Clubes de juventude
1986–1987 União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Torpedo Taganrog
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1986
1988–1989
1990
1991
1992–1994
1994–2002
1998
2002–2003
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Torpedo Taganrog
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas SKA Rostov-on-Don
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas Dnipro
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas/Flag of Russia (1991–1993).svg Rotor Volgogrado
Rússia Spartak Moscou
Espanha Sporting Gijón
Japão Yokohama Flügels (emp.)
Espanha Eibar
7 (0)
64 (1)
6 (1)
38 (2)
99 (26)
209 (41)
23 (15)
19 (1)
Seleção nacional
1992
1992–1994
CIS.svg CEI
Flag of Russia.svg Rússia
7 (1)
9 (0)
Times/Equipas que treinou
2008
2008
2008–2009
2010
2011–2013
2013
2013–2018
2018
2018
2018
Rússia Spartak Moscou (categorias de base)
Rússia Spartak Moscou (interino)
Rússia Spartak Moscou (auxiliar-técnico)
Rússia Shinnik Yaroslavl
Rússia Spartak Moscou (auxiliar-técnico)
Rússia Rotor Volgogrado
Rússia Terek/Akhmat Grozny (auxiliar-técnico)
Rússia Akhmat Grozny (interino)
Rússia Akhmat Grozny
Rússia Baltika Kaliningrado









Carreira de jogadorEditar

Em 17 anos de carreira profissional, Ledyakhov atuou em 8 clubes; estreou em 1986, no Torpedo Taganrog, jogando ainda por SKA Rostov-on-Don, Dnipro e Rotor Volgogrado antes de ser contratado pelo tradicional Spartak Moscou em 1994. Nos Krasno-Belye, foram 99 jogos e 26 gols, desempenho que chamou a atenção do Sporting Gijón, que o contratou em 1996. Ficou até 2002 no clube asturiano, com um empréstimo ao Yokohama Flügels (Japão) em 1998 - foram, no total, 209 partidas e 41 gols.

Ledyakhov deixou os gramados em 2003, após uma temporada pelo Eibar.

Seleções da CEI e da RússiaEditar

Não tendo vestido a camisa da União Soviética, Ledyakhov jogou sua primeira competição internacional pela Seleção da CEI, criada especialmente para disputar a Eurocopa de 1992, uma vez que a URSS havia se classificado. O volante, que atuou 7 vezes pelo selecionado, não entrou em campo em nenhum jogo da equipe, eliminada na primeira fase.

Após o torneio, a Seleção da CEI teve os resultados herdados pela Seleção Russa, e Ledyakhov ficou novamente como reserva na equipe de Pavel Sadyrin. Entretanto, ao contrário da Eurocopa de 1992, atuou na partida contra Camarões,[1] que terminou em 6 a 1 para os russos; apesar da goleada (Oleg Salenko balançou as redes 5 vezes e Dmitriy Radchenko fez o sexto gol), a Rússia não conseguiu a classificação para as oitavas de final, ficando apenas um ponto atrás da Itália. Ele, que não voltaria a ser convocado desde então, atuou em 9 partidas pela Rússia, não tendo feito nenhum gol.

Carreira de técnicoEditar

Após 3 anos afastado do futebol, Ledyakhov trabalhou como diretor-esportivo no Rostov. No ano seguinte, voltou ao Spartak Moscou para treinar as categorias de base do clube. No mesmo ano, foi técnico interino do Spartak por um mês, depois da saída de Michael Laudrup. Com a escolha de Valeriy Karpin como novo treinador principal, exerceu o cargo de auxiliar-técnico até 2009. Seu primeiro trabalho efetivo como técnico foi no Shinnik Yaroslavl, em 2010, voltando novamente ao Spartak em 2011, novamente como auxiliar.

Deixou o clube moscovita em 2013 para assumir o Rotor Volgogrado em julho do mesmo ano, em passagem que durou apenas 3 meses, quando deixou a equipe em decorrência dos resultados inexpressivos.

Entre 2013 e 2018, foi auxiliar-técnico do Terek Grozny (posteriormente renomeado Akhmat Grozny), exercendo interinamente a função de treinador entre abril e maio de 2018,[2] quando foi efetivado.[3] Porém, o ex-jogador deixou o cargo em setembro, voltando à ativa no Baltika Kaliningrado,[4] da segunda divisão russa, em passagem que durou apenas 3 meses.

LinksEditar

Referências