Abrir menu principal

Isabel, Duquesa da Baviera-Landshut

Isabel da Baviera
Duquesa da Baviera-Landshut
Armoiries Bavière.svg
Reinado 1503–1504
Consorte Ruperto do Palatinado
Dinastia Wittelsbach
Nascimento 1478
Morte 15 de setembro de 1504 (26 anos)
  Landshut, Baviera
Pai Jorge da Baviera
Mãe Edviges Jagelão

Isabel da Baviera (em alemão: Elisabeth von Bayern), (1478Landshut, 15 de setembro de 1504), foi um membro da dinastia dos Wittelsbach, princesa da Baviera-Landshut por nascimento e princesa do Palatinado por casamento.

BiografiaEditar

Isabel era a filha de Jorge, Duque da Baviera-Landshut e de sua mulher Edviges Jagelão. Após a morte de seu irmão Luís, em 1496, o Ducado da Baviera-Landshut ficou sem herdeiro masculino. Os tratados da Casa de Wittelsbach de 1392 e de 1450 previam que o território da Baviera-Landshut deveria ser dividido entre os restantes ducados bávaros, caso a linha sucessória masculina se extinguisse. O duque Jorge da Baviera-Landshut, ignorando estes tratados, deixou o seu território à sua filha nos seus últimos desejos incluídos no seu testamento, datado de 19 de setembro de 1496.

Casamento e descendênciaEditar

Em 1499 Isabel casou com Ruperto do Palatinado. Deste casamento nasceram:

  • Ruperto (Ruprecht) e Jorge (Georg), [gémeos], (1500 - ambos mortos em 1504);
  • Otão Henrique (Otto Heinrich ou Ottheinrich) (1502-1559), Duque do Palatinado-Neuburgo, Eleitor Palatino.
  • Filipe (Philip) (1503-1548), duque do Palatinado-Neuburgo;

Guerra de SucessãoEditar

 Ver artigo principal: Guerra da Sucessão de Landshut

Em 1503 Jorge nomeou Rupert como governador da Baixa Baviera. Jorge morreu em 1 de dezembro de 1503 e Isabel dissolveu o conselho de regência do Estado. A sua decisão contribuiu para o início da Guerra da Sucessão de Landshut.

O seu opositor foi Alberto IV, duque da Baviera-Munique que era o o parente masculino que deveria ter herdado a Baviera-Landshut se os tratados de sucessão tivessem sido respeitados. Alberto tinha importante aliados aos quais se viriam a juntar o seu cunhado, o imperador Maximiliano I. O marido de Isabel morreu de disenteria em 20 de agosto de 1504. Isabel continuou a guerra, e as suas tropas mantiveram o controlo de Landshut, Dingolfing e Moosburg an der Isar. No entanto ela foi declarada uma fora da lei. Os seus aliados boêmios sofreram uma derrota decisiva em Wenzenbach a 12 de setembro de 1504.

Três dias depois, também ela morreu de disenteria. Está sepultada no mosteiro Cistercience de Seligenthal, em Landshut.


Precedida por:
Jorge, o Rico
 
Duquesa da Baviera-Landshut

15031504
Sucedida por:
Alberto IV

ReferênciasEditar

BibliografiaEditar

  • (em alemão) Orlop, Nikolaus - Alle Herrscher Bayerns, segunda edição, LangenMüller in der F. A. Herbig Verlagsbuchhandlung GmbH, Munique, 2006, ISBN 3-7844-3075-9, p. 346–349
  • (em alemão) Orlop, Nikolaus - Von Garibald bis Ludwig III. - Verlag Heinrich Hugeldubel, Munique, 1979. ISBN 3-88034-032-3

Ligações ExternasEditar