Abrir menu principal

Isabel Sofia de Brandemburgo (1674–1748)

Isabel Sofia de Brandemburgo
Isabel, por Gedeon Romandon
Duquesa da Curlândia
Reinado 29 de abril de 1691
a 22 de janeiro de 1698
Antecessor(a) Sofia Amália de Nassau-Siegen
Sucessor(a) Ana da Rússia
Marquesa de Brandemburgo-Bayreuth
Reinado 30 de março de 1703
a 20 de maio de 1712
Predecessor Sofia Luísa de Württemberg-Winnental
Sucessor Sofia de Saxe-Weissenfels
Duquesa de Saxe-Meiningen
Predecessor Doroteia Maria de Saxe-Gota-Altemburgo
Sucessor Carlota Amália de Hesse-Philippsthal
 
Esposo Frederico Casimiro Kettler
Cristiano Ernesto de Brandemburgo-Bayreuth
Ernesto Luís I, Duque de Saxe-Meiningen
Descendência Frederico Guilherme, Duque da Curlândia
Casa Kettler
Hohenzollern
Saxe-Meiningen
Nascimento 5 de abril de 1674
  Cölln, Alemanha
Morte 22 de novembro de 1748 (74 anos)
  Römhild, Alemanha
Pai Frederico Guilherme, Eleitor de Brandemburgo
Mãe Sofia Doroteia de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg
Religião Luteranismo

Isabel Sofia de Brandemburgo (em alemão: Elisabeth Sophie ; Cölln, 5 de abril de 1674Römhild, 22 de novembro de 1748), foi uma duquesa-consorte da Curlândia, marquesa-consorte de Brandemburgo-Bayreuth e duquesa-consorte de Saxe-Meiningen. Foi casada com o duque Frederico Casimiro Kettler da Curlândia, com o marquês Cristiano Ernesto de Brandemburgo-Bayreuth, e com o duque Ernesto Luís I, Duque de Saxe-Meiningen. Foi regente da Curlândia enquanto o seu filho foi menor de idade entre 1698 e 1701.

Índice

BiografiaEditar

Isabel Sofia era filha de Frederico Guilherme, Eleitor de Brandemburgo e da princesa Sofia Doroteia de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg. A 29 de abril de 1691, casou-se com o seu primo, o duque Frederico Casimiro Kettler da Curlândia. O casamento foi arranjado para cimentar a aliança entre as duas famílias. Em 1703, o seu irmão, o príncipe Alberto Frederico, casou-se com a filha do seu primeiro marido, a princesa Maria Doroteia. Quando o seu marido morreu em 1698, Isabel Sofia tornou-se regente e guardiã juntamente com o seu antigo cunhado, o príncipe Fernando. Em janeiro de 1701, Isabel Sofia deixou a Curlândia, o seu filho e a enteada e passou a viver na corte do seu irmão em Berlim. Mais tarde, passou a receber um rendimento da imperatriz Ana da Rússia.

A 30 de março de 1703, casou-se com o marquês Cristiano Ernesto de Brandemburgo-Bayreuth em Potsdam. Diz-se que o dominou por completo e que era ela quem orientava a sua política a favor do Reino da Prússia. O marido ofereceu-lhe o palácio Markgräfliches Schloss Erlangen, que recebeu o nome em sua honra. Era descrita como uma pessoa orgulhosa que adorava pompa e cerimónia. As suas despesas tiveram um efeito negativo nas finanças do seu estado.

 
Isabel
Por Christoph Weigel, o Velho, em c. 1710

Dois anos após a morte do seu segundo marido, Isabel casou-se uma terceira vez, a 3 de Junho de 1714, no Schloss Ehrenburg com o duque Ernesto Luís I, Duque de Saxe-Meiningen.

DescendênciaEditar

GenealogiaEditar

Referências

  1. The Peerage, consultado a 1 de Julho de 2015