Sofia Amália de Nassau-Siegen

Sofia Amália de Nassau-Siegen (Terborg, 10 de janeiro de 1650Mitau, 25 de dezembro de 1688)[1][2] foi duquesa consorte da Curlândia e Semigália pelo seu casamento com Frederico Casimiro Kettler.

Sofia Amália
Princesa Hereditária da Curlândia
Duquesa da Curlândia e Semigália
Reinado 1 de janeiro de 168225 de dezembro de 1688
Antecessor(a) Luísa Carlota de Brandemburgo
Sucessor(a) Isabel Sofia de Brandemburgo
 
Cônjuge Frederico Casimiro Kettler
Descendência Frederico, Príncipe hereditário da Curlândia
Maria Doroteia, Marquesa de Brandemburgo-Schwedt
Leonor Carlota, Duquesa de Brunsvique-Luneburgo
Amália Luísa, Princesa de Nassau-Siegen
Cristina Sofia
Casa Nassau
Kettler (por casamento)
Nascimento 10 de janeiro de 1650
  Castelo Wisch, Terborg, Guéldria (no atual Países Baixos)
Morte 25 de dezembro de 1688 (38 anos)
  Mitau, Ducado da Curlândia e Semigália (na atual Letônia)
Enterro Palácio de Jelgava, Letônia
Pai Henrique II de Nassau-Siegen
Mãe Isabel de Limburgo-Stirum

FamíliaEditar

Sofia Amália foi a segunda filha e terceira criança nascida do conde Henrique II de Nassau-Siegen e de Isabel de Limburgo-Stirum, também chamada de Maria Madalena. Os seus avós paternos eram João VII, Conde de Nassau-Siegen e Margarida de Schleswig-Holstein-Sonderburg, sua segunda esposa. Os seus avós maternos eram o conde Jorge Ernesto de Limburgo-Stirum e Madalena de Bentheim.

Ela teve três irmãos: Ernestina, o conde Guilherme Maurício, marido de Ernestina Carlota de Nassau-Schaumburgo, e Frederico.

BiografiaEditar

Sofia Amália e Frederico Casimiro, então príncipe hereditário da Curlândia, ambos aos vinte e cinco anos, casaram-se no dia 25 de outubro de 1675, na cidade de Haia, no atual Países Baixos. Ele era filho de Jacob Kettler e de Luísa Carlota de Brandemburgo.

Alguns anos depois, ela tornou-se duquesa com a ascensão do marido, em 1 de janeiro de 1682. O casal teve cinco filhos, quatro meninas e um menino.

A duquesa faleceu no dia 25 de dezembro de 1688, aos 38 anos de idade, e foi sepultada no Palácio de Jelgava, na atual Letônia.[3]

DescendênciaEditar

  • Frederico Kettler (3 de abril de 1682 – 11 de fevereiro de 1683), príncipe hereditário da Curlândia;
  • Maria Doroteia Kettler (2 de agosto de 1684 – 17 de janeiro de 1743), foi esposa do marquês Alberto Frederico de Brandemburgo-Schwedt, com quem teve sete filhos;
  • Leonor Carlota Kettler (11 de junho de 1686 – 28 de julho de 1748), foi esposa do duque Ernesto Fernando de Brunsvique-Luneburgo, com quem teve treze filhos;
  • Amália Luísa Kettler (23 de julho de 1687 – 18 de janeiro de 1750), foi esposa do príncipe Frederico Guilherme I Adolfo de Nassau-Siegen, com quem teve oito filhos;
  • Cristina Sofia Kettler (15 de novembro de 1688 – 22 de abril de 1694).
 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Sofia Amália de Nassau-Siegen

Referências

  1. «The Peerage». thepeerage.com 
  2. «Geneanet». gw.geneanet.org 
  3. «Find a Grave». findagrave.com