Abrir menu principal

Itapuí

município do estado de São Paulo, no Brasil
Disambig grey.svg Nota: ""itapuí"" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Itapuí (desambiguação).
Itapuí
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Itapuí
Bandeira
Brasão de armas de Itapuí
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Cidade Mar Azul"
"Bica de Pedra"
Gentílico itapuiense
Localização
Localização de Itapuí em São Paulo
Localização de Itapuí em São Paulo
Itapuí está localizado em: Brasil
Itapuí
Localização de Itapuí no Brasil
Mapa de Itapuí
Coordenadas 22° 13' 58" S 48° 43' 08" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Municípios limítrofes Bariri, Boracéia, Jaú, Pederneiras, Bocaina
Distância até a capital 320 km
História
Fundação 1913
Emancipação 11 de setembro de 1913 (106 anos)
Aniversário 11 de setembro
Administração
Prefeito(a) Antônio Alvaro de Souza (PTB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 140,023 km²
População total (Censo IBGE/2016[2]) 14 875 hab.
Densidade 106,23 hab./km²
Clima Tropical de altitude (Cwa)
Altitude 456 m
Fuso horário -3 (UTC−3)
CEP 17230-000
Indicadores
IDH (PNUD/2010 [3]) 0,774 alto
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 439 636 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 33 361,37
Outras informações
Padroeiro(a) Santo Antônio de Pádua
http://www.itapui.sp.gov.br/ (Prefeitura)
http://www.camaramunicipalitapui.sp.gov.br/ (Câmara)

Itapuí é um município do estado de São Paulo, no Brasil. Localiza-se a uma latitude 22º13'58" sul e a uma longitude 48º43'08" oeste, estando a uma altitude de 456 metros.

Sua população é de 14.875 habitantes, segundo estimativa populacional calculada pelo IBGE para 1 de julho de 2016[5].

Possui uma área de 140,023 km.

É conhecida como a "Capital nacional do Frango", além de abrigar um importante pólo movelista.[6].

Etimologia e apelidosEditar

"Itapuí" é um termo tupi que significa "água do barulho da pedra", através da junção dos termos itá ("pedra"), pu ("barulho") e 'y ("água"). Pode significar "pedra fina", de itá (pedra) e puí (fina)[7].

A cidade também é conhecida pelo cognome "Cidade Mar Azul", por ser banhada pelo Rio Tietê, e também por "Bica de Pedra", seu antigo nome.

HistóriaEditar

Por volta de 1889, nas terras da fazenda Ribeirão do Saltinho, pertencente a Antônio Joaquim da Fonseca, seu filho José Antônio da Silva Fonseca doou uma área do patrimônio, onde construiu uma pequena capela, sob a invocação de Santo Antônio.

Ao redor da capela fixaram-se outros moradores, formando o povoado de Bica de Pedra. Cinco anos depois foi instalado um Distrito de Paz. Desmembrou-se de Jaú, ao qual pertencia, em 1913, quando foi elevado a Município.

A denominação de Bica de Pedra, dada à fazenda (que assim passou a chamar-se) e, por extensão, ao povoado, originou-se em razão de correr próximo a localidade um pequeno curso de água, nascente de uma bica, numa formação de pequenas pedras.[5]

DemografiaEditar

Em 2016, a população foi estimada pelo IBGE em 14.475 habitantes[8].

Censo IBGE 2010[9]:

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal - 2010 (IDHM 2010) 0,725  
PIB per capita a preços correntes - 2014 33.361,37 reais
População residente 12.173 pessoas
População residente - Homens 6.150 pessoas
População residente - Mulheres 6.023 pessoas
População residente alfabetizada 10.570 pessoas
População residente que frequentava creche ou escola 3.115 pessoas

ComunicaçõesEditar

A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973[10], quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP), que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica[11], sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[12] para suas operações de telefonia fixa.

Referências

  1. IBGE (29 de março de 2017). «Cidades IBGE». Consultado em 29 de março de 2017 
  2. «Estimativa Populacional 2016». Estimativa Populacional 2016. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de março de 2017. Consultado em 29 de março de 2017 
  3. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 29 de março de 2017 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  5. a b «Cidades | IBGE». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 29 de março de 2017 
  6. http://spcidades.com.br/cidade.asp?codigo=16
  7. «VOCABULÁRIO TUPI-PORTUGUÊS DO CURSO ELEMENTAR DE TUPI ANTIGO | CURSOS DE TUPI ANTIGO E LÍNGUA GERAL (NHEENGATU)». tupi.fflch.usp.br. Consultado em 29 de março de 2017 
  8. «IBGE | Cidades | São Paulo | Itapuí». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 29 de março de 2017 
  9. «IBGE | Cidades | São Paulo | Itapuí | Síntese das Informações». cidades.ibge.gov.br. Consultado em 29 de março de 2017 
  10. «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  11. «Nossa História». Telefônica / VIVO 
  12. GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 

Ligações externasEditar