Abrir menu principal
Jeff Krosnoff
Informações pessoais
Nome completo Jeffrey John Krosnoff
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Nascimento 24 de setembro de 1964
Morte 14 de julho de 1996 (31 anos)
Registros na Champ Car
Temporadas 1996
Equipes 1 (Arciero-Wells)
Corridas 11
Títulos 0 (35º em 1996)
Vitórias 0
Pódios 0
Pontos 0
Pole positions 0
Primeira corrida Estados Unidos GP de Miami, 1996
Última corrida Canadá GP de Toronto, 1996
Registros nas 24 Horas de Le Mans
Edições 1991, 1994-1995
Equipes 2 (TWR Suntec Jaguar, SAR Company Ltd.)
Vitórias em classe(s) 1 (classe LMP1/C90, 1994)

Jeffrey John Krosnoff (Tulsa, 24 de setembro de 1964 - Toronto, 14 de julho de 1996), mais conhecido por Jeff Krosnoff, foi um piloto automobilístico norte-americano.

Índice

CarreiraEditar

Formado em negócios na Universidade da Califórnia em Los Angeles (UCLA), Krosnoff mantinha o sonho de pilotar carros de automobilismo enquanto frequentava a universidade. Em 1989, disputou a primeira de suas 7 temporadas na Fórmula 3000 japonesa, competindo paralelamente em 3 edições das 24 Horas de Le Mans (1991, 1994 - venceu na classe LMP1/C90 e terminou em segundo na classificação geral - e 1995).

Passagem pela CART e morteEditar

Após sete anos correndo no Japão, Krosnoff voltou aos EUA para disputar a CART (futura Champ Car), recém-separada com a Indy Racing League de Tony George. Assinou com a Arciero-Wells para guiar o único carro do time. Em 11 corridas, não pontuou em nenhuma e sua melhor classificação foi um 15º lugar no GP de Detroit.

Em Toronto, Krosnoff largou em vigésimo-lugar e seguia nas últimas posições quando, faltando 3 voltas para o final da corrida, uma disputa de ultrapassagem envolveu o piloto da Arciero-Wells, o sueco Stefan Johansson e o brasileiro André Ribeiro (que largou na pole-position) quando o piloto da Bettenhausen tentava ultrapassar Gil de Ferran, enroscou-se com o Reynard-Toyota #25 de Krosnoff, que decolou e acertou violentamente um poste e uma árvore,[1] além do fiscal de pista Gary Avrin, que morreu na hora.[1] Emerson Fittipaldi e Michael Andretti também se envolveram no acidente, mas não sofreram danos consideráveis. Ricocheteado para a pista, o carro de Jeff parou completamente destruído e com o piloto inerte no cockpit. A violência da batida fez com que a traseira do Reynard-Toyota continuasse a se mover. Os comissários acenaram a bandeira vermelha com a bandeira quadriculada e encerraram a prova, tendo o mexicano Adrián Fernández como vencedor.

Levado ao Hospital Ocidental de Toronto, Krosnoff foi declarado morto pelo médico da categoria, Steve Olvey,[2] alegando que o piloto havia morrido na hora da batida, causando traumatismo craniano.

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b «2 deaths Mar Molson-Indy». Pittsburgh Post-Gazette. 15 de julho de 1996. pp. C–5. Consultado em 2 de agosto de 2013 
  2. «Jeff Krosnoff and Gary Arvin Die in Car Wreck at Molson Indy Toronto». theautochannel.com. Consultado em 23 de janeiro de 2014 
  Este artigo sobre Automobilismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.