Abrir menu principal

Molson Indy Toronto de 1996

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2015). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Molson Indy Toronto de 1996
GP de Toronto de 1996
Toronto, Ontario street circuit track map.svg
Mapa do circuito.
Detalhes da corrida
Categoria CART
Data 14 de julho de 1996
Nome oficial Molson Indy Toronto de 1996
Local Exhibition Place,
Toronto,  Ontário
Pole
Piloto
Brasil André Ribeiro Tasman Motorsports
Volta mais rápida
Piloto
Itália Alessandro Zanardi Chip Ganassi Racing
Pódio
Primeiro
México Adrián Fernández Patrick Racing
Segundo
Itália Alessandro Zanardi Chip Ganassi Racing
Terceiro
Estados Unidos Bobby Rahal Team Rahal
Cronologia
Temporada da CART de 1996
Cleveland 1996
Michigan 1996
Molson Indy Toronto de 1996
Toronto 1995
Toronto 1997

A Molson Indy Toronto de 1996 foi a décima etapa da temporada de 1996 da CART.

Teve como vencedor o mexicano Adrián Fernández, da Tasman Motorsports. A corrida foi marcada pelo acidente fatal de Jeff Krosnoff, da Arciero-Wells Racing, que decolou após uma disputa de ultrapassagem entre o norte-americano e o sueco Stefan Johansson, da Bettenhausen Motorsports.

ResultadosEditar

Pos. No. Piloto Patrocínio Pneu Chassis Motor Equipe
1 31   André Ribeiro LCI International Firestone Lola Honda Tasman Motorsports
2 4   Alex Zanardi Target Firestone Reynard Honda Chip Ganassi Racing
3 32   Adrián Fernández Tecate Firestone Lola Honda Tasman Motorsports
4 20   Scott Pruett Firestone Firestone Lola Cosworth Patrick Racing
5 99   Greg Moore Player's Firestone Reynard Cosworth Forsythe-Green
6 49   Parker Johnstone Motorola Firestone Reynard Honda Comptech Racing
7 2   Al Unser, Jr. Marlboro Goodyear Penske Mercedes-Benz Marlboro Team Penske
8 18   Bobby Rahal Miller Genuine Draft Goodyear Reynard Mercedes-Benz Team Rahal
9 8   Gil de Ferran Pennzoil Goodyear Reynard Honda Jim Hall Racing
10 6   Michael Andretti Kmart/Havoline Goodyear Lola Cosworth Newman/Haas Racing
11 12   Jimmy Vasser Target Firestone Reynard Honda Chip Ganassi Racing
12 28   Bryan Herta Shell Goodyear Reynard Mercedes-Benz Team Rahal
13 3   Paul Tracy Marlboro Goodyear Penske Mercedes-Benz Marlboro Team Penske
14 11   Christian Fittipaldi Kmart/Budweiser Goodyear Lola Cosworth Newman/Haas Racing
15 9   Emerson Fittipaldi Marlboro Goodyear Penske Mercedes-Benz Hogan/Penske Racing
16 21   Mark Blundell VISA Goodyear Reynard Cosworth PacWest Racing
17 17   Maurício Gugelmin Hollywood Goodyear Reynard Cosworth PacWest Racing
18 5   Robby Gordon Valvoline/Cummins Goodyear Reynard Cosworth Walker Racing
19 1   Raul Boesel Brahma Firestone Reynard Honda Brahma Sports Team/Team Green
20 25   Jeff Krosnoff MCI Firestone Reynard Toyota Arciero-Wells Racing
21 16   Stefan Johansson Alumax Goodyear Reynard Mercedes-Benz Bettenhausen Racing
22 34   Roberto Moreno MiJack Goodyear Lola Cosworth Payton/Coyne Racing
23 15   Scott Goodyear Valvoline/Cummins Goodyear Reynard Cosworth Walker Racing
24 10   Eddie Lawson Delco Electronics Goodyear Lola Mercedes-Benz Galles Racing
25 98   P. J. Jones Castrol Goodyear Eagle Toyota All American Racers
26 44   Richie Hearn Food 4 Less Goodyear Lola Cosworth Della Penna Motorsports
27 36   Juan Manuel Fangio II Castrol Goodyear Eagle Toyota All American Racers
28 19   Hiro Matsushita Panasonic Firestone Lola Cosworth Payton/Coyne Racing

O acidente fatalEditar

Na volta 92 do GP, André Ribeiro (que largou na pole), Stefan Johansson e Jeff Krosnoff disputavam posição quando o Reynard-Mercedes #16 do piloto sueco, numa tentativa de impedir a ultrapassagem do novato, enroscou-se conta o Reynard-Toyota #25 de Krosnoff, que decolou e acertou violentamente um poste e uma árvore.[1] Pedaços do carro de Jeff ficaram espalhados pela pista, chegando a atingir Johansson, que não sofreu maiores consequências. André Ribeiro, Emerson Fittipaldi e Michael Andretti também se envolveram, novamente sem consequências graves para a dupla. Krosnoff, que disputava sua décima-primeira corrida na CART, foi socorrido e levado ao Hospital Ocidental de Toronto, mas não resistiu e faleceu, aos 31 anos de idade. O médico da categoria, Steve Olvey,[2] foi o responsável por confirmar a morte, alegando que o novato havia morrido na hora, devido a um traumatismo craniano.

Além de Krosnoff, Gary Avrin, o fiscal de pista que foi atingido por um pneu do Reynard-Toyota, foi a outra vítima fatal do acidente, o segundo envolvendo pilotos americanos na CART/IRL no ano - durante o Carb Day nas 500 Milhas de Indianápolis, o pole-position Scott Brayton morreu após seu carro bater no muro, sofrendo um traumatismo craniano que seria fatal.

Referências

  1. «2 deaths Mar Molson-Indy». Pittsburgh Post-Gazette. 15 de julho de 1996. pp. C–5. Consultado em 2 de agosto de 2013 
  2. «Jeff Krosnoff and Gary Arvin Die in Car Wreck at Molson Indy Toronto». theautochannel.com. Consultado em 23 de janeiro de 2014