Jess Wade

física britânica, wikimediana e defensora da inclusão de gênero na ciência

Jessica Alice Feinmann Wade BEM (Londres, 1988) é uma pesquisadora de física britânica no laboratório de Blackett Laboratory no Imperial College London, em Londres, Reino Unido. Sua pesquisa está baseada em diodos emissores de luz (também conhecido como LEDs) baseados em polímero.[1] Wade contribui para o estímulo de mais mulheres nas áreas de exatas, principalmente a Física. Já representou o Reino Unido em campanhas como Hidden no More[2] e participou do conselho da WISE Campaign que também promove a diversidade de gênero na área de exatas.

Jess Wade
BEM
Jess Wade em 2017
Nascimento Jessica Alice Feinmann Wade
1988 (34 anos)
Londres, Reino Unido
Nacionalidade britânica
Alma mater Imperial College London (MSci, PhD)
Ocupação Física
Prêmios Daphne Jackson Medal and Prize (2018)
Wikimedista do Ano - Menção honrosa (2018)
Robin Perrin Award (2017)
Jocelyn Bell Burnell Medal and Prize (2016)
British Empire Medal (2019)
Julia Higgins Medal (2017)
Change Agent Abie Award (2020)
Nature's 10 (2018)
Página oficial
imperial.ac.uk/people/jessica.wade

Jessica Wade ficou famosa após várias publicações, como o The Guardian e a CNN, noticiarem que Wade já havia criado, em apenas um ano, 270 artigos na Wikipédia sobre mulheres notáveis envolvidas com a ciência.[3][4][5][6]

EducaçãoEditar

Wade estudou na South Hampstead High School, formando-se em 2007.[7] Ela então passou por um programa de fundação em Arte e Design no Chelsea College of Art and Design da Universidade das Artes de Londres,[8] e em 2017 completou um Master of Science (MSci) em Física no Imperial College London. Ela continuou no Imperial, completando seu PhD em Física em 2016.[9][10] Sua tese foi sobre nanometrologia em semicondutores orgânicos e foi supervisionada por Ji-Seon Kim.[9]

Pesquisa e carreiraEditar

Viés de gênero na WikipediaEditar

Uma controvérsia em relação às alegações de que está sendo dada a mulheres que fazem contribuições para a ciência uma cobertura insuficiente na Wikipédia em inglês tornou-se amplamente notada quando o Washington Post de 12 de abril de 2019 publicou um artigo intitulado The Black Hole Photo Is Just One Example of Championing Women in Science,[11] em coautoria com Zaringhalam e Wade. Em parte, o artigo lamentou que as discussões anteriores entre os editores voluntários da Wikipedia resultassem nas entradas biográficas originalmente criadas por Wade para a não inclusão de algumas cientistas no site,[12][13] um entre centenas de artigos sobre mulheres cientistas com os quais Wade havia contribuído até então, com talvez aproximadamente um por cento dessas submissões recusada.[14]

Com relação a um desses artigos, Wade tinha ouvido falar da química nuclear Clarice Phelps de Kit Chapman, que estava conduzindo pesquisas para seu livro Superheavy: Making and Breaking the Periodic Table (2019) com a intenção de "tornar a ciência mais acessível. Espero que, olhando para trás e vendo esse elenco e um pouco da diversidade que se reflete no passado, possamos obter mais diversidade no futuro."[15] Wade criou uma curta biografia de Phelps na Wikipédia em setembro de 2018.[16] A eliminação desse artigo em 11 de fevereiro de 2019[12] levou a uma prolongada discussão editorial e, abordando um tipo de disputa desencorajada entre os administradores voluntários do site,[17] levando a sua restauração e re-eliminação.[18] Chemistry World disse:[19]

No caso de Phelps, seu nome não apareceu nos artigos que anunciavam a descoberta de tennessine. Ela não foi notada pela grande mídia. A maioria das menções de seu trabalho estão no site de seu empregador – uma fonte que não é classificada como independente pelos padrões da Wikipédia e, portanto, não é admissível quando se trata de estabelecer notabilidade. O consenso da comunidade [Wikipédia] era que sua biografia tinha que desaparecer.

Wade disse ao Chemistry World que ela acredita que tais omissões de pesquisadores científicos da cobertura na Wikipédia são lamentáveis, afirmando sua impressão de que aceitam entradas até para as figuras mais obscuras da mídia popular.[19] Em janeiro de 2020, houve um consenso para restaurar o artigo, já que então novas fontes estavam disponíveis.[20]

PublicaçõesEditar

As publicações de Wade[21][22] incluem:

 
O Scholia tem um perfil para Jess Wade.

PremiaçõesEditar

Em 2017, por suas contribuições à ciência, a população da ciência e a diversidade e inclusão de gênero na ciência, Wade recebeu a medalha Julia Higgins do Imperial College London.[23] Também recebeu a medalha Robert Perrin Award de Ciência dos materiais em 2016[24] e o Early Career Physics Communicator Prize em 2015[25], do Institute of Materials, Minerals and Mining no Reino Unido, o prêmio Contribution to College Life em 2015 pela Imperial College Union[26] e também foi ganhadora do projeto online Colour Zone I'm a Scientist, Get Me Out of Here, um projeto de promoção da ciência em 2015.[27]

Em 2018, além de ganhar o prêmio e medalha Daphne Jackson por promover a ciência, Wade também ganhou uma menção honrosa como Wikimedista do Ano pelo cofundador da Wikipédia Jimmy Wales por suas "contribuições ao longo do ano para escrever sobre cientistas e engenheiros mal representados na Wikipédia".[28]

Referências

  1. «Dr Jessica Wade: Faculty of Natural Sciences, Department of Physics». imperial.ac.uk (em inglês). Consultado em 4 de Agosto de 2018. Cópia arquivada em 18 de maio de 2018 
  2. «Fox's 'Hidden Figures' inspires historic State Department program to support women in STEM around the world» (em inglês). 2 de Novembro de 2017. Consultado em 4 de Agosto de 2018. Cópia arquivada em 11 de janeiro de 2019 
  3. Simões, Daniela (25 de Julho de 2018). «Pesquisadora escreve 270 artigos sobre mulheres cientistas na Wikipédia». ÉPOCA Negócios. Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  4. Durães, Mariana (30 de Julho de 2018). «Há mais mulheres cientistas na Wikipedia e a culpa é de Jessica Wade». Publico.pt. Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  5. Devlin, Hannah (24 de Julho de 2018). «Academic writes 270 Wikipedia pages in a year to get female scientists noticed» (em inglês). The Guardian. Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  6. Zdanowicz, Christina (27 de Julho de 2018). «A physicist is writing one Wikipedia entry a day to recognize women in science». CNN (em inglês). Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  7. Anon (2018). «SHHS Motivational Monday: Scientist Dr Jess Wade | News | South Hampstead High School». shhs.gdst.net. Consultado em 22 de fevereiro de 2018 
  8. Anon (30 de outubro de 2017). «A Day in the Life of a Physicist at Imperial College, London». independentschoolparent.com. Consultado em 17 de julho de 2018 
  9. a b Wade, Jessica Alice Feinmann (2016). Nanometrology for controlling and probing organic semiconductors and devices. imperial.ac.uk (Tese de PhD). hdl:10044/1/56219. uk.bl.ethos.733084 
  10. Anon (2016). «Early career researcher wins the Jocelyn Bell Burnell Medal and Prize». iop.org (em inglês). Institute of Physics. Consultado em 31 de janeiro de 2018 
  11. Zaringhalam, Maryam; Wade, Jess (12 de abril de 2019). «Opinion: It matters who we champion in science» [Opinião: É importante quem defendemos na ciência]. The Washington Post (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2021. Cópia arquivada em 13 de abril de 2019 
  12. a b Jarvis, Claire (25 de abril de 2019). «Opinion: What a Deleted Profile Tells Us About Wikipedia's Diversity Problem» [Opinião: O que um perfil excluído nos diz sobre o problema de diversidade da Wikipédia]. Undark (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2021 
  13. Southworth, Phoebe (7 de dezembro de 2019). «Physicist accuses Wikipedia editors of sexism after female scientists she wrote profiles for tagged 'not notable enough'» [Física acusa editores da Wikipedia de sexismo depois que artigos sobre mulheres cientistas foram marcados como "não suficientemente notáveis"] . The Daily Telegraph (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2021 
  14. Curtis, Cara (19 de março de 2019). «This physicist has written over 500 biographies of women scientists on Wikipedia» [Esta física escreveu mais de 500 biografias de mulheres cientistas na Wikipedia]. TNW (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2021 
  15. Lemonick, Sam (9 de junho de 2019). «Kit Chapman tells stories of the superheavy elements» [Kit Chapman conta histórias sobre os elementos superpesados]. C&en (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2021 
  16. Jarvis, Claire (25 de abril de 2019). «A deleted Wikipedia page speaks volumes about its biggest problem» [Uma página excluída da Wikipédia fala muito sobre seu maior problema]. FastCompany (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2021 
  17. Jemielniak, Dariusz. Common Knowledge?: An Ethnography of Wikipedia [Conhecimento Comum ?: Uma Etnografia da Wikipedia] (em inglês). [S.l.]: Stanford University Press. pp. 208, 222. ISBN 978-0804789448. Guerra de edições - duas ou mais partes continuamente fazendo suas alterações preferidas em uma página [...]." "Guerra de privilégios - uma disputa entre administradores da Wikipedia que usam os privilégios dos administradores [...] da Wikipedia como armas em uma guerra de edição. 
  18. Sadeque, Samira (29 de abril de 2019). «Wikipedia just won't let this Black female scientist's page stay» [A Wikipédia simplesmente não vai deixar a página desta cientista negra ficar]. Daily dot (em inglês). Consultado em 29 de dezembro de 2021 
  19. a b Krämer, Katrina (3 de julho de 2019). «Female scientists' pages keep disappearing from Wikipedia – what's going on?» [As páginas de mulheres cientistas continuam desaparecendo da Wikipédia - o que está acontecendo?]. Chemistry World (em inglês). Royal Society of Chemistry. Consultado em 29 de dezembro de 2021 
  20. "Wikipedia:Deletion review/Log/2020 January Wikipedia". – en.wikibedia.ru.
  21. Jess Wade, publicações indexadas pelo Google Scholar
  22. Jess Wade publications from Europe PubMed Central
  23. «Julia Higgins Medal and Awards» (em inglês). Imperial College London. Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  24. «Early career researcher wins the Jocelyn Bell Burnell Medal and Prize» (em inglês). Institute of Materials, Minerals and Mining. 10 de Novembro de 2016. Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  25. «PhD student wins Early Career Physics Communicator Award» (em inglês). Institute of Materials, Minerals and Mining. 25 de Novembro de 2015. Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  26. Kunal M L Wagle (19 de Junho de 2015). «Felix is shortlisted for Club of the Year at imperial College Union Awards 2015» (em inglês). Felix. Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  27. «What Jess Wade did with her prize money...» (em inglês). Consultado em 4 de Agosto de 2018 
  28. Samir Elsharbaty (27 de Julho de 2018). «Farkhad Fatkullin named Wikimedian of the Year for 2018» (em inglês). Wikimedia Foundation. Consultado em 4 de Agosto de 2018 

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Jess Wade