Joan Peters

Joan Peters (née Friedman; 29 de abril de 1936 — 5 de janeiro de 2015), mais tarde Caro,[1] foi a autora do controverso livro best-seller From Time Immemorial, de 1984, no qual argumentava que os palestinos não são em grande parte indígenas ao Israel moderno e, portanto, não tem direito a seu território.[2] O livro foi criticado por alguns estudiosos como Norman Finkelstein,[3] Noam Chomsky,[4] Edward Said[5] e Yehoshua Porath,[6] que classificaram o livro como "ridículo", "inútil" e "falsificação".

Joan Peters
Nascimento 29 de abril de 1936
Chicago, Illinois
 Estados Unidos
Morte 5 de janeiro de 2015 (78 anos)
Chicago, Illinois
 Estados Unidos
Cidadania Estados Unidos
Ocupação escritora, jornalista
Causa da morte embolia

VidaEditar

Peters nasceu em Chicago. Ela estudou na Universidade de Illinois sem se formar e tornou-se escritora freelancer de publicações como a Harper's Magazine. Ela ficou "fascinada pelo Oriente Médio enquanto cobria a Guerra do Yom Kippur como freelancer da CBS em 1973".[7]

Seu primeiro casamento, com Gary Peters, terminou em divórcio. Seu segundo casamento, com Stanley Kaplan, durou até sua morte em 1991. Ela se casou com William A. Caro em 1997 e recebeu o nome de Joan Caro.[7]

Peters escreveu na década de 1970 e no início da década de 1980 para revistas como Harper, Commentary, The New Republic e The New Leader, e foi consultor na criação de documentários de notícias de TV para a CBS em 1973 sobre o conflito israelense-palestino e fez comentários sobre o assunto para PBS.[8] Sua dedicação à causa de Israel pode ter sido desencadeada por uma visita nos anos 70 à União Soviética, onde autoridades trataram ela e seu marido com suspeita.[1]

De acordo com a Walker Agency, que reservou compromissos de palestras e turnês para ela, Peters também atuou como consultora da Casa Branca sobre política externa americana no Oriente Médio durante o Governo Carter.[9] Ela morreu em sua casa em Chicago em 2015 de uma embolia cerebral.[10][11] Pouco antes de sua morte, o embaixador de Israel nas Nações Unidas, Ron Prosor, telefonara para lhe informar que o primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, estava profundamente agradecido por sua importante contribuição ao povo judeu e ao Estado de Israel.[1]

Ligações externasEditar

Referências

  1. a b c Joan Caro, author of controversial 'From Time Immemorial,' dies at 78, Haaretz, 8 January 2015.
  2. «Peters, Joan, 1936-2015 - LC Linked Data Service | Library of Congress». id.loc.gov 
  3. Norman Finkelstein.Image and Reality of the Israel-Palestine Conflict 2nd Edition. Verso Books, 2003 p.21-46
  4. Noam Chomsky (2002). «"The Fate of an Honest Intellectual"». Understanding Power. The New Press. [S.l.: s.n.] pp. 244–248, p.244. 
  5. Mrs. Peters’s Palestine New York Review Of Books January 16, 1986
  6. Colin Campbell (28 de novembro de 1985), «Dispute Flares Over Book on Claims to Palestine», The New York Times, consultado em 3 de maio de 2010 
  7. a b Slotnik, Daniel E. «Joan Peters, Journalist Who Wrote on Israeli-Palestinian Conflict, Dies at 78». The New York Times  Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "nyt2015" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  8. Myers, Greg. «Indiana Jewish Historical Society Honorary Board». ijhs.org 
  9. Joan Peters' profile at Harry Walker Speakers' Agency
  10. Daniel E. Slotnik (January 12, 2015). "Joan Peters, Journalist Who Wrote on Israeli-Palestinian Conflict, Dies at 78" The New York Times. Accessed January 13, 2015
  11. «A eulogy to an inspiration, Joan Peters». The Jerusalem Post | JPost.com