Abrir menu principal

Joaquim Veríssimo Serrão

Joaquim Veríssimo Serrão
Nascimento 8 de julho de 1925 (93 anos)
Tremês, Portugal Portugal
Prémios Prémio Alexandre Herculano (1954)

Prémio D. João II (1965)
Prémio Identidade Nacional (1992)
Medalha de Mérito Cultural (1995)
Prémio Príncipe das Astúrias (1995)

Género literário História
Magnum opus Cronistas do Século XV posteriores a Fernão Lopes

Joaquim Veríssimo Serrão GCSEComIP (Santarém, Tremês, 8 de julho de 1925) é um historiador português.

Índice

BiografiaEditar

Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, foi feito Comendador da Ordem da Instrução Pública a 9 de Julho de 1971[1]; Reitor da Universidade de Lisboa (1973-1974), foi também presidente da Academia Portuguesa da História, entre 1975 e 2006.

Vem publicando, desde 1977, uma História de Portugal em XVIII volumes,[2] de sua inteira autoria, abrangendo as épocas desde as origens remotas de Portugal e da constituição do Condado Portucalense até ao período do Estado Novo. Esta obra tinha como objectivo chegar até ao período da Primeira República e ficaria concluída em 1990, com doze volumes. Porém, a partir de 1997 a obra foi continuada pelo período do Estado Novo e está agora prevista ficar completa em dezanove volumes, tendo sido publicado o seu décimo oitavo volume em 2010.

Recebeu o Prémio Príncipe das Astúrias [3] de Ciências Sociais, em 1995.

É pai de Vítor Serrão e de Adriana Veríssimo Serrão.

AssociaçõesEditar

É sócio efectivo da Academia das Ciências de Lisboa, Academia Portuguesa da História (a que presidiu de 1975 a 2005), Academia da Marinha, Associação dos Arqueólogos, Académie du monde Latin de Paris, Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, Academia Brasileira de Letras e das Academias Nacionais de la Historia da Venezuela, da Argentina, do Uruguai, da Bolívia, da Colômbia, do Chile, Porto Rico e da República Dominicana e Real Academia de la Historia de España[4].

ReconhecimentosEditar

ObrasEditar

  • Marcello Caetano : Confidências no exílio (1985)

Referências

Ligações externasEditar