Abrir menu principal

Os Jogos do Pacífico (anteriormente conhecidos como Jogos do Pacífico Sul) é um evento evento multidesportivo, tal como os Jogos Olímpicos (embora em menor escala), com participação exclusiva de países ao redor do Oceano Pacífico Sul e filiados ao Comitê Olímpico da Oceania. É realizada a cada quatro anos e teve sua primeira edição no ano de 1963. A edição mais recente dos Jogos do Pacífico foram realizados em Port Moresby, capital da Papua-Nova Guiné, no ano de 2015.

Jogos do Pacífico
Edições
Organização

Nove cidades diferentes em seis países e territórios já hospedaram os Jogos do Pacífico. Três países organizaram os jogos três vezes: Fiji (1963, 1979 e 2003), Nova Caledónia (1966, 1987 e 2011) e Papua-Nova Guiné (1969, 1991 e 2015). Samoa hospedou os jogos duas vezes (1983 e 2007) e hospedará pela terceira vez em 2019. Dois territórios hospedaram os Jogos do Pacífico duas vezes: Polinésia Francesa (1971 e 1995) e Guam (1975, 1999).

Apenas seis países participaram de todas as edições dos Jogos do Pacífico: Fiji, Polinésia Francesa (Taiti), Nova Caledónia, Papua-Nova Guiné, Tonga e Vanuatu. A Nova Caledónia dominou doze das quinze edições dos Jogos do Pacífico, Papua-Nova Guiné obteve a maior quantidade de medalhas de ouro em duas edições e Fiji, uma.

HistóriaEditar

ConceitoEditar

A ideia de realizar os Jogos do Pacífico Sul se originou com o Dr. A. H. Sahu Khan, que foi um dos representantes de Fiji em uma reunião da Comissão do Pacífico Sul realizada em Rabaul, em1959. A ideia foi aceita e levou a uma reunião de nove Territórios, realizada em Nouméa, em março de 1961, que concedeu a Fiji a honra de sediar os primeiros Jogos.[1]

CriaçãoEditar

Em 1962, a Comissão do Pacífico Sul fundou o Conselho dos Jogos do Pacífico Sul, com os primeiros jogos realizados em Suva, Fiji. Nos 40 anos seguintes, os Jogos foram realizados em 12 países e territórios da região. Inicialmente, os Jogos foram realizados em intervalos de três anos e posteriormente expandidos para o intervalo de quatro anos.

Como consequência da colonização europeia do Pacífico desde o início do século XVIII, muitas nações que participaram dos primeiros Jogos (em 1963) estavam sob domínio predominantemente britânico ou francês. Compreensivelmente, isso gerou uma certa confusão na medida em que as bandeiras britânicas e francesas e os hinos nacionais dominavam os procedimentos e ocasionalmente eram usados em conjunto para os países vencedores.

Samoa Ocidental (Atual Samoa) era o único país com uma bandeira e um hino de sua soberania, pois era a única nação insular independente que participava naquele momento. Com o passar do tempo, as nações incipientes gradualmente alcançando a soberania de seus próprios procuraram se livrar de seu passado colonial e surgiram novos hinos e bandeiras nacionais. No entanto, o inglês e o francês continuam sendo os idiomas oficiais dos Jogos.

Como outros eventos esportivos, os Jogos do Pacífico Sul experimentaram algumas controvérsias. Uma disputa menor que ainda continua hoje é o reagendamento de eventos que caem em um domingo. Em todo o Pacífico, o sábado cristão continua a ser muito importante (eventos esportivos ou atividades semelhantes são ilegais em Tonga, por exemplo) e o reagendamento nesse momento seria desaprovado. Os próprios acontecimentos também foram afetados por sensibilidades religiosas, principalmente o voleibol de praia, onde o uniforme oficial de biquínis para mulheres foi forçado a dar lugar a roupas mais conservadoras.[2] No entanto, outras nações maiores na região ou aquelas ligeiramente associadas a estados mais seculares (por exemplo, Ilhas Cook (Nova Zelândia), Samoa Americana (Estados Unidos) e Polinésia Francesa (França)) são mais moderadas a este respeito.

Outros eventos globais e regionais também influenciaram e moldaram a história dos Jogos. Em 1995, o ano em que Papeete, Taiti, hospedou os Jogos, muitos países tomaram a decisão de boicotar como um protesto direto nos testes nucleares franceses no Pacífico.[3] Os Jogos, no entanto, voltaram para a quase total participação regional no próximo evento em 1999, realizado em Guam.

O primeiro objetivo do Conselho dos Jogos do Pacífico, de acordo com sua Carta, é:

"Criar vínculos de amizade e irmandade entre pessoas dos países da região do Pacífico através de troca esportiva sem qualquer distinção quanto à raça, religião ou política".

Os Jogos foram iniciados para promover e desenvolver o esporte entre as nações e os povos do Pacífico Sul. Após cinquenta anos de existência, a Comissão do Pacífico Sul mudou seu nome para a "Secretaria da Comunidade do Pacífico" em 1998.[1]

Jogos ModernosEditar

Os Jogos do Pacífico Sul de 2003, realizados em Suva, Fiji, viu pela primeira vez a introdução de um programa completo de 32 esportes.[4] Esse programa incluiu esportes que são sinônimos da região do Pacífico, bem como esportes que têm uma participação limitada e geralmente não estão bem estabelecidos.

Um forte pacote de patrocínio corporativo, o primeiro para os jogos, permitiu aos organizadores trabalhar com uma mão livre para seus objetivos de tornar os jogos um sucesso. Uma campanha colorida e eficaz de mídia e publicidade gerou muito interesse e entusiasmo entre o público em Fiji. Escolas e grupos de jovens participaram de programas interativos, como o programa de adoção de um país, também o primeiro para os jogos.[5]

Os Jogos do Pacífico de 2007 foram hospedados em Apia, Samoa. Eles foram a 13.ª edição a ocorrer desde 1963. Em contraste com os Jogos Olímpicos que se espera que gerem renda para o país anfitrião, os Jogos do Pacífico de 2007 deveriam deixar a dívida de 92 milhões de dólares para Samoa, principalmente como resultado das despesas em projetos de infraestrutura em grande escala, como pontes e estradas.[6]

Não obstante potenciais dívidas, cinco países (Papua Nova Guiné, Vanuatu, Ilhas Salomão, Tonga e Samoa Americana) lançaram candidatura para sediar os Jogos do Pacífico de 2015. No entanto, o aumento do custo (supostamente superior a 1 bilhão de dólares) e a carga logística para sediar os jogos continuam a ameaçar as capacidades dos países para hospedar o evento.[7]

EdiçõesEditar

Ano Jogos Sede Nação Época Atletas Nações Esportes Maior
medalhista
1963 I Suva   Fiji 29 de agosto – 8 de setembro 646 13 10   Fiji
1966 II Nouméa   Nova Caledónia 8–18 de dezembro 1200 14 12   Nova Caledónia
1969 III Port Moresby   Papua-Nova Guiné 13–23 de agosto 1150 12 15   Nova Caledónia
1971 IV Papeete   Polinésia Francesa 25 de agosto – 5 de setembro 2000 14 17   Nova Caledónia
1975 V Tumon   Guam 1–10 de agosto 1205 13 16   Nova Caledónia
1979 VI Suva   Fiji 28 de agosto – 8 de setembro 2672 19 18   Nova Caledónia
1983 VII Apia   Samoa Ocidental 5–16 de setembro 2500 15 13   Nova Caledónia
1987 VIII Nouméa   Nova Caledónia 8–20 de dezembro 1650 12 18   Nova Caledónia
1991 IX Port Moresby   Papua-Nova Guiné 7–21 de setembro 2000 16 17   Papua-Nova Guiné
1995 X Papeete  /  French Polynesia 25 de agosto – 5 de setembro 2000 12 25   Nova Caledónia
1999 XI Santa Rita   Guam 29 de maio – 12 de junho  3000+ 21 22   Nova Caledónia
2003 XII Suva   Fiji 28 de junho – 12 de julho 5000 22 32   Nova Caledónia
2007 XIII Apia   Samoa 25 de agosto – 8 de setembro 5000 22 33  /  Nova Caledónia
2011 XIV Nouméa   Nova Caledônia 27 de agosto – 10 de setembro 4300 22 27   Nova Caledônia
2015 XV Port Moresby   Papua-Nova Guiné 4–18 de julho 3700 24 28   Papua-Nova Guiné
2019 XVI Apia [8]   Samoa 8–20 de julho por determinar 24 26
2023 XVII Honiara [9]   Ilhas Salomão por determinar por determinar 24 24

Minijogos do PacíficoEditar

Os Minijogos do Pacífico são um evento multiesportivo realizado desde 1981 entre pequenas nações da Oceania que não teriam chances em competições de nível mais alto.[10]

EdiçõesEditar

Estas são as edições dos Jogos:[10]

Qualificação para a Copa do Mundo FIFAEditar

Pela primeira vez em 2007, os Jogos do Pacífico fizeram parte da qualificação para a Copa do Mundo de futebol.

Até os Jogos do Pacífico de 2007, eram aceitas participações apenas das equipes associadas à Confederação de Futebol da Oceania, excluindo equipes como a Micronésia ou Tuvalu, ou membros provisórios da NF-Board, como o Kiribati.

Quadro de medalhas geralEditar

O quadro de medalhas geral embora não oficial ele soma as medalhas ganhas por cada país em todas as edições dos jogos.

O Comitê Olímpico da Oceania não utiliza o quadro de medalhas oficialmente por considerar que a competição tem fins apenas amistosos e não competitivos.

NOTA: Quadro geral atualizado após a edição de 2015.

Jogos do Pacífico
Pos Países       Total
1   Nova Caledônia 837 673 585 2095
2   Polinésia Francesa 485 413 437 1335
3   Papua-Nova Guiné 432 339 404 1175
4   Fiji 419 505 430 1354
5   Samoa (incluindo Samoa Ocidental) 184 152 157 493
6   Nauru 81 51 30 162
7   Guam 62 91 122 275
8   Tonga 45 55 82 182
9   Samoa Americana 44 43 74 161
10   Ilhas Cook 25 43 55 123
11   Wallis e Futuna 23 36 77 136
12   Austrália 17 19 11 47
13   Ilhas Salomão 16 48 87 151
14   Estados Federados da Micronésia 16 16 11 43
15   Vanuatu (incluindo Novas Hébridas) 14 41 65 120
16   Palau 9 14 10 33
17   Ilha Norfolk 5 13 17 35
18   Kiribati (incluindo Gilbert e Ellice) 5 11 20 36
19   Ilhas Marianas do Norte 4 12 12 28
20   Tokelau 3 2 1 6
21   Nova Zelândia 1 9 10 20
22   Tuvalu 1 1 4 6
23   Ilhas Marshall - 3 11 14
24   Niue - 2 7 9

Referências

  1. a b Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome pgc-hist
  2. Bikinis out, Shorts in at Beach Volleyball Pacific Radio News - Niue FM, 29 de agosto de 2007
  3. French tests: Opposition grows, article summarising the response to French nuclear testing in the Pacific from World Information Service on Energy Consultado em 19 de fevereiro de 2007
  4. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome opening-2003
  5. Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome suva-2003
  6. «Games puts Samoa in debt» (em inglês). ABC Radio Australia. 3 de setembro de 2007. Consultado em 3 de setembro de 2007 
  7. Paligaru, Clement. «PNG risks losing right to host 2015 Pacific Games» (em inglês). ABC Radio Australia. Consultado em 22 de agosto de 2012 
  8. «Samoa Set To Host Pacific Games In 2019». Pacific Islands Report. 1 de setembro de 2017. Consultado em 2 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 2 de setembro de 2017 
  9. "Solomon Islands awarded 2023 Pacific Games", Inside the Games, 11 de maio de 2016
  10. a b GBAthletics. «South Pacific Mini Games» (em inglês). Consultado em 13 de setembro de 2009 

Ligações externasEditar