Abrir menu principal
Jorge Arbage
Replace this image male.png
Jorge Arbage
Prefeito Capanema (Pará) Capanema
Período 1959-1963
Deputado estadual Pará Pará
Período 1967-1971
Deputado federal Pará Pará
Período 1975-1991
Dados pessoais
Nascimento 17 de fevereiro de 1924 (95 anos)
Belém (Pará) Belém, PA
Cônjuge Iracema Arbage
Partido PSD (Antes de 1958)
PTB (1958-1962)
ARENA (1966-1979)
PDS (1980-1993)
PPR (1993-1995)
Profissão advogado, servidor público

Jorge Wilson Arbage (Belém, 17 de fevereiro de 1924) é um advogado, servidor público e político brasileiro que foi quatro vezes deputado federal pelo Pará.[1]

Dados biográficosEditar

Filho de José Jorge Arbage e Salustiana Cecim Arbage. Foi tesoureiro em Nova Timboteua e a seguir trabalhou junto ao antigo Departamento Nacional de Estradas de Rodagem em Castanhal e Igarapé-Açu retornando ao posto de tesoureiro em Capanema, onde fez o curso primário.

Em 1953 tornou-se advogado provisionado graças ao Tribunal de Justiça do Pará e nos anos seguintes atuou como promotor de justiça em Capanema, onde foi eleito prefeito em 1958 após trocar o PSD pelo PTB.[nota 1][1] Derrotado ao buscar um mandato de deputado estadual em 1962, foi secretário de Fazenda no governo Jarbas Passarinho e elegeu-se deputado estadual via ARENA em 1966.[2][nota 2] Derrotado na eleição para deputado federal em 1970, foi eleito sucessivamente em 1974, 1978, 1982 e 1986.

Durante sua estadia na Câmara dos Deputados esteve na bancada do PDS após o fim do bipartidarismo e nessa condição votou contra a Emenda Dante de Oliveira em 1984 e em Paulo Maluf no Colégio Eleitoral em 1985,[3][4] além de assinar a Constituição de 1988. Vencido na eleição para senador em 1990 e para deputado federal em 1994, integrou o PPR. Consultor da Federação das Indústrias do Estado do Pará e articulista de O Liberal, trabalhou como assessor especial do governador Almir Gabriel.

Notas

  1. O advogado provisionado (ou rábula) era aquele que, não tendo a necessária formação acadêmica, dependia da autorização dos órgãos do Poder Judiciário ou de entidade de classe para atuar exclusivamente em primeira instância.
  2. Antes de ingressar à ARENA, disputou uma vaga na Assembleia Legislativa pela "Coligação Democrática Parlamentar", mas não foi possível identificar a qual das seis legendas da aliança ele pertencia.

Referências

  1. a b «Câmara dos Deputados do Brasil: deputado Jorge Arbage». Consultado em 17 de junho de 2016 
  2. «Banco de dados do Tribunal Regional Eleitoral do Pará». Consultado em 17 de junho de 2016 
  3. A nação frustrada! Apesar da maioria de 298 votos, faltaram 22 para aprovar diretas (online). Folha de S. Paulo, São Paulo (SP), 26/04/1984. Capa. Página visitada em 17 de junho de 2016.
  4. Sai de São Paulo o voto para a vitória da Aliança (online). Folha de S. Paulo, 16/01/1985. Página visitada em 17 de junho de 2016.