Abrir menu principal

Jornal da Manhã (programa de rádio)

noticiário radiofônico brasileiro exibido pela Jovem Pan
Jornal da Manhã
Formato Jornalístico
Duração 300 minutos (apenas na Jovem Pan News e na Jovem Pan FM São Paulo).
120 minutos (apenas na rede Jovem Pan FM).
País  Brasil
Idioma(s) Português
Emissora original Jovem Pan
Apresentador(es) Thiago Uberreich
Elenco
Criador(es) Antônio Augusto Amaral de Carvalho
Narrado por
Transmissão original 1970 – presente
Formato de áudio Estéreo
Tema de encerramento "Drummer's Delight" por Henry Mancini
Website Página inicial
Podcast Página de podcast

Jornal da Manhã é um noticiário radiofônico matutino brasileiro exibido diariamente pelas emissoras componentes das redes de rádio da Jovem Pan. Inicialmente chamado de Equipe Sete e Trinta e posteriormente de Jornal de Integração Nacional, o programa foi ao ar pela primeira vez na década de 1970, quando o controle da emissora foi assumido por Antônio Augusto Amaral de Carvalho, conhecido como Tuta.

Formato e exibiçãoEditar

O jornal possui espaço para as primeiras notícias do dia e espaços para as opiniões do quadro de comentaristas do programa, contatando também com os correspondentes da Jovem Pan em Nova Iorque e Londres e as informações recentes do trânsito vindas através do helicóptero da emissora.[1][2] É exibido por cerca de cinco horas, se iniciando às cinco da manhã e encerrando às dez, quando começa o Jovem Pan Morning Show.[1][2] As emissoras da rede Jovem Pan FM exibem o jornal das seis às oito da manhã, enquanto as emissoras da Jovem Pan News o exibe integralmente, com exceção do espaço aberto para a edição local do jornal que começa a partir das oito da manhã, com duração de 50 minutos.[1][3][4]

O Jornal da Manhã também é conhecido por sua música-tema, Amanhecendo, composta por Billy Blanco como parte de sua obra conhecida como Sinfonia Paulistana.[5] O trecho "vambora, vambora, olha a hora, vambora, vambora", usado como vinheta no jornal, é associado recorrentemente aos paulistanos, por sua pressa nas primeiras horas da manhã, e pela execução em rede nacional de rádio durante a exibição do jornal.[5] Também é uma marca do Jornal da Manhã, e da própria Jovem Pan, quando um locutor anuncia a hora atual e o outro pede para repetir, dizendo "repita".[6][7]

A canção de Billy Blanco permaneceu como música-tema do noticiário até o dia 25 de abril de 2017, após quase 43 anos de veiculação pela Jovem Pan.[8] A remoção da música se deu pelos herdeiros do compositor não permitiram a veiculação gratuita da mesma pela Jovem Pan após o seu falecimento, em 2011 – apesar do mesmo ter afirmado em entrevista a própria Jovem Pan, em 1993, que ela fazia um grande negócio ajudando-o a ganhar sucesso e reconhecimento.[9]

Por seu formato tradicionais e as suas marcas registradas, o SBT já ofereceu uma proposta para fazer uma versão televisiva do jornal, que foi recusada pelo presidente da emissora, Antônio Augusto Amaral de Carvalho.[10]

(...) Isso [o Jornal da Manhã] é um bom jornal para rádio, o sujeito está de camisa esporte, está à vontade, não tem nada a ver [em relação a proposta do SBT]. Quer fazer o Jornal da Manhã na TV? Vamos fazer outro jornal. (...)
— Antônio Augusto Amaral de Carvalho[10]

Apesar de não ter ganhado a sua versão para a televisão como o Pânico, o Jornal da Manhã, assim como outros programas da Jovem Pan, é exibido desde 2015 ao vivo em transmissão em vídeo via streaming pela internet, no site da Jovem Pan e pelos aplicativos móveis da emissora disponíveis para os sistemas Android, iOS e Windows Phone.[11][12]

AudiênciaEditar

O Jornal da Manhã é atualmente o noticiário de maior audiência do rádio brasileiro, tendo uma média de 159 mil ouvintes por minuto, entre 6h e 10h da manhã alcançando a liderança geral durante o seu início no recorte entre 06h e 08h, além disso, o mesmo possui 178 mil ouvintes por minuto entre 08h00 e 09h30 quando é veiculado somente para São Paulo, ficando à frente de maneira isolada das demais rádios e de outras emissoras jornalísticas de São Paulo.[13]

Referências

  1. a b c «Mídia Kit Jovem Pan» (PDF). Jovem Pan. 2016. Consultado em 11 de abril de 2016. Arquivado do original (PDF) em 2 de março de 2017 
  2. a b «Programação». Jovem Pan. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  3. «Grade de Programas». Jovem Pan FM. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  4. «Sobre a Jovem Pan News». Jovem Pan News. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  5. a b «Rádio Jovem Pan comemora 69 anos». Bastidores do Rádio. 3 de maio de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  6. Edison Veiga (9 de dezembro de 2010). «"Vambora, vambora, olha a hora…"». O Estado de São Paulo. Consultado em 27 de julho de 2015 
  7. «Jornalistas da Rede Globo citam vinheta da Jovem Pan em programa matinal». Jovem Pan Online. UOL. 15 de janeiro de 2015. Consultado em 27 de julho de 2015 
  8. Bruno Golfeto Timóteo (10 de junho de 2017). «Nos bastidores do rádio: Por trás dos microfones do "Jornal da Manhã"». Medium. Consultado em 27 de julho de 2017. Arquivado do original em 28 de julho de 2017 
  9. Salles, Carlos (21 de março de 2017). «PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO». TJ-SP. Consultado em 27 de julho de 2017 
  10. a b Cristina Padiglione (21 de setembro de 2009). «Ele trocou TV por rádio. E se deu bem.». Geral. O Estado de S. Paulo. Consultado em 5 de janeiro de 2016 
  11. Carlos Massaro (7 de outubro de 2015). «Jovem Pan AM inicia transmissão de vídeos com novos estúdios». Tudo Rádio. Consultado em 11 de abril de 2016 
  12. «Jovem Pan estreia streaming de programas». Meio&Mensagem. 7 de outubro de 2015. Consultado em 11 de abril de 2016 
  13. Starck, Daniel (15 de março de 2018). «Jornalismo: Jovem Pan avança em audiência no período da manhã. Rádio Bandeirantes cresce a tarde». tudoradio.com. Consultado em 16 de março de 2018 

Ligações externasEditar

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
  Base de dados no Wikidata