Abrir menu principal

Juta de Mecklemburgo-Strelitz

Milica de Montenegro
Duquesa de Mecklemburgo-Strelitz
Princesa-herdeira de Montenegro
Marido Daniel de Montenegro
Casa Mecklemburgo-Strelitz (nascimento)
Petrović-Njegoš (casamento)
Nome completo
Augusta Carlota Juta Alexandra Jorgina Adolfina
Nascimento 24 de janeiro de 1880
  Neustrelitz, Mecklemburgo-Strelitz, Império Alemão
Morte 17 de fevereiro de 1946 (66 anos)
  Roma, Itália
Pai Adolfo Frederico V de Mecklemburgo-Strelitz
Mãe Isabel de Anhalt
Religião Cristã ortodoxa
(anteriormente Luteranismo)

Juta de Mecklemburgo-Strelitz (Augusta Carlota Juta Alexandra Jorgina Adolfina; Neustrelitz, 24 de janeiro de 1880Roma, 17 de fevereiro de 1946), mais tarde Milica de Montenegro, foi uma membro da Casa de Mecklemburgo-Strelitz e consorte do príncipe-herdeiro Daniel de Montenegro.

BiografiaEditar

Início de vidaEditar

A duquesa Augusta Carlota Juta Alexandra Jorgina Adolfina de Mecklemburgo-Strelitz nasceu em Neustrelitz, sendo a filha mais nova do então grão-duque hereditário Adolfo Frederico V de Mecklemburgo-Strelitz e da sua esposa, a princesa Isabel de Anhalt.[1] Tal como a sua irmã Maria, Juta foi educada por amas e tinha pouco contacto com os pais.[1] O ambiente no Palácio de Erbgrossherzog era conhecido pelo seu rigor e etiqueta.[1] Houve um escândalo quando a irmã mais velha de Juta ficou grávida, aos dezanove anos, de um criado do palácio.[1]

Noivado e casamentoEditar

 
Duquesa Juta e Príncipe Daniel

Em 1898, Juta passou uma temporada de inverno na Corte Imperial da Rússia, onde foi acompanhada por sua prima, a duquesa Helena de Mecklemburgo-Strelitz. Durante sua estadia no país, Juta conheceu o príncipe Daniel de Montenegro. O herdeiro montenegrino era aparentado com a família imperial russa, com sua irmãs Milica e Anastásia sendo casadas com o grão-duque Pedro Nikolaevich e com o duque de Leuchtenberg, respectivamente. A permanência de Juta no país deu origem a rumores de um possível noivado com um grão-duque russo. Os rumores provaram estarem parcialmente corretos quando o seu avô, o grão-duque Frederico Guilherme de Mecklemburgo-Strelitz, anunciou em 20 de Abril de 1899 oficialmente o noivado de Juta. No entanto não era com um grão-duque russo que ela se casaria, em vez disso ela desposaria o Príncipe-herdeiro Daniel de Montenegro. Na altura do noivado Juta contava com 19 anos, e seu noivo com 27 anos.

 
Procissão do casamento do príncipe Daniel e Juta

Seu primo o kaiser Guilherme II queria que a prima se cassasse em Berlim, entretanto ao saber que Juta planejava converter-se a religião cristã ortodoxa, o mesmo recusou-se a permitir que o casamento ocorresse na capital.[2] Então, em vez disso, o casamento foi remarcado para 17 de Julho de 1899 em Cetinje, capital do Principado de Montenegro.

Poucas horas depois da sua chegada a Antivari, em Montenegro, Juta converteu-se à fé ortodoxa. Foi acompanhada pelo seu futuro cunhado, o príncipe-herdeiro Vítor Emanuel da Itália, na sua entrada em Cetinje para o casamento.[3] Casou-se com o príncipe Danilo no dia 27 de julho de 1899. Após o casamento e a conversão, Juta adoptou o nome de "Milica" (Militza).

Princesa de MontenegroEditar

 
Milica em tradicional vestimenta montenegrina

Depois de seu casamento, Milica dedicou-se em se tornar popular entre seus súditos. Fora do país, o príncipe Daniel e Milica frequentemente representavam a Família Real Montenegrina em eventos reais na Europa. Eles foram os únicos membros de uma casa estrangeira a comparecer à coroação de seu cunhado, o rei Pedro I da Sérvia, em 1904. Seu cunhado subiu ao trono após o regicídio do rei Alexandre Obrenović, no ano anterior.

Na época de seu casamento, Montenegro era apenas um principado. Como tal, não havia expectativas de Milica tornar-se rainha-consorte. No entanto, em 1910, a situação mudou, com o sogro de Milica, o príncipe Nicolau de Montenegro, assumindo o título de rei. Como resultado Milica viu seu status aumentar para "Sua Alteza Real". Em 1911, Milica e seu marido estiveram presentes na coroação de seu primo, o rei Jorge V do Reino Unido.

Em 1912, durante a Primeira Guerra dos Bálcãs, com o país enfrentando uma escassez de médicos, Milica assumiu pessoalmente a tarefa de dirigir o tratamento dos feridos nos hospitais provisórios.

Primeira Guerra Mundial e últimos anosEditar

Durante a Primeira Guerra Mundial, Montenegro lutou contra os poderes centrais que incluíam o país natal de Milica, o Império Alemão. Contudo, as ligações que tinha com a realeza alemã não impediram que ela se tornasse um alvo e a sua villa em Antivari chegou mesmo a ser bombardeada por um avião austríaco.[4] Depois da guerra, a família real estabeleceu um governo no exílio depois de Montenegro ter sido integrado no novo Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos. O seu sogro, o rei Nicolau I, morreu no dia 1 de março de 1921 e o seu marido sucedeu como rei titular de Montenegro. Esteve nesta posição apenas uma semana antes de abdicar em favor do seu sobrinho Miguel.

Milica passou o resto da vida no exílio, vivendo com o marido em Paris até à morte dele em 1939. Milica morreu em Roma durante o reinado do seu cunhado, o rei Vítor Emanuel III.[5]

Títulos e honrariasEditar

 
Milica ostentando a faixa da Ordem do Príncipe Daniel de Montenegro.

Formas de tratamento e títulosEditar

  • 24 de janeiro de 1880 – 27 de julho de 1899: Sua Alteza, a duquesa Juta de Mecklemburgo-Strelitz
  • 27 de julho de 1899 – 1 de março de 1921: Sua Alteza Real, a Princesa-herdeira de Montenegro
  • 7 de março de 1921 – 17 de fevereiro de 1946: Sua Alteza Real, Princesa Daniel de Montenegro
    • pretendente: 1 de março de 1921 – 7 de março de 1921: Sua Majestade, a Rainha de Montenegro

HonrariasEditar

  • Grã-Cruz da Ordem do Príncipe Daniel de Montenegro
  • Grã-Cruz da Ordem de Chefakat, Império Otomano (16 de julho de 1899)

AncestraisEditar

Referências

  1. a b c d Pope-Hennessy, p. 340-341.
  2. The Near East from Within. Adamant Media Corporation. 2002. pp. 202. ISBN 1402197241.
  3. Willets, Gilson (2004). Rulers of the World at Home. Kessinger Publishing. pp. 306. ISBN 1417917393.
  4. "Danilo's Villa Wrecked". New York Times. 1914-11-16. pp. 3.
  5. "Prince Umberto's Aunt Dies". New York Times. 1946-02-19. pp. 25.

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Juta de Mecklemburgo-Strelitz