Lista de espaçonaves tripuladas

artigo de lista da Wikimedia

Esta é uma lista de naves espaciais tripuladas, incluindo estações espaciais, ordenadas por nação e série em ordem cronológica. Programas cancelados são listados no fim.

ComparaçãoEditar

Comparação entre as naves espaciais tripuladas e seus veículos de lançamento de diversas nações.

Naves espaciais atuaisEditar

 
Soyuz-TMA=
 
Shenzhou

OrbitalEditar

RússiaEditar

  • Soyuz (1967–presente) 2 ou 3 pessoas para a órbita terrestre;[1] As quarta e quinta gerações ainda são operadas pela Federação Russa.

República Popular da ChinaEditar

  • Shenzhou (2003–presente) Nave baseada na Soyuz, com o colapso da URSS, a Federação Russa vendeu projetos relacionado ao Programa Soyuz, que modificado por chineses deu origem a sua própria nave espacial tripulada. Pode levar até 3 pessoas a órbita terrestre.

Estações EspaciaisEditar

 
Estação Espacial Internacional
 Ver artigo principal: Estação Espacial

Naves tripuladas anterioresEditar

OrbitalEditar

União Soviética-RússiaEditar

 
Nave Apollo 17
  • Vostok (1961–1963) Primeira nave tripulada do Mundo, para uma única pessoa.[2]
  • Voskhod (1964–1965) Derivada da Vostok para 2 ou 3 pessoas.[3]
  • TKS (1970s; nunca voou tripulada) Nave cargueira para estações Almaz capaz de voo tripulado[carece de fontes?] (usada somente como módulos adicionais para estações Salyut 6 e 7)
  • Buran (1988; nunca voou tripulada) Ônibus Espacial soviético-russo, similar ao estado-unidense.

Estados Unidos da AméricaEditar

Estações EspaciaisEditar

SuborbitalEditar

Propostos ou em desenvolvimentoEditar

OrbitalEditar

 
Orion sendo testado no solo.
 
Dragon durante uma missão não tripulado de carga a ISS

RússiaEditar

  • Orel (em desenvolvimento) nave espacial para a órbita terrestre com capacidade para 4 ou 6 pessoas.

Estados Unidos da AméricaEditar

  • Nave da Golden Spike Company (proposta para voo orbital ao redor da Lua).
  • Orion (em desenvolvimento) 4 pessoas para além da órbita terrestre[carece de fontes?]
  • SpaceX Dragon V2 Nave para 7 pessoas (sendo modificada para carregar tripulação)[10]
  • Sierra Nevada Dream Chaser Avião espacial para 7 pessoas (em desenvolvimento)[10]
  • Boeing's CST-100 Nave para 7 pessoas e voo orbital (em desenvolvimento)[10]
  • Nave espacial da Blue Origin (em desenvolvimento)[10]
  • Excalibur Almaz nave espacial comercial (em desenvolvimento)

EuropaEditar

JapãoEditar

  • HTV-R Versão tripulada do Veículo de Transferência H-II (proposto)

ÍndiaEditar

IrãEditar

Reino UnidoEditar

  • Skylon (avião espacial reutilizável e não tripulado, com versão tripulada proposta, em desenvolvimento)

Ilha de ManEditar

SuborbitalEditar

 
SpaceShipTwo com nave mãe no hangar

RússiaEditar

Estados Unidos da AméricaEditar

CanadáEditar

  • DreamSpace Group XF1 (suborbital, proposta)[13]

RomêniaEditar

  • Stabilo (suborbital, em desenvolvimento)
  • Orizont (suborbital, em desenvolvimento)

DinamarcaEditar

FrançaEditar

Reino UnidoEditar

ArgentinaEditar

AATE VESA "Gauchito"[carece de fontes?]

UgandaEditar

African Space Research Program (veículo suborbital da Uganda) "African Skyhawk" (em desenvolvimento), "Dynacraft Spaceship" (projeto)[carece de fontes?]

CanceladoEditar

Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço (NASA)Editar

Parceria entre NASA / Força Aérea dos Estados UnidosEditar

Parceria entre NASA / Agência Espacial Europeia (ESA)Editar

  • X-38 (cancelado em 1999) veículo de resgate de tripulação para a ISS.

Programa espacial soviéticoEditar

  • Soyuz 7K-VI Zvezda[14] (1962-1968; veículo de pesquisa militar)
  • Soyuz 7K-L1 (1967–1970) parte do programa soviético abandonado de voo lunar [carece de fontes?]
  • Soyuz L3 spacecraft (fim dos anos 1960s e início dos anos 1970s); parte do programa soviético abandonado de voo lunar (o LOK carregaria dois cosmonautas para a órbita lunar ao redor da Lua, agindo como uma nave mãe para o alunissador LK, que levaria um cosmonauta para a superfície. [carece de fontes?]
  • Spiral-EPOS (também conhecido como EPOS – acrônimo russo para Aeronave Orbital Experimental para Passageiros - cancelado em 1976)[15]
  • Buran (1976-1988) cancelado após um voo não tripulado[16]
  • Strelec (Archer; 1979 - 1991) nave espacial militar.[17]
  • Zarya (projeto cancelado em 1989)
  • MAKS (projeto cancelado em 1991)

Agência Federal Russa (RKA)Editar

  • Kliper (fundos cortados pelo governo russo em 2006)

Agência Espacial Europeia (ESA)Editar

Estações espaciaisEditar

Administração Espacial Nacional da China (CNSA)Editar

Reino UnidoEditar

JapãoEditar

Agência Nacional de Desenvolvimento Espacial (NASDA)Editar

Outras agências do JapãoEditar

NotasEditar

  1. Gatland, pp.148-165
  2. Gatland, pp.109-115
  3. Gatland, pp.131-113
  4. Gatland, pp.148, 151-165
  5. Gatland, pp.166-185, 266-275
  6. Gatland, pp.190, 278-280
  7. Gatland, pp.191, 207, 283, 284
  8. Gatland, pp.229-246
  9. Long, Tony (19 de julho de 2007). «July 19, 1963: Cracking the 100-Kilometer-High Barrier ... in a Plane». Advance Publications. Consultado em 18 de novembro de 2011 
  10. a b c d Ferster, Warren (18 de abril de 2011). «NASA Announces CCDev 2 Awards». Imaginova Corp. Consultado em 18 de novembro de 2011 
  11. «printer friendly page ATV evolution: Advanced Reentry Vehicle (ARV)». European Space Agency. 25 de março de 2010. Consultado em 18 de novembro de 2011 
  12. [1]
  13. «Canadian space flight dreams live on». CBC News. Consultado em 5 de março de 2017 
  14. [2]
  15. [3]
  16. [4]
  17. [5]

ReferênciasEditar