Abrir menu principal
Lucas de Castro Santos
Lucas de Castro Santos
Dados pessoais
Nascimento 8 de abril de 1987 (32 anos)
Goiânia, GO
Partido SD
Profissão Corretor de Imóveis
linkWP:PPO#Brasil

Lucas de Castro Santos conhecido por Lucas Vergílio (Goiânia, GO, 08 de abril de 1987) é um corretor de imóveis e político brasileiro.

Atividades PartidáriasEditar

Atividade Partidária na Câmara dos Deputados Vice-Líder, SD, 2/2/2015-[1].

BiografiaEditar

Assim como de seu pai, o ex-deputado Armando Vergílio, é um profissional da área da corretagem de seguros.

Foi candidato a deputado federal por Goiás pelo Solidariedade e foi eleito e 2014 com 78.387 votos (2.58%).[2] Uma vez eleito, protocolou cinco propostas em pouco mais de 15 dias. Entre eles, três são de interesse de empresas do ramo de seguros.

O PLP 01/2015 torna obrigatória a contratação de seguros por proprietários, promotores ou organizadores de eventos artísticos, recreativos, culturais por riscos ou acidentes que possam ocorrer com a realização dos eventos. A medida, se aprovada, será obrigatória para exibição de filmes, shows e todo tipo de atividade cultural. Lucas explica que a ideia é vincular a concessão de alvará de funcionamento à contratação dos seguros.Justifica que a ideia do projeto, apresentado na legislatura anterior pelo seu pai, veio após o Incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS). A casa noturna, que não tinha condições ideais de funcionamento, pegou fogo em 2012. A tragédia matou 242 pessoas e feriu outras 680.

.

Conforme dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Lucas Vergílio recebeu mais de R$ 1,5 milhão de seguradoras e afins durante a campanha do ano passado.Questionado sobre a relação de seus projetos com as doações, ressalta outros projetos de sua autoria, como o que inclui medicamentos para ansiedade e depressão no programa Farmácia Popular[4].

Em 2016, votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[5] Posteriormente, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[5] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[5] [6] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do então Presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[5][7]

Referências

  1. [1]Conheça o Deputado
  2. [2] Eleições acesso em 22/04/2015
  3. «www.opopular.com.br assesado23/02/2015» 
  4. [3]O popular Lucas Vergílio é único a apresentar projetos
  5. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  6. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  7. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 

Ligações externasEditar