Abrir menu principal

Margarida Mercês de Melo

(Redirecionado de Margarida Andrade)
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto de 2015). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

Maria Margarida Delgado Mercês de Mello (Luanda, 23 de Julho de 1953) é uma apresentadora portuguesa de televisão. Conhecida inicialmente por Margarida Andrade.

BiografiaEditar

Terceira de seis filhos e filhas de Francisco Constâncio Evâncio das Mercês de Mello (Goa, 22 de Abril de 1917 - Lisboa, 15 de Setembro de 1985), Goês, e de sua mulher (Lisboa, São Mamede, 9 de Outubro de 1948) Ema Martiniano Delgado (Faro, 8 de Junho de 1918 - Lisboa, 6 de Abril de 2011).

Em 1970 ingressa na Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa. Conclui a licenciatura em Germânicas no ano de 1975. Durante três anos foi professora de Liceu que abandona quando entra para a RTP. Entretanto, em 1973, casou com Manuel José Rolando da Fonseca Pereira de Andrade (Luanda, 12 de Junho de 1953 - Lisboa) do qual se divorciou.

Entrou para a televisão, em Outubro de 1978, com outros nomes conhecidos como Manuela Moura Guedes, Helena Ramos, Isabel Bahia, Fátima Medina e Fernanda Bizarro. Começou por usar o nome Margarida Andrade. Tal como os seus colegas começou por ser locutora de continuidade [1].

Em 1979 apresenta o programa "Top Sábado" em conjunto com David Ferreira. Trabalha também com Júlio Isidro na Rádio Comercial em programas como "Grafonola Ideal" e "Febre de Sábado de Manhã". Casa-se com David Ferreira em 1983.

Na RTP apresenta os programas "Ela por Elas" (1982 e 1983) e "Maria, Maria, Maria" (1983 e 1984) onde colaboraram Maria João Avilez e Teresa Sousa. Com Eládio Climaco apresenta o Festival RTP Canção de 1985.

Em colaboração com João David Nunes apresenta na Rádio Comercial o programa "Escola do Paraíso" da autoria de Miguel Esteves Cardoso. Apresenta também programas de rádio na Rádio Renascença e na Rádio Geste.

Entre 1989 e 1991 colabora com a revista Marie Claire. Em 1992 é uma das apresentadoras do programa "O Chá das Cinco" da RTP. Com António Sala volta a apresentar o Festival RTP da Canção desta vez em 1993 [2].

A partir de Outubro de 1995 apresenta o programa "Os Dias Úteis" do Canal 1. É o programa que lhe deu mais prazer como revelou em 2015 à revista Caras.

Para a Universidade Aberta apresenta a série de programas "Planeamento Familiar - Saber Nunca é Demais" (1998).[3] Apresenta também o programa "Jet7", em 1999.

Continua a fazer locução de vários programas e [4]apresenta na RTP1 o concurso juvenil "SMS (Ser Mais Sabedor)" em 2003 [5].

De 2004 a 2006 apresenta na 2: o espaço de debate "Tudo em Família"[6].

Apresenta programas especiais como "Terço Vivo" (Jamor, 2003), Gala da Bíblia Manuscrita (2004), Cerimónia dos 50 Anos da RTP (2007) e Gala da Cimeira UE-África (2007).

Na RTP África apresentou programas como "Iniciativa Africana" e "Negócios em África". Em 2008 apresenta o programa "Conversas ao Domingo".

A partir de Maio de 2012 colabora, com o Professor Carlos Amaral Dias, no programa de rádio "Janela Discreta" [7], na Antena 1, que marca o seu regresso à rádio.

Colabora num dos textos, dedicado a Hugo Ribeiro, da reedição do disco "Com Que Voz" de Amália.

É autora do documentário "Azul Alvim" que em 2014 foi premiado no FESTin.

Divorciada de David Ferreira, desde 2011, tem 4 filhos desse casamento (Maria Teresa, Margarida, David e Tomás) e dois netos (Vicente e Teresa) a que juntou um terceiro em Março de 2015. É também mãe de Joana e Manuel Andrade, do seu primeiro casamento, com Manuel Andrade.[8]

Continua a fazer locução de programas e em 2017 terminou a realização do documentário "A Casa Da Mensagem".

Referências

Ligações ExternasEditar