Marquinhos Maraial

Cantor e compositor brasileiro

Marquinhos Maraial, nome artístico de Marcos Antônio Ferreira Soares (Belém de Maria, 16 de fevereiro de 1966)[1] é um cantor, compositor e produtor musical brasileiro.[2]

Marquinhos Maraial
Informação geral
Nome completo Marcos Antônio Ferreira Soares
Nascimento 16 de fevereiro de 1966 (54 anos)
Local de nascimento Belém de Maria,  Pernambuco
 Brasil
Outras ocupações Vice-prefeito de Maraial (2008-2012)
Afiliação(ões)
  • Os Corcéis
  • Conexão Sertaneja
  • Coração Tribal
  • Banda Bagagio
  • Banda Pirata
  • Gláucio Costa
  • Nando Cordel
  • Edu & Maraial

CarreiraEditar

Como compositor, Marquinhos Maraial diz ter mais de mil músicas gravadas. No currículo, composições para as vozes de Luan Santana, Ivete Sangalo, Gusttavo Lima, Bruno & Marrone, Leonardo, Magníficos, Companhia do Calypso, Araketu, Flávio José, Forró Anjo Azul, Jorge de Altinho, Geraldinho Lins, etc. A lista é inclui hits do axé ao gospel.[3]

Marquinhos produziu bandas de forró eletrônico na década de 1990[4] e manteve parceria de mais de 15 anos com a Banda Calypso. São dele canções de sucesso do grupo, ao lado de parceiros como Edu Luppa e Beto Caju.

"As bandas que ajudaram a me projetar foram Magníficos, Limão com Mel, Calcinha Preta, Brucelose, Aviões do Forró, Brasas do Forró e tantas outras".

Entre 2006 e 2010, Marquinhos Maraial e o também cantor e compositor Edu Luppa, uniram suas carreiras para cantar suas próprias canções e de alguns amigos de trabalho, formando a dupla Edu & Maraial.[5]

Ele também costuma cantar sozinho nas participações especiais em álbuns das bandas que ele mesmo produz.

Algumas delas são:

  • Te Amo Demais - Forró da Brucelose;
  • De Coração pra Coração - Moleca 100 Vergonha;
  • Medo de Perder - Caviar com Rapadura;
  • Fica Comigo - Calcinha Preta;
  • Recepcionista - Forró Saborear;
  • Não Preciso de Você - Noda de Caju;
  • Te Amo - Colinho de Papai;
  • Amor da Minha Vida - Conexão Sertaneja;
  • Férias de Um Mês - Brisa Estrelar;
  • Entre Ele e Eu - Banda Karisma;
  • Ardendo de Paixão - Forró da Brucelose;
  • Pedaço de Céu - Moleca 100 Vergonha;
  • E o Vento Levou - Calcinha Preta;
  • Mobílias - Paixão Proibida;
  • Coração Vazio - Cana com Limão.

Em 2011, Marquinhos resolveu largar os palcos para ficar apenas nos bastidores. Em 2014, Marquinhos iniciou carreira gospel[6] e lançou o DVD Esperou por Mim, gravado na Praia do Paiva, e, em 2015, o álbum Porção Dobrada, ambos pela gravadora Novo Tempo.

"Minha função no estúdio é produzir, dirigir e fazer um arranjo. Trabalho usando meu dom para sustentar minha família. Só canto para Deus agora".

Em 2018, ele voltou ao secular e lançou seu novo DVD, intitulado "Marquinhos Maraial – Reinventado", gravado em Recife. O projeto conta com vários hits e canções inéditas.[4]

PolíticaEditar

Em 2008, foi eleito prefeito de Maraial. Durante o mandato, foi afastado do cargo duas vezes, a primeira vez em dezembro de 2011 e a segunda, em setembro de 2012, pela acusação de vários atos de improbidade administrativa, entre eles, segundo a decisão judicial (2012) dada pelo juiz José Wilson Soares Martins em ação ajuizada pelo MPPE, atraso de salários, não recolher as contribuições previdenciárias, retenção dolosa de valores descontados em empréstimos consignados e recusa injustificada de prestar contas ao TCE.[7]

Referências

  1. «Marquinhos Maraial: Marquinhos Maraial - O maior cantor da atualidade». Marquinhos Maraial. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  2. «Marquinhos Maraial». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  3. «Marquinhos Maraial | IMMuB - O maior catálogo online da música brasileira». immub.org. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  4. a b «Marquinhos Maraial volta à cena musical, deixa de lado as composições gospel e lançará DVD». Vai, forrozão. 8 de setembro de 2018. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  5. «Marquinhos Maraial». marquinhosmaraial.blogspot.com. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  6. Pernambuco, Diario de; Pernambuco, Diario de (26 de fevereiro de 2016). «Pernambucano autor de hits de Luan Santana a Ivete Sangalo e Calypso agora é cantor gospel». Diario de Pernambuco. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  7. «MPPE recomenda bloqueio de bens de ex-prefeito de Maraial, na Mata Sul». G1. 20 de fevereiro de 2017. Consultado em 6 de agosto de 2020 
  Este artigo sobre um(a) compositor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.