Abrir menu principal
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2011). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Matogrosso & Mathias
Arquivo: Matogrosso e Mathias.webp
Informação geral
País  Brasil
Gênero(s) Música sertaneja
Período em atividade Primeira formação:
1976 - 1991
1994 - 1995
1998 - 2005
Segunda formação:
2006 - 2007
Terceira formação:
2009 - Presente
Gravadora(s) Chantecler/Continental (divisão da Warner Music Brasil) (1976 - 1991, 1994)
Top Music (1998)
Vidal Records(2000)
Paradoxx Music (divisão da Building Records) (2001 - 2003)
Indie Records (2004)
EMI (2006)
Atração Fonográfica (2011)
Radar Records (2011 - 2016)
Som Livre (2016 - 2017)
Independente (2017 - Atualmente)
Integrantes João Batista Bernardo (Matogrosso)
Rafael Belchior (Mathias)
Ex-integrantes Anísio Roberto de Carvalho
Isaac Jr.
Página oficial http://www.matogrossoemathias.com.br/

Matogrosso & Mathias são uma dupla sertaneja do Brasil originária da década de 1970. A dupla sertaneja Matogrosso & Mathias iniciou sua trajetória originalmente com João Batista Bernardo, o Matogrosso (Vista Alegre do Alto[1] 25 de novembro de 1940,[2][1]; o apelido se deve porque o mesmo viveu em Cáceres (Mato Grosso) por muitos anos) e Anísio Roberto de Carvalho, o Mathias (Uberlândia[2][1] ou Carmo do Paranaíba,[3] 14 de fevereiro de 1945[2][1]). Com o tempo Isaac Júnior, sobrinho de Matogrosso compôs a dupla no lugar de Anísio, como Mathias e atualmente quem entrou no lugar de Isaac é o músico Rafael Belchior, afilhado de Anísio.

Matogrosso & Mathias tem a alcunha de “a mais romântica do Brasil”. A dupla é reconhecida por difundir a música sertaneja em uma época que os “caipiras” ainda estavam à margem da imprensa no Brasil, abrindo caminho para vários artistas do mesmo gênero de muito sucesso hoje. Entre os hits de sua extensa carreira, destacam-se “Pele de Maçã”, “Tentei te Esquecer”, "Idas e Voltas", "Memórias", "24 horas de Amor", "Frente a Frente", "Sábado", “De Igual pra Igual” e "Pedaço de minha vida", que deu à dupla, ainda na década de 1970, seu primeiro disco de ouro.

A dupla gravou ao longo da carreira 17 discos pela gravadora Continental.

BiografiaEditar

Anos 70 e 80: o inícioEditar

  • Dirigindo-se a São Paulo para trabalhar e gostando muito de música, começaram a freqüentar locais onde se reuniam pessoas para cantar e tocar. A dupla se conheceu no Largo do Paissandu, no centro de São Paulo, no início dos anos 1970, e começaram a ensaiar músicas da dupla Belmonte e Amaraí. Passaram a se apresentar em churrascarias e casas noturnas.
  • No ano de 1976, gravaram seu primeiro disco pela gravadora Continental/Chantecler intitulado Popularidade, no qual destacava-se a composição "O Matuto". Na mesma década conseguiram seu primeiro disco de ouro.
  • Em 1978 lançam dois discos de nome Pedaço da Minha Vida e Volume 3. No ano seguinte lançam mais um.
  • Em 1985 lançaram o LP "Mulher", sendo a composição "De igual Pra igual", de Roberta Miranda e Matogrosso, uma das primeiras músicas do repertório sertanejo a conseguir espaço em rádios FM (juntamente com a música Fio de Cabelo, composta por Marciano e Darci Rossi mas que fez sucesso pela dupla Chitãozinho e Xororó) inicialmente no Nordeste do Brasil, espalhando-se posteriormente para a Região Sudeste. Em seus discos foram gradualmente deixando de lado o sertanejo mais tradicional, de raiz, com viola e sanfona, pelo gênero mais romântico, com acompanhamento de guitarra e bateria. Seus maiores sucessos foram, entre outros, "Pedaço de minha vida", "Na hora do adeus", "24 Horas de amor", "Sábado", "Idas e voltas" e "Frente a frente".
  • Em 1986 fizeram sucesso com a música "Eu te preciso", de Mário Maranhão, Tivas e Matogrosso, e "Objeto de Prazer", de Fátima Leão e Matogrosso.

Anos 90: recomeçoEditar

  • Em 1990 fizeram sucesso com a música "Ponto de Chegada", de Joel Marques e Maracaí, e "Na Hora do Adeus", de Chico Roque e Carlos Colla. Até essa ocasião, haviam gravado 13 LPs pela Continental com 2 milhões de discos vendidos.
  • Em 1991, após emplacarem a música "Sorte Tem Quem Acredita Nela" na trilha sonora da novela Ana Raio e Zé Trovão. Nessa época a dupla separou-se com Mathias cantando durante um ano com Milionário, da dupla Milionário e José Rico, com quem gravou um CD em 1992. Matogrosso por sua vez, seguiu carreira solo e gravou dois discos pela EMI, em 1992 e 1993.
  • Voltam a se reunir novamente em 1994, quando gravaram novo LP, com composições de Elias Muniz, Zezé di Camargo, Mário Maranhão, Tivas, Carlos Randall, Carreirito, Joel Marques e Cesar Augusto. Fizeram também, uma homenagem ao violeiro Tião Carreiro, com a música "Cabelo Loiro", de sua autoria.
  • Em 1996, tornaram a separar-se, com Mathias afastando-se da vida artística, indo morar em Bauru, no interior de São Paulo. Matogrosso por sua vez, novamente seguiu carreira solo e gravou o terceiro disco pela EMI, em 1997. O retorno da dupla ocorreu em 1998, sem que os dois planejassem tal volta. O prefeito da cidade mineira de Rio Novo queria um show da dupla de qualquer maneira e eles não se opuseram à idéia. Os anúncios e faixas da apresentação atraíram a atenção da Prefeitura de Andrelândia, na mesma região. Como era época de campanha política, foram contratados por um candidato para realizar 30 apresentações.
  • Em 1999, gravaram novo CD, com repertório variado, incluindo dois pagodes sertanejos, ao estilo de Tião Carreiro, composições de Elias Muniz e de Fernando Mendes, além de um pagode-romântico, intitulado "Te quero mais". Destaque também para a canção "Pele de Maçã", de Cecílio Nena e Lalo Prado.

Isaac Jr e Rafael Belchior, os novos "Mathias"Editar

  • Em 2000, gravaram seu primeiro CD ao vivo onde obtém boas vendagens.
  • Em 2001, lançam o CD em comemoração aos 25 anos de carreira da dupla com os maiores sucessos, a maioria do inicio da carreira, somente em voz e violão.
  • Em 2003, fizeram sucesso com a música "Tentei Te Esquecer", que fez parte da trilha sonora da novela "Celebridade", da TV Globo.
  • Em 2004, entre outros eventos, a dupla esteve no programa "Viola, Minha Viola" apresentado por Inezita Barroso na TV Cultura de São Paulo; na 14ª Julifest, na cidade de Itabirito, MG; na 18ª Feste de peão boiadeiro de Americana, SP e, na festa de natal na cidade de Campo Bom, no RS. Também em 2004, gravam o 20° disco da carreira, juntamente com o Primeiro DVD, contendo Grandes Sucessos que marcaram sua trajetória. Gravado na casa noturna Vila Country em São Paulo, e trazendo convidados muito especiais, como: Joaquim e Manuel, Edson e Hudson, Cezar e Paulinho, Luiz Cláudio e Giuliano, Bento e Mamão e Isaac.
  • Em 2006 a dupla comemorou 30 anos de carreira e iniciou uma nova fase. Entra em cena um novo Mathias, o cantor Isaac Jr, que substitui ao Mathias original, que atualmente compõe a dupla Matão & Mathias. A dupla lançou seu primeiro disco pela EMI, Um Século Sem Ti, produzido pelo maestro A. Zaccarias e por Matogrosso. No álbum, quatorze grandes canções, sendo treze inéditas. A única releitura é “Aos trancos e barrancos”, de Edinho da Mata e Matogrosso, gravada originalmente por João Paulo & Daniel no início de carreira.
  • Em 2009 a dupla passou por uma nova mudança onde Rafael Belchior substitui Isaac Jr como Mathias. Isaac Jr atualmente segue carreira solo com o nome de Mathias Maranhão.
  • Em 2011 lançam o CD Duas Gerações com a participação de Eduardo Costa.
  • Em 21 de maio de 2013 gravaram em Vista Alegre do Alto - SP seu novo DVD que contou com participações importantes como João Carreiro & Capataz, Agnaldo Timóteo, Péricles, Maria Cecília & Rodolfo, e Léu ex Liu & Léu. O repertório contou com regravações como "Retrato de Mãe", "Pele de Maçã", "Tentei te Esquecer", "24 horas de amor", "Idas e Voltas", "Cabelo Loiro" e "De Igual pra Igual" e músicas inéditas como "Perdeu", "Os Brutos também Amam", "Seu jeito" e "Simples Assim.

DiscografiaEditar

Primeira FormaçãoEditar

Segunda FormaçãoEditar

Terceira FormaçãoEditar

  • 2011 Duas Gerações
  • 2014 Matogrosso & Mathias - Ao Vivo
  • 2014 Duas Gerações - Ao Vivo
  • 2016 40 Anos - Ao Vivo
  • 2019 Conversando com o Abajur - EP

Referências

  1. a b c d «Recanto caipira». Consultado em 10 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 13 de agosto de 2014 
  2. a b c Erro de citação: Código <ref> inválido; não foi fornecido texto para as refs de nome Biografia
  3. biografia-sertaneja.blogspot.com.br/2011/09/nomes-das-duplas-sertanejas.html