Abrir menu principal

Park Yoo-chun

(Redirecionado de Micky Yoochun)
Este é um nome coreano; o nome de família é Park.
Park Yoo-chun
박유천
Park Yoo-chun durante o Busan International Film Festival em outubro de 2014.
Outros nomes Micky Yoochun
Nascimento 4 de junho de 1986 (33 anos)
Seul, Coreia do Sul
Nacionalidade sul-coreana
Alma mater Universidade Kyung Hee
Ocupação
Período de atividade 2003 – 2019[1]
Carreira musical
Período musical 2003 – 2019
Gênero(s)
Extensão vocal Tenor
Instrumento(s)
Gravadora(s)
Afiliações
Assinatura
Park Yoo-chun's Signature.png

Park Yoo-chun (hangul: 박유천; hanja: 朴有天; rr: Bak Yu-cheon; nascido em 4 de junho de 1986) e mais conhecido pelo monônimo Yoochun e Yuchun (ユチョン Yuchon?) (no Japão), é um ex-cantor, compositor e ator sul-coreano. Ele estreou em sua carreira artística em 2003, como um membro do grupo masculino TVXQ e mais tarde em 2010, migrou para o também grupo masculino JYJ. Em sua carreira na atuação estrelou os dramas televisivos Sungkyunkwan Scandal (2010), Miss Ripley (2011), Rooftop Prince (2012), Missing You (2012), Three Days (2014) e The Girl Who Sees Smells (2015).

Em 23 de abril de 2019, sua aposentadoria da indústria do entretenimento foi anunciada após controvérsia envolvendo seu uso de metanfetamina.[1]

BiografiaEditar

Infância e adolescênciaEditar

Park Yoo-chun nasceu em 4 de junho de 1986 em Seul, Coreia do Sul. Sua família mudou-se para os Estados Unidos no ano de 1998.[2] Ele morou em Fairfax, Virgínia, onde frequentou a Holmes Middle School, Rocky Run Middle School e a Chantilly High School. Mais tarde, seus pais se divorciaram.[3] Em 2001, Park ganhou um prêmio no American Music Festival e depois retornou a Coreia do Sul após ser observado pela Brothers Entertainment.[4] O retorno de Park ao país, teve o intuito de que ele pudesse se preparar para sua estreia no mercado musical. Mais tarde, ele foi contratado como um trainee pela S.M Entertainment.

CarreiraEditar

 Ver artigo principal: TVXQ

2003-2009: Estreia com o TVXQ e início da carreira soloEditar

Após um período de treinamento relativamente curto de um ano e cinco meses, Park estreou como membro do grupo masculino TVXQ, durante uma apresentação especial das cantoras BoA e a estadunidense Britney Spears, exibido pela emissora SBS, em 26 de dezembro de 2003.[5] A partir de 2005, Park iniciou sua carreira na atuação, realizando papeis secundários na televisão com os membros do TVXQ, em Banjun Theatre (2005) e Vacation (2006).[6][7] Em 2009, ele realizou uma participação na canção "Tokyo Lovelight" do DJ Makai para seu extended play Stars e também foi um dos rappers da canção "Heartquake", uma faixa de Sorry, Sorry, terceiro álbum de estúdio de seus colegas de agência Super Junior.[8]

Park realizou atividades promocionais com o TVXQ até julho de 2009, quando ele e dois de seus colegas de grupo, Jaejoong e Junsu, entraram com uma ação contra a S.M. Entertainment. Por meio de seus advogados, os membros declararam que o contrato de treze anos era excessivamente longo, os cronogramas tinham de ser cumpridos sem a confirmação ou permissão dos membros, os termos do contrato haviam sido estendidos e alterados sem seu conhecimento ou consentimento, além disso, foi alegado que os ganhos do grupo não eram distribuídos razoavelmente aos membros.

2010-2012: Estreia de JYJ e reconhecimento como atorEditar

 Ver artigo principal: JYJ

Após o selo japonês do TVXQ anunciar uma pausa nas atividades do grupo ainda no início de 2010, o trio formou um novo grupo de três membros, inicialmente conhecido como Junsu / Jaejoong / Yuchun no Japão. Em junho de 2010, Park iniciou sua carreira de ator oficialmente, aparecendo no drama móvel japonês da BeeTV, Beautiful Love ~ ~ が れ ば, como Young-soo, o herdeiro fugitivo de um conglomerado. Dois meses depois, ele fez sua estréia na Coreia como ator no drama Sungkyunkwan Scandal (2010) da KBS, onde interpretou Lee Seon Joon, um nobre que se apaixona por seu colega de escola - uma mulher disfarçada de homem.[9] Ele recebeu os prêmios de "Rookie do Ano", "Prêmio do internauta" e de "Melhor Casal" na cerimônia KBS Drama Awards de 2010. Ele venceu o prêmio de "Melhor Recém-chegado" e "Ator mais popular de um drama de TV" no Baeksang Arts Awards, o mais prestigiado prêmio de entretenimento da Coreia do Sul. Além disso, Park também venceu os prêmios de "Melhor Ator" e "Ator Asiático Mais Popular" no Seoul International Drama Awards.

 
Park Yoo-chun em 2012.

Em setembro de 2010, Park continuou a realizar as atividades de seu grupo JYJ, que lançou o extended play chamado The ..., o qual estreou em número um na parada japonesa Oricon Albums Chart.[10] Apesar da Avex ter anunciado a suspensão das atividades do trio no Japão, no mesmo mês daquele ano.[11] Ainda em 2010, o JYJ lançou o álbum The Beginning em inglês e o promoveu através de uma turnê mundial com datas na Coreia do Sul, Sudeste Asiático e Estados Unidos. Mais tarde em 25 de janeiro de 2011, foi lançado seu extended play em coreano Their Rooms 'Our Story' e Park excursionou pela Ásia e América do Norte pela primeira turnê mundial do JYJ.[12] A turnê foi estendida para a Europa e América do Sul, adicionando mais quatro paradas na Espanha, Alemanha, Chile e Peru. Em setembro de 2011, o grupo lançou seu segundo álbum e o primeiro álbum totalmente em língua coreana In Heaven.

No mesmo ano, Park estrelou o drama Miss Ripley da MBC.[13] Seu personagem, Song Yoo-hyun, o faz interpretar um diretor metade coreano e metade japonês, que se apaixona cegamente pela anti-heroína. Durante o MBC Drama Awards de 2011, Park venceu o prêmio de "Melhor Novato" por seu papel como protagonista em Miss Ripley.

Em 2012, Park estrelou Rooftop Prince pela SBS, onde interpretou Park foi Lee Gak, um príncipe da era Joseon que viaja 300 anos até os dias atuais, e também como Yong Tae-yong, a terceira geração de um conglomerado. Em 30 de agosto, Park venceu o prêmio de "Ator Mais Popular de Drama de TV" no Baeksang Arts Awards, coroando-o como o ator mais popular por dois anos consecutivos. Em 7 de novembro, Park voltou à televisão participando de seu quarto drama televisivo, Missing You da MBC,[14] no qual interpretou o detetive de homicídios Han Jung-woo que, no passado, havia se separado de seu primeiro amor. Tendo interpretado o personagem principal em um drama da SBS e da MBC em 2012, Park compareceu as premiações de ambas as emissoras recebendo diversos prêmios. Desde então, ele alcançou o chamado "Êxito completo" ao ganhar troféus de cada um das três principais canais de televisão da Coreia do Sul, SBS, MBC e KBS.[15]

Em 28 de novembro de 2012, a batalha legal entre o novo grupo JYJ e a S.M Entertainment se encerrou. Ambos os lados concordaram em retirar toda a acusação judicial um do outro e não interferir nas ações um do outro.

2013-2018: Serviço militar obrigatório, controvérsias e atividade de retornoEditar

Entre os anos de 2014 e 2015, Park ganhou o título de "Melhor Ator Revelação" por sua atuação no filme Haemoo em diversos prêmios de entretenimento, incluindo o Baeksang Arts Awards, o Blue Dragon Awards, o Daejong Film Awards, o Busan International Film Festival e o SACF Beautiful Artists Awards.[16][17] Em agosto de 2015, ele iniciou seu serviço militar obrigatório de dois anos na província de Chungcheong do Sul. Mais tarde, devido a sua asma, tornou-se um funcionário do serviço público.[18]

Em junho de 2016, enquanto estava no meio de seu serviço militar obrigatório, Park se tornou alvo de várias acusações de agressão sexual de quatro mulheres.[19] Park's agency denied all allegations.[20] A agência de Park negou todas as alegações. Em 14 de julho de 2016, todas as acusações contra Park foram retiradas pela polícia e,[21][22] em seguida, ele processou-os por difamação e chantagem.[23][24][25] Em 17 de janeiro de 2017, o Tribunal Penal do Distrito Central de Seul decidiu em favor de Park, pronunciando um veredicto de culpado aos réus. Uma mulher, foi condenada a dois anos prisão, o namorado a um ano e seis meses e outro membro do grupo, a dois anos e seis meses.[26] A segunda acusadora, teve seu primeiro julgamento realizado no Tribunal Distrital Central de Seul em 4 de abril de 2017, onde solicitou um julgamento público.[27] Em 25 de outubro de 2017, ela recebeu uma decisão final de inocente por suposta falsa acusação e difamação, em seu primeiro e segundo julgamentos.[28] Embora a promotoria tenha apresentado uma apelação ao veredicto, a suprema corte negou o pedido em 22 de dezembro de 2017.[29] Em dezembro de 2018, ela entrou com uma ação contra Park por danos.

Em agosto de 2017, Park foi dispensado de seu serviço militar obrigatório, uma reunião de fãs e um mini-concerto intitulado "Reunion: Remember the Memories" foi anunciado para as datas de 10 e 11 de março de 2018, como sua primeira aparição pública depois de ter sido dispensado como funcionário do serviço público.[30][31] Em 17 de janeiro de 2018, Park foi processado por um conhecido por 1,2 bilhão de wones por acusação de negligência, resultado de ferimentos causados por uma mordida de cachorro que ocorreu sete anos antes.[32]

2019-presente: Primeiro álbum e retirada da indústria do entretenimentoEditar

Em 27 de fevereiro de 2019, Park lançou seu primeiro álbum de estúdio, Slow Dance. A fim de promover o álbum, foi realizado seu primeiro concerto solo na Coreia do Sul, em 2 de março, chamado de "Slow Dance in Seoul", além disso, uma turnê japonesa também teve início no mesmo mês.

Em 11 de abril de 2019, Park negou sua conexão com o escândalo do clube noturno Burning Sun, no qual sua ex-noiva, Hwang Ha-na, foi presa por acusações de uso de drogas.[33][34][35] A conexão de Hwang com o caso veio após um funcionário do clube ter mencionado o nome dela, enquanto estava preso por uso de drogas. Em 24 de abril, a polícia solicitou um mandado de prisão para Park após um teste de drogas em uma amostra de seu cabelo, teve resultado positivo para a metanfetamina.[36][37] Park tornou-se suspeito de comprar 1,5 gramas de metanfetaminas em três ocasiões e utilizá-los em cinco ocasiões com Hwang no início de 2019. Ele também era suspeito de tentar destruir evidências pintando os cabelos e raspando os pelos do corpo antes de passar pelo teste de drogas.[38] Mais tarde, foi anunciado por sua agência C-JeS Entertainment, que seu contrato seria rescindido e ele se aposentaria da indústria do entretenimento.[39][40] Em 26 de abril, Park foi preso por suspeita de compra e uso de metanfetamina.[41][42] Ele reverteu sua alegação anterior de inocência e admitiu as acusações de uso de drogas contra ele.[43][44] Em 17 de maio, Park foi formalmente indiciado.[45] Em 2 de julho, ele foi condenado a dois anos de liberdade condicional e recebeu uma multa de 1,4 milhão de won.[46][47]

Em 15 de julho de 2019, o tribunal realizou uma arbitragem obrigatória para resolver o caso da segunda acusadora de agressão sexual e ordenou que Park pagasse 100 milhões de wones a mulher em questão.[48][49] Em 30 de julho, a polícia declarou que iniciaria uma investigando pela alegação de suborno na investigação de agressão sexual de Park.[50][51]

DiscografiaEditar

  • How Much Love Do You Have In Your Wallet (2016) (em coreano)
  • Slow Dance (2019)

Colaborações em cançõesEditar

  • "Tokyo Lovelight" - DJ Makai feat. Yuchun (2009)
  • "An Empty space for you" - Miss Ripley OST (2011)
  • "놀러가자" - Gummy feat. Yuchun (2014)

FilmografiaEditar

 
Park Yoo-chun durante uma conversa no BIFF em 2014.

TelevisãoEditar

Ano Título Papel Emissora
2005 Rainbow Romance Yoochun MBC
Banjun Theater estudante do ensino médio SBS
esgrimista mascarado, escravo
2006 Ele mesmo
Vacation
2010 君がいれば ~Beautiful Love~ Young-soo BeeTV mobile
Sungkyunkwan Scandal Lee Sun-joon KBS2
2011 Miss Ripley Song Yoo-hyun / Yutaka MBC
2012 Rooftop Prince Lee Gak / Yong Tae-yong SBS
Missing You Han Jung-woo MBC
2014 Three Days Han Tae-kyung SBS
2015 The Girl Who Sees Smells Choi Mu-gak

FilmesEditar

Ano Título Papel Língua
2005 Dating on Earth Park Yoochun Coreano
2014 Haemoo Dong-shik
2017 Lucid Dream Homem misterioso

NarraçãoEditar

Ano Título Emissora Notas
2011 The Hometown in Which I Used to Live MBC Documentário sobre cidades pequenas.
2014 Human Documentary Love - Ep. 4 MBC Documentário sobre gêmeos siameses.
2015 기적의 피아노 / The Piano - Filme-documentário sobre uma criança prodígio no piano e deficiente visual.

Programas de rádioEditar

Ano Título Notas
2007 TVXQ Bigeastation Park atuando como apresentador com o TVXQ

TurnêsEditar

  • 1st Asia Fanmeeting Tour (2012)[52]
  • Housewarming Party: fanmeeting (2014)[53]
  • Loving Yu in China: fanmeeting tour (2015)[54]
  • All About Yu: japan fanmeeting (2015)[55]
  • Remember the memories: japan fanmeeting & miniconcert (2018)[56]

PrêmiosEditar

  • 2013 49º High1 PaekSang Arts Awards: Ator Mais Popular de Drama de TV (I Miss You)
  • 2012 SBS Drama Awards: Prêmio Excelência, Ator - Drama Especial (Rooftop Prince)
  • 2012 SBS Drama Awards: Prêmio Top 10 Stars (Rooftop Prince)
  • 2012 SBS Drama Awards: Prêmio de melhor Casal com Han Ji Min (Rooftop Prince)
  • 2012 SBS Drama Awards: Prêmio de Popularidade (Rooftop Prince)
  • 2012 MBC Drama Awards: Prêmio de Ator de Excelência de Mini Series (I Miss You)
  • 2012 7º Seoul International Drama Awards: Ator Coreano Proeminente (Rooftop Prince)
  • 2012 7º Seoul International Drama Awards: Prêmio Escolha do Público (Rooftop Prince)
  • 2012 48º Baeksang Arts Awards: Ator Mais Popular de Drama de TV (Miss Ripley)
  • 2011 6º Seoul International Drama Awards: Ator Coreano Proeminente (Sungkyunkwan Scandal)
  • 2011 6º Seoul International Drama Awards: Prêmio de Escolha do Público (Sungkyunkwan Scandal)
  • 2011 MBC Drama Awards: Prêmio de Ator Estreante de Mini Series (Miss Ripley)
  • 2011 47º Baeksang Arts Awards: Ator Mais Popular de Drama de TV (Sungkyunkwan Scandal)
  • 2011 47º Baeksang Arts Awards: Ator Estreante de Drama de TV (Sungkyunkwan Scandal)
  • 2010 KBS Drama Awards: Prêmio de Ator Estreante (Sungkyunkwan Scandal)
  • 2010 KBS Drama Awards: Prêmio Netizens (Sungkyunkwan Scandal)
  • 2010 KBS Drama Awards: Prêmio de Melhor Casal com Park Min Young (Sungkyunkwan Scandal)

Referências

  1. a b «박유천 소속사 씨제스 "참담하다. 신뢰관계 회복NO. 계약해지 결정"[공식]». Sports Seoul (em coreano). Naver. 24 de abril de 2019. Consultado em 22 de maio de 2019 
  2. Kim, Won-kyum (6 de janeiro de 2007). «동방신기의 눈물젖은 빵». Star News (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  3. Kang, Cecilia (26 de novembro de 2006). «Riding the Seoul Train». The Washington Post. Consultado em 27 de fevereiro de 2009 
  4. «Brothers Entertainment Official Website». Brothers Entertainment. Consultado em 27 de fevereiro de 2009 
  5. «ko:[O2/집중분석] 동방신기 3인과 SM의 공생 해법은?». DongA News. 19 de outubro de 2010. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  6. «Retro Dance Queen Bae Seul Ki 'TVXQ Woman'». Hankooki (em Korean). 3 de março de 2006. Consultado em 26 de fevereiro de 2009 
  7. «TVXQ, Theater Actors». Star Money (em Korean). 7 de julho de 2006. Consultado em 26 de fevereiro de 2009 
  8. «Lee Yeon-hee and TVXQ is featured in Super Junior's third album». Moneytoday (em Korean). 9 de março de 2009. Consultado em 9 de março de 2009 
  9. «드라마 '성균관스캔들' 기자 간담회 열려». E-daily. 15 de julho de 2010. Consultado em 26 de julho de 2010 [ligação inativa]
  10. 東方神起新ユニット、デビュー作が初日首位. Oricon (em Japanese). Oricon Style. 9 de setembro de 2010 
  11. Lee, Woo-young (23 de setembro de 2010). «Three members of TVXQ face setback in Japan». The Korea Herald. Park Haeng-hwan 
  12. «JYJ kicks off their "JYJ World Tour Concert" in Thailand». allkpop. 4 de abril de 2011 
  13. Park Yoochun changes more than just wardrobe for "Miss Ripley" Arquivado em 2011-05-18 no Wayback Machine. 10Asia. 17 de maio de 2011.
  14. Stewart Ho (25 de setembro de 2012). «JYJ Park Yoo Chun Set to Return to TV Drama With 'I Miss You'». enewsworld. CJ E&M. Consultado em 4 de janeiro de 2013 
  15. 박유천 그랜드슬램, 연기 시작 3년 만에 지상파 신인상-우수상 휩쓸어…. W Star News / Nate (em Korean). SK Communications. 2 de janeiro de 2013. Consultado em 2 de janeiro de 2013 
  16. «South Korean Actor Choi Min-sik Wins Grand Prize at Baeksang Awards». The Hollywood Reporter. 26 de maio de 2015. Consultado em 23 de agosto de 2015 
  17. «JYJ′s Park Yoo Chun Named Best New Actor at Blue Dragon Awards». MWAVE. 17 de dezembro de 2014. Consultado em 23 de agosto de 2015. Arquivado do original em 4 de março de 2016 
  18. «Park Yoo-chun begins military service». The Korea Herald. 27 de agosto de 2015. Consultado em 22 de maio de 2019 
  19. Bennett, Colette (17 de junho de 2016). «K-pop star Park Yoochun facing multiple accusations of sexual assault». The Daily Dot. Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  20. «박유천, 성폭행 피소 논란…朴측 "악의적 공갈협박"». Yonhap News (em coreano). 13 de junho de 2016. Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  21. Nam, Woo-jung (15 de junho de 2016). «강남경찰서 측 "A씨, 박유천 고소 취하…수사 진행 여부 논의중"». MBN Star (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  22. Kang, Nae-ri (15 de junho de 2016). «박유천 측 "고소 취하 확인 중…입장 변동 없다"». YTN (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  23. Alexander, Kevin (26 de junho de 2016). «Park Yoochun Countersues Accuser For Blackmailing Him For $1 Million». Kpop Starz. Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  24. Park, Ha-jung (4 de julho de 2016). «박유천 씨, 두 번째로 자신 고소한 여성 맞고소 출처 : SBS 뉴스 원본 링크». SBS News (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  25. Jun, Ah-ram (4 de julho de 2017). «'성폭행 혐의' 박유천, 오늘(4일) 두번째 고소女 무고죄로 맞고소». Xsport News (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  26. «"박유천 성폭행" 무고여성 1심 징역 2년…법원 "朴, 치명상"». Yonhap News (em coreano). 17 de janeiro de 2017. Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  27. Hwang, Kyung-joo (14 de março de 2017). «성폭행 당했다며 가수 박유천 씨 허위 고소한 20대 여성 기소». KBS News (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  28. Yoon, Sung-yeol (26 de outubro de 2017). «박유천, 첫 성폭행 고소·협박 일당 3명 모두 실형 확정(종합)». Star News (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  29. Lee, So-dal (22 de dezembro de 2017). «박유천 1차 고소인 "실형"·2차 고소인 "무죄"..18개월 공방 끝 [종합]». Osen (em coreano). Consultado em 12 de janeiro de 2018 
  30. Kim Na-ra (30 de janeiro de 2018). «박유천, 제대 후 첫 日 팬미팅 개최…"3월 현지 팬과 '재회'" [공식]» (em Korean). My Daily 
  31. «JYJ's Park Yu-chun to hold fan meeting in Japan». Yonhap News. 31 de janeiro de 2018 
  32. Lee, Ah-young (17 de janeiro de 2018). «[공식입장] 박유천, 반려견에 물린 지인에 피소…"당시 사과, 치료비 줬다"». Xsport News. Consultado em 18 de janeiro de 2018 
  33. Park, Ju-young (10 de abril de 2019). «[Newsmaker] JYJ member Park Yu-chun denies drug rumors». The Korea Herald. Consultado em 16 de abril de 2019 
  34. Kim, Mee-hyun (16 de abril de 2019). «JYJ's Park Yu-chun Latest Celeb Caught in Drug Crackdown». The Chosun Ilbo. Consultado em 16 de abril de 2019 
  35. Lee, Jae-lim (11 de abril de 2019). «Park Yu-chun denies ties to drugs». Joongang Daily. Consultado em 16 de abril de 2019 
  36. Ock, Hyun-ju (24 de abril de 2019). «Singer Park Yoo-chun tests positive for meth, may face arrest this week». The Korea Herald. Consultado em 24 de abril de 2019 
  37. «K-pop singer Park Yoo-chun tests positive for drugs». UPI. 24 de abril de 2019. Consultado em 24 de abril de 2019 
  38. Ock, Hyun-ju (26 de abril de 2019). «[Newsmaker] Singer Park Yoo-chun appears for arrest warrant hearing». The Korea Herald. Consultado em 26 de abril de 2019 
  39. «박유천 소속사 씨제스 "참담하다. 신뢰관계 회복NO. 계약해지 결정"[공식]». Sports Seoul (em coreano). 24 de abril de 2019. Consultado em 24 de abril de 2019 
  40. «Warrant sought for Park Yu-chun». Korea Joongang Daily. 24 de abril de 2019 
  41. Ock, Hyun-ju (27 de abril de 2019). «[Newsmaker] Singer-actor Park Yoo-chun arrested over suspected meth use». The Korea Herald. Consultado em 27 de abril de 2019 
  42. «K-pop star Park Yoo-chun arrested on drug charges in latest scandal». Reuters. 26 de abril de 2019. Consultado em 27 de abril de 2019 
  43. «Singer-actor Park confesses to taking drug: police». The Korea Herald. Yonhap. 29 de abril de 2019. Consultado em 29 de abril de 2019 
  44. Fatt, Loh Keng (30 de abril de 2019). «Park Yoo-chun makes U-turn, admits to drug use». The Straits Times. Consultado em 30 de abril de 2019 
  45. Yonhap (17 de maio de 2019). «Prosecutors indict singer Park Yoo-chun on drug use charges». The Korea Herald. Consultado em 18 de maio de 2019 
  46. «(속보) 법원, '마약 투약' 박유천 징역 10월 집행유예 2년 선고 [MD현장]». My Daily (em coreano). 2 de julho de 2019. Consultado em 2 de julho de 2019 
  47. Yonhap (2 de julho de 2019). «[Newsmaker] Singer-actor Park Yoo-chun given suspended sentence for drug use». The Korea Herald. Consultado em 2 de julho de 2019 
  48. «법원, 박유천에 강제조정 결정 "성폭행 피해여성 A씨에 1억원 배상"». Naver (em coreano). 18 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho de 2019 
  49. «K-pop Singer Park Yoochun Forced To Pay 100 Million Won In Damages To Sexual Assault Victim». Naver. 19 de julho de 2019. Consultado em 20 de julho 2019 
  50. Ock, Hyun-ju (30 de julho de 2019). «[Newsmaker] 'Park Yoo-chun invited police officers home while under probe'». The Korea Herald. Consultado em 31 de julho de 2019 
  51. Schwartz, William (5 de agosto de 2019). «[HanCinema's News] South Korean Police Confirm Formal Probe into Park Yoo-chun Bribery Allegation». Hancinema. Consultado em 6 de agosto de 2019 
  52. «아시아는 '박유천 앓이'…亞 팬미팅투어, 1만7000 관객동원» (em coreano). SportsWorld. Consultado em 22 de maio de 2019 
  53. «- 박유천, 6월 팬미팅 시작으로 중국 팬들 만난다 텐아시아» (em coreano). 10 Asia. 16 de maio de 2014 
  54. «JYJ's Yoochun to embark on a fanmeeting tour in China next month». Allkpop. 12 de janeiro de 2015. Consultado em 17 de março de 2019 
  55. «KPOP NEWS - JYJ Park Yu Chun′s Japan Fanmeeting Tour Poster Revealed». MWave. Consultado em 17 de março de 2019 
  56. Inc, PROMAX. «2018 Park Yuchun Fanmeeting & Mini Concert in Japan». PROMAX Inc. (em japonês). Consultado em 17 de março de 2019 

Ligações externasEditar