Korean Broadcasting System

Emissora Nacional Pública da Coréia do Sul

Korean Broadcasting System (KBS) (hangul: 한국방송공사; hanja: 韓國放送公社; rr: Han-guk Bangsong Gongsa; MR: Han'guk Pangsong Kongsa) é a emissora pública nacional da Coreia do Sul. Foi fundada no ano de 1927 e opera serviços de rádio , televisão e mídia on-line, sendo uma das maiores redes de televisão sul-coreanas.[1]

Korean Broadcasting System (KBS)
Edifício principal da Korean Broadcasting System
Empresa de capital aberto
Slogan I Take Heart. I Can Feel It.
Atividade Mídia
Fundação 16 de fevereiro de 1927 (93 anos) (como Kyeongseong Broadcasting Corporation)
03 de março de 1973 (47 anos) (como Public Broadcasting organization)
Fundador(es) Governo Imperial Japonês
Sede Seul, Yeongdeungpo-gu, Coreia do Sul
Área(s) servida(s)  Coreia do Sul
Em todo o mundo (via KBS World)
Proprietário(s) Governo da Coreia do Sul
Presidente Yang Sung-dong
Empregados 5 294 (a partir de 1 de janeiro de 2017)
Produtos
Subsidiárias
  • KBS Media
  • KBS Art Vision
  • KBS Business
  • KBS N
  • KBS i (fechado em 2011)
  • E-KBS
  • KBS America
  • KBS Japan
Antecessora(s) Kyeongseong Broadcasting Corporation
Website oficial www.kbs.co.kr
english.kbs.co.kr
A sede da KBS em Seul.

HistóriaEditar

Década de 20: Começo da rádioEditar

A KBS foi fundada em 16 de fevereiro de 1927, com o nome Kyeongseong Broadcasting Corporation (JODK - 경성 방송국,京城放送局), criado pelo Governador-Geral da Coreia, no período da ocupação japonesa da Coreia, apenas como rádio. Sua segunda estação de radiodifusão foi criada em 1947, após a República da Coreia, utilizando o sinal HLKA pela União Internacional de Telecomunicações, depois de realizar sua transmissão nacional, a rádio foi renomeada para Estação de Transmissão Central de Seul.[1]

Década de 50 e Década de 60: Começo na televisãoEditar

Os primeiros testes como estação de televisão HLKZ-TV, teve inicio na Coreia do Sul em 12 de maio de 1956. E no ano de 1961 a estação de televisão foi vendida para a KBS.[1]

Década de 70: ExpansãoEditar

O status da estação KBS mudou de governo para uma estação pública em 3 de março de 1973. A construção da sede da KBS em Yeouido ocorreu em 1976. Em 1979, a Rádio KBS começou a transmitir na onda FM com o lançamento da KBS Stereo (agora KBS 1FM).[1]

Década de 80: Fusão controversa e publicidadeEditar

A KBS começou a aceitar publicidade em 1980, diferindo da norma de transmissão livre de anúncios por emissoras públicas, devido após a fusão forçada de vários radiodifusores privados para a KBS pelo governo militar de Chun Doo-hwan.[2]

Década de 90: Cisão da EBS e Início de taxa de licenciamentoEditar

No dia 27 de dezembro de 1990, a antiga KBS 3 e a rádio Educational FM se separaram da KBS para a criação da Educational Broadcasting System. A EBS atualmente é considerada a única rede de televisão e rádio sul-coreana, sem um serviço regional separado.

Em 1994 após uma revisão do sistema de taxas de licenciamento de televisão, a KBS1 parou de transmitir comerciais em sua programação.

EstruturaEditar

A KBS é uma empresa pública, financiada pelo governo sul-coreano e por taxas de licença, mas é gerenciada de forma independente. Como parte da Constituição, o presidente da KBS é escolhido pelo presidente da Coreia do Sul, após ser recomendado pelo seu conselho de administração. Os partidos políticos na Coreia do Sul também têm o direito de nomear membros do conselho de administração da KBS. Devido a esse sistema, que oferece aos políticos controle efetivo sobre a escolha do presidente da KBS, bem como de seu conselho de administração, as pessoas que são críticas ao sistema citam a intervenção política na governança da KBS como motivo para revisar o atual sistema de recrutamento.

Cerca de 37,8% da receita da KBS vem de uma taxa obrigatória de licença de televisão de 2.200 won , com outros 47,6% provenientes de vendas de anúncios comerciais. A produção internacional da KBS, como a KBS World , e serviços especializados, como a Rádio 3 da KBS para pessoas com deficiência, recebem financiamento público do governo sul-coreano.

SubsidiáriasEditar

TelevisãoEditar

  • KBS 1TV - É o principal canal da Korean Broadcasting System. É um canal generalista, que transmite notícias e assuntos da atualidade, esportes, cultura, entretenimento, teledramaturgia e educação, além de documentários produzidos pela própria KBS, a KBS1 também exibe filmes de informação pública e programação de entretenimento menor, mas a maioria está em seu canal-irmão KBS2. Foi fundada em 1961 como HLKA-TV e é financiada exclusivamente por taxa de licença, sendo veiculada sem comerciais.
  • KBS 2TV - É um canal generalista, que tem em sua programação: séries, dramas, entretenimento, além de shows e espetáculos ao vivo, a KBS2 também exibe filmes de informação pública e programação de notícias e assuntos atuais, mas a maioria está em seu canal-irmão KBS1. Foi fundada em 1980 como substituta da antiga Tongyang Broadcasting Corporation, depois da fusão entre TBC e KBS.
  • KBS UHD - É um canal que é transmitido em formato de UHD (Ultra alta definição). Apresenta videoclipes e reprises de dramas.

No dia 31 de dezembro de 2012, a KBS desativou o sinal analógico da KBS1 e da KBS2, como forma de iniciar o processo de transição para o sinal digital.

Canais de TV a caboEditar

  • KBS N Life - Canal de cultura e teledramaturgia.
  • KBS Drama - É um canal focado em dramas
  • KBS N Sports - Canal de esportes
  • KBS Joy - Canal de comédia e de jogos
  • KBS Kids - Canal infantil[3]
  • KBS W - Canal voltado ao público feminino[4]
  • KBS - K Picture Media - Canal de distribuição de desenhos animados pagos online

Esses seis canais são transportados por operadoras de cabo e satélite na Coreia do Sul. Existem mais de 100 operadoras de cabo na Coreia do Sul, e a Skylife é o único provedor de serviços de televisão por satélite. Esses canais são gerenciados e operados pela KBS N, uma empresa subsidiária da KBS.

KBS WorldEditar

 Ver artigo principal: KBS World

KBS World é o serviço internacional de televisão e rádio da KBS. Foi lançado oficialmente no dia 1 de julho de 2003, a fim de ampliar sua cobertura mundial, para assim, divulgar a cultura sul-coreana, e é transmitida 24 horas por dia, com programas que incluem notícias, esportes, dramas de televisão, entretenimento e programas infantis. O formato de televisão da KBS World é transmitida localmente e ao redor do mundo. Cerca de 65% de seus programas são transmitidos com legendas em inglês. Está disponíveis em 32 países e, segundo informações, mais de 40 milhões de famílias em todo o mundo podem acessar a KBS World.[carece de fontes?] Possui duas subsidiárias no exterior, entre elas estão a KBS America e KBS Japan. A KBS Japan é operada independentemente por uma subsidiária da KBS no Japão, e a maioria dos programas é fornecida com legendas em japonês.

RádioEditar

Possui emissoras de rádio em ondas curtas para fora da Coreia, em 11 idiomas e na internet, onde tem o mais alto conteúdo virtual e acessível.

  • KBS Radio 1 (711KHz AM/97.3MHz FM) - notícias, assuntos atuais, documentário e cultura. Lançada em 1927 como Kyeongseong Broadcasting Corporation JODK; tornou-se KBS Radio 1 em 1965[5]
  • KBS Radio 2 (AM/FM) - Música Popular. Lançada em 1948 como HLKA
  • KBS Radio 3 (AM/FM) - Lançada em 1980 e cessando a transmissão em 1981. Mais tarde foi substituída pelo serviço de rádio regional da KBS Radio 2 e pela Educational FM (hoje EBS FM). Foi relançada em 2000 como um spin-off da KBS Radio 2. E em 2010 pela primieira vez, foi lançada em FM e reestruturada como uma estação de rádio para deficientes.
  • KBS 1FM (93.1MHz Classic FM) - música clássica e folclórica. Lançada em 1979 como KBS-FM
  • KBS 2FM (89.1 MHz Cool FM) - música popular. Lançada em 1966 como TBC-FM
  • KBS Han Minjok Radio (6015MHz Ondas Curtas) (onda curta e onda média) - lançada em 1975 como KBS Third Programme
  • KBS World Radio - É o serviço de rádio internacional da Coreia do Sul, operando em ondas curtas. É financiada diretamente pelo governo.

Logotipos utilizados pela KBSEditar

ControvérsiasEditar

Fusão forçada de empresas privadasEditar

Durante o regime de Chun Doo-hwan na década de 80, o presidente Chun Doo-hwan aprovou uma lei em que várias empresas de comunicação do país se incorporassem a KBS, no caso deixariam de ser privadas e se tornariam emissoras públicas. Entre os conglomerados de mídia que estavam dentro do projeto, estava a antiga Tongyang Broadcasting System (TBC), que pertencia á Samsung, além da antiga Donga Broadcasting System (DBS). Porém, a medida causou polemica no país, pelo fato da KBS1 e da KBS Rádio 1 começarem a aceitar publicidade comercial em sua programação. Outro fator que causou polemica, foi pelo fato dessas mesmas empresas criticarem a medida, o presidente Chun Doo-hwan usou essa mesma lei para realizar "golpes" em várias emissoras de TV, em alguns caso, além de forçar a incorporação de alguns veículos de comunicação á KBS, Chun doo-hwan ainda fechou algumas emissoras de rádio e TV em Seul.

Outras empresas como a Munhwa Broadcasting Corporation também foram afetadas. A MBC era originalmente uma empresa de 20 estações membros fracamente afiliadas localizadas em várias partes da Coréia, embora elas compartilhassem grande parte de sua programação, cada estação era de propriedade privada. Após a consolidação, no entanto, cada afiliada foi forçada a ceder a maioria de suas ações á MBC com sede em Seul, e a MBC Seoul, por sua vez, foi forçada a ceder a maioria de suas ações à KBS.[6].

Com isso, a TBC TV virou a atual KBS2, enquanto a TBC FM virou a KBS 2 FM (hoje KBS Cool FM). Em 2009, os outros veículos de mídia que pertencia tanto a TBS como a DBS tiveram suas concessões entregues a JoongAbo Ilbo, que em 2011 viram a atual JTBC.

Parceiros estrangeirosEditar

Referências

  1. a b c d «"Korea Broadcasting System is..."». '. Consultado em 14 de junho de 2018 
  2. «"Chun Doo-hwan, um oficial militar, busca recuperar o controle da imprensa"». '. Consultado em 14 de junho de 2018 
  3. «KBS Launches Children's Channel». Asia-Pacific Broadcasting Union. 29 de maio de 2012 
  4. «Korea debuts cable channel dedicated to women». Asia-Pacific Broadcasting Union. 25 January 2013. Consultado em 25 January 2013  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  5. «Channel Info». KBS English. Consultado em 4 April 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Media Strike in Korea». Ask a Korean!. 12 June 2012. Consultado em 14 September 2014  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Korean Broadcasting System