Abrir menu principal

Miguel Beleza

economista português
Miguel Beleza
Miguel Beleza
Ministro(a) de Portugal
Período XI Governo Constitucional
  • Ministro das Finanças
Dados pessoais
Nascimento 28 de abril de 1950
Coimbra, Portugal
Morte 22 de junho de 2017 (67 anos)
Lisboa, Portugal
Partido PSD
Profissão Economista

Luís Miguel Couceiro [da Costa] Pizarro Beleza GCIHGCM (Coimbra, 28 de abril de 1950Lisboa, 22 de junho de 2017) foi um economista português.

Índice

BiografiaEditar

Era filho de José Júlio Pizarro Beleza (Póvoa de Varzim, Póvoa de Varzim, 29 de setembro de 1924 - 10 de março de 2012) e de sua mulher (28 de janeiro de 1948) Maria dos Prazeres Lançarote Couceiro da Costa (Porto, 23 de setembro de 1924 - outubro de 2010), e irmão de Leonor Beleza, ex-ministra da saúde e ex-vice-presidente da Assembleia da República e actual presidente da Fundação Champalimaud, Teresa Pizarro Beleza, José Beleza e Maria dos Prazeres.

Percurso académicoEditar

Economista licenciado pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras da Universidade Técnica de Lisboa em 1972,[1] aos 24 anos partiu para os Estados Unidos para fazer um doutoramento em Economia, no Massachusetts Institute of Technology (MIT), que concluiu em 1979. Foi nesta condição que teve, como colegas, grandes nomes da economia mundial, como Ben Bernanke, ex-Presidente da Reserva Federal dos Estados Unidos e Lucas Papademos, ex-vice-presidente do BCE. Teve como professores Alfredo de Sousa e Paul Samuelson, Prémio Nobel da Economia em 1970. Publicou em 1978 no Journal of Development Economics um artigo sob o título "Input-Output Pricing in a Keynesien Model as Applied to Portugal" e tem como texto que mais o marcou um artigo de Gary Stanley Becker, reconhecido economista americano, Prémio Nobel da Economia em 1992, sob o título "Crime and Punishment: An Economic Approach", publicado em The Journal of Political Economy em Março-Abril de 1968. Foi professor associado e professor catedrático da Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, onde era, à data da sua morte, Professor Associado Convidado. Foi consultor e diretor da revista Economia da Universidade Católica Portuguesa.

Carreira profissional e políticaEditar

Técnico assessor e técnico consultor do Banco de Portugal (1979-1987), responsável pelas relações de Portugal e Espanha no Fundo Monetário Internacional, em Washington (1984-1987), administrador de empresas e administrador (1987-1990) e 14.º governador do Banco de Portugal (1992-1994).[1]

Foi ministro das Finanças do XI Governo Constitucional (1990-1991), período durante o qual impulsionou a criação da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e colaborou no processo de adesão de Portugal à União económica e monetária.[2]

Enquanto governador do Banco de Portugal, geriu a desvalorização do escudo durante as perturbações cambiais de 1992 a 1993, causada pela agitação dos mercados financeiros que se reflectiu no Sistema Monetário Europeu. Em junho de 1994 demitiu-se do cargo de Governador por conflito com o então ministro das Finanças, Jorge Braga de Macedo. Em 2009 integra como membro o Conselho Consultivo do Banco de Portugal.[2]

Faleceu a 22 de junho de 2017, na sua casa em Lisboa, vítima de paragem cardiorrespiratória.[3]

CondecoraçõesEditar

A 22 de agosto de 1991 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul do Brasil,[4] a 9 de junho de 1995 com a Grã-Cruz da Ordem do Mérito e a 28 de junho de 2005 com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.[5]

Obras editadasEditar

  • 1990 Portugal and the Internal Market of the EEC (em parceria com)
  • 1990 Implicit Taxes and Credit Ceilings: The Treasury and the Banks in Portugal (em parceria com)
  • 1985 A Mão Invisível (em parceria com)
  • 2001 Reflexões sobre o Endividamento
  • 2002 Bênção ou Maldição (?)

Referências

  1. a b «Antigos Alunos do ISEG». iseg.utl.pt. Consultado em 8 de Dezembro de 2010. Arquivado do original em 29 de janeiro de 2012 
  2. a b Banco de Portugal. «Antigos Governadores do Banco de Portugal». Consultado em 26 de Novembro de 2014. Arquivado do original em 30 de abril de 2015 
  3. Morreu o ex-ministro das Finanças Miguel Beleza, Observador 22.06.2017
  4. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Estrangeiras». Resultado da busca de "Luís Miguel Couceiro Pizarro Beleza". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 20 de novembro de 2014 
  5. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Luís Miguel Couceiro Pizarro Beleza". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 20 de novembro de 2014 
Precedido por
Miguel Cadilhe
Ministro das Finanças
XI Governo Constitucional
1990 – 1991
Sucedido por
Jorge Braga de Macedo
Precedido por
José Alberto de Vasconcelos Tavares Moreira
Governador do Banco de Portugal
19921994
Sucedido por
António José Fernandes de Sousa