Missão sui iuris

Uma missão sui iuris (em latim: missio sui iuris), também conhecida como uma missão independente,[1] é um tipo raro de pseudo-diocese católica missionária em uma área com muito poucos católicos, muitas vezes isolado ou remoto. Estas missões não são transformadas em prefeituras apostólicas por falta de clérigos.

Este tipo de missão, assemelhando-se ao estatuto autónomo das dioceses, goza de uma grande autonomia administrativa. Algumas delas são até directamente supervisionadas pelo Papa. O contexto e a situação das missões sui iuris e das Igrejas particulares autónomas sui iuris são totalmente diferentes e não devem ser confundidos.

O chefe clerical é conhecido como superior eclesiástico, podendo ser um clérigo, bispo, arcebispo ou mesmo um cardeal, mas muitas vezes, se de alto cargo, reside em outro local (nomeadamente em outra diocese ou no Vaticano), quando for sua primeira chefia de gabinete.

Lista de missões sui iurisEditar

Até maio de 2020, os únicos casos de missões sui iuris (todas elas da Igreja Latina) encontram-se nos seguintes países ou territórios:[1]

Missões sui iuris da Igreja Católica[1]
Continente Missão País / Território Ref.
Ásia Missão sui iuris do Afeganistão   Afeganistão [2][3]
América Central Missão sui iuris das Ilhas Caimã   Ilhas Cayman [4][5]
Oceania Missão sui iuris de Funafuti   Tuvalu [6][7]
África Missão sui iuris de Santa Helena, Ascensão e Tristão da Cunha   Santa Helena
  Ascensão
  Tristão da Cunha
[8][9]
Ásia Missão sui iuris do Tajiquistão   Tajiquistão [10][11]
Oceania Missão sui iuris de Tokelau   Toquelau [12][13]
Ásia Missão sui iuris do Turcomenistão   Turcomenistão [14][15]
América Central Missão sui iuris de Turks e Caicos   Turks e Caicos [16][17]

Referências

  1. a b c «Independent Missions (Missions sui juris)». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  2. «Mission sui juris of Afghanistan». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  3. «Mission "Sui Iuris" of Afghanistan». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 
  4. «Mission sui juris of Cayman Islands». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  5. «Mission "Sui Iuris" of Cayman Islands». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 
  6. «Mission sui juris of Funafuti». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  7. «Mission "Sui Iuris" of Funafuti». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 
  8. «Mission sui juris of Saint Helena, Ascension and Tristan da Cunha». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  9. «Mission "Sui Iuris" of Saint Helena, Ascension and Tristan da Cunha». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 
  10. «Mission sui juris of Tajikistan». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  11. «Mission "Sui Iuris" of Tajikistan». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 
  12. «Mission sui juris of Tokelau». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  13. «Mission "Sui Iuris" of Tokelau». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 
  14. «Mission sui juris of Turkmenistan». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  15. «Mission "Sui Iuris" of Turkmenistan». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 
  16. «Mission sui juris of Turks and Caicos». GCatholic. Consultado em 27 de maio de 2020 
  17. «Mission "Sui Iuris" of Turks and Caicos». Catholic-Hierarchy. Consultado em 27 de maio de 2020 

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.