Abrir menu principal

O Beijo (filme)

filme de 1964 dirigido por Flávio Tambellini
O Beijo
 Brasil
1964 •  pb •  78 min 
Direção Flávio Tambellini
Produção Serrador Companhia Cinematográfica
Flávio Tambellini Produções Cinematográficas
Roteiro Flávio Tambellini (argumento e roteiro)
Glauro Couto (roteiro)
Geraldo Gabriel (roteiro)
Nelson Rodrigues (diálogos e peça)
Elenco Reginaldo Faria
Fregolente
Jorge Dória
Norma Blum.
Gênero Drama
Música Moacir Santos
Distribuição Columbia Pictures
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

O Beijo é um filme de drama brasileiro de 1964, produzido e dirigido por Flávio Tambellini. O roteiro do diretor adapta a peça teatral "O Beijo no Asfalto" de Nelson Rodrigues. Música de Moacir Santos.[1]

ElencoEditar

SinopseEditar

O arquiteto Arandir está casado a pouco tempo com Selminha e ambos estão aparentemente felizes, apesar do pai dela, Aprígio, não ter aprovado a união e evitar até de falar o nome do genro. Certo dia, ao sair do escritório onde trabalha, Arandir testemunha um atropelamento de um homem que, agonizante, lhe pede um "beijo francês" e falece em seguida. Arandir atende ao pedido para surpresa das demais pessoas que circundavam o atropelado, dentre eles Aprígio e o jornalista sensacionalista Mário Ribeiro. Imediatamente Ribeiro começa a escrever vários artigos aludindo a homossexualidade do arquiteto e insinuando que ele conhecia a vítima e a teria empurrado na direção do caminhão que o atingira. O delegado Cunha inicia um violento interrogatório de Arandir, que também começa a sofrer com as desconfianças dos colegas de trabalho e da própria esposa que entra em desespero.

Referências