Abrir menu principal

O Homem do Sputnik

filme de 1959 dirigido por Carlos Manga
O homem do sputnik
Brasil
1959 •  p&b •  98 min 
Direção Carlos Manga
Roteiro José Cajado Filho
Elenco Oscarito
Cyl Farney
Zezé Macedo
Neide Aparecida
Norma Bengell
Jô Soares
Género comédia
Idioma português

O Homem do Sputnik é um filme brasileiro de 1959, dirigido por Carlos Manga no gênero comédia. Em novembro de 2015 o filme entrou na lista feita pela Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine) dos 100 melhores filmes brasileiros de todos os tempos.[1] Foi listado por Jeanne O Santos, do Cinema em Cena, como "clássicos nacionais".[2]

Índice

EnredoEditar

O filme narra as peripécias de um homem simples que pensa que o satélite russo Sputnik 1 caiu no galinheiro de um sítio. A notícia se espalha e ele é perseguido por espiões de todos os tipos até que a verdade vem à tona. O estreante Jô Soares, ainda como "Joe" Soares, faz o papel de um espião americano no Brasil. A inclusão desse espião fez com que o diretor Carlos Manga perdesse uma bola de estágio nos EUA. O filme teria sido visto por 15 milhões de espectadores.[3]

ElencoEditar

LegadoEditar

Além das diabruras de Oscarito, o filme ficou conhecido pela ótima paródia de Brigitte Bardot, feita por Norma Bengell.[4]

Referências

  1. André Dib (27 de novembro de 2015). «Abraccine organiza ranking dos 100 melhores filmes brasileiros». Abraccine. abraccine.org. Consultado em 26 de outubro de 2016 
  2. Jeanne O Santos. «Clássicos nacionais». Cinema em Cena. CartaCapital. Consultado em 29 de junho de 2019 
  3. SOARES, Jô. O livro de Jô. São Paulo. Ed. Companhia das Letras, 2017
  4. SOARES, Jô. O livro de Jô. São Paulo. Ed. Companhia das Letras, 2017
  Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.